Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quarta-feira, 28 de setembro de 2016


Eleição: baixaria no Rio e em São Paulo. Shimon Peres, o estadista, Premio Nobel da Paz

HELIO FERNANDES
E também, quase sem exceção nos outros 5 mil e 500 municípios. Poderia e deveria ser o caminho da recuperação da política e o desprezo pela politicalha. Mas aconteceu exatamente o contrario. Os velhos, viciados e contaminados políticos que arruinaram e continuam arruinando o país, deixaram por instantes o conforto das mordomias que dominam a vida inteira. E foram momentaneamente intervir nas eleições municipais, para garantir e consolidar o poder que exibem.
Tudo começa pelo município, muitos prefeitos e vereadores, se transformam em potentados. Quando chegam ao plano nacional, esqueceram das origens. Voltam, como está acontecendo agora, "pilotando" carreiristas de vôos mais curtos. Os patrocinadores, quase todos, sonhando com 2018. E como os nomes mais conhecidos estão no Rio, São Paulo e Brasília, participam inteiramente de Rio e São Paulo, já que Brasília não tem vereadores.

Em São Paulo, o maior município do país, se encontram ex-presidentes, presidentes no poder indireto, outros que pretendem o poder em 2018. Todos sem o mínimo de convicção. FHC, Aécio e Aluizio Nunes Ferreira, vetaram João Doria, "ele não é do partido". Apoiado pela maquina eleitoral, veio do ultimo para o primeiro lugar, frustrando os três.

Apoiado exclusivamente por Alckmin, candidato já lançado para 2018, tremeram e se assustaram. Mudaram logo de posição, garantiram apoio a Doria. Não podem favorecê-lo, tentam prejudicar o governador, no momento e certamente no futuro.

A outra candidata marionete meteoro, é Marta Suplicy. Condenada pela incapacidade do passado, que ninguém esquece. E pela traição do presente, que está visível, pretende voltar á prefeitura 16 anos depois do primeiro fracasso, e 12 depois da primeira derrota. Para isso, se juntou a Temer - PMDB, e Serra-PSDB. Pessoas e partidos, que sempre foram adversários e até inimigos. O cidadão paulista, satisfeito, se reabilita, acertando em parte, pelo menos.

No Rio a baixaria é igual. Só Crivela, derrotado duas vezes, garantido para o segundo turno. Os outros, agrupados, tentam disputar com ele. Mas perderão, mesmo, até o Freixo e o PSOL. Não é nada satisfatório, admitir Crivela prefeito de uma cidade como o Rio.

"Bispo" da igreja universal, diz publicamente: "Estou me separando da universal, para não perder o voto das outras religiões". Como votar num candidato, que mente para aumentar a votação? E que disputa com Pedro Paulo, muito conhecido por bater na mulher.
A campanha eleitoral termina hoje, quinta. A eleição será domingo. Não demora para o eleitor se decepcionar. Esperava da mesma forma que este repórter, uma razoável renovação. Que não haverá de jeito algum.

O PSDB exige a vice presidência em 2017

Os problemas políticos aumentam cada vez com mais intensidade para o presidente indireto. Mas anteontem surgiu outro, inesperado e gravíssimo. E que vou contar com EXCLUSIVIDADE. Aécio Neves telefonou para Temer,"preciso de uma audiência".Era brincadeira,é recebido á hora que quiser.Marcaram no Jaburu,um dos três palácios  á disposição."Trabalho,residência e encontros especiais. E o Alvorada, onde recebeu mais de 50 pessoas, sentadas  num ridículo,vasto e distante semicírculo.

Aécio não perdeu tempo: "È questão fechada para o partido, queremos eleger o presidente da Câmara em Fevereiro, quando acaba o mandato de Rodrigo Maia”. O presidente indireto, surpreendidissimo, fingiu que não era exigência, respondeu, "falta  muito tempo, dá para conversar" .  
  
Aécio, certo que estava lá para comunicar e não reivindicar, explicou e informou: "Já temos inclusive um nome que une o partido, líder na Câmara, Antonio Embaça”. E já se levantando para ir embora,acrescentou:"Como ele será vice presidente quando você viajar, fique tranqüilo, ele é altamente respeitável e confiável".E foi embora.

Temer ficou sozinho, sem saber o que fazer. O "centrão" pretende o cargo, que alem de importante por si mesmo, tem uma outra atração: a vice presidência da Republica interina, varias vezes durante 2 anos. E esse agressivo "centrão" também tem nome escolhido. È o deputado Rogério Rosso, derrotado por Rodrigo Maia.E que não esconde:"Fui derrotado pelo governo".

Shimon Peres, estadista

Depois do deplorável episodio de 1948,quando a ONU criou o Estado de Israel, e se rendeu a interesses escusos e conhecidos, "esquecendo" do Estado da Palestina, que teria evitado estes 68 anos de luta inglória, um homem se transformou em gigante e estadista: Shimon Peres, cuja morte choramos, no momento em que nos deixa.

Judeu, Primeiro Ministro de Israel, apaixonado pelo país, dedicou a vida a tentar conciliar e unir Israel e Palestina. Seus encontros com o líder Arafat, foram manchetes durante anos e anos. No mundo todo.Estadista,Primeiro Ministro notável,Premio Nobel da Paz, andava na rua, sem segurança.E isso dos dois lados.Caminhava sem risco, abraçado por todos,nas ruas que deveriam constituir o Estado da Palestina.Não foi derrotado.É que vivemos num mundo, onde não ha espaço para a grandeza, o desprendimento, a solidariedade.  

 O Supremo mais uma vez não decidiu. Palocci vai depor

Está decidido desde fevereiro, e com recurso tentando a quase impossível modificação. Ha 3 meses.Sofrendo uma grande ofensiva para mudar, resistiu.Aparentemente podia entrar na pauta de ontem, quarta feira, não entrou.Julgaram uma questão que de maneira alguma deveria chegar ao âmbito do mais alto tribunal.

Dizem que haverá sessão hoje, quinta, com o julgamento tão esperado. Nem acredito.Antes da sessão,o Ministro Celso de Mello mandou para a Justiça Federal,(Curitiba) os processos sobre Eduardo Cunha, André Esteves e Leo Pinheiro, da empreiteira roubalheira.

O ministro Zavascki, atropelado com tanto processo da Lava-Jato, foi sorteado como relator de questão importante: "O SUS deve fornecer remédios caros e que salvam vidas de aposentados, por serem muito caros e até importados”. Pediu tempo.È prioridade absoluta, Ministro.E é imperioso votar a favor, não se espera outra coisa de um magistrado como o senhor

O ex-ministro Palocci será ouvido hoje á tarde, quinta, pelo juiz Sergio Moro. Ontem, seus advogados passaram o dia conversando sobre eventual pedido de libertação. Concluíram que perderiam, decidiram esperar outra oportunidade.Eike Batista,Eduardo Cunha e Palocci, deviam agradecer: todo o tempo que ficaram em liberdade, já foi lucro.E continua sendo Injustiça, os outros não estarem presos. 

Problemas ou soluções para Temer

Não está encerrada a questão criada pelo carreirista e falastrão, Alexandre Moraes. Quando foi indicado para Ministro da Justiça,comentei que era um absurdo.Bastava conhecer seu passado de secretario de segurança de SP.Não saía das manchetes, e nos intervalos, mandava bater nos estudantes.

Como Ministro é um doidivanas, se julgando personagem importante. Agora com o adiantamento(vazamento voluntario)de informações sobre a Lava-Jato,devia ter sido demitido imediatamente.O presidente indireto, comentou.:Ele terá uma segunda chance".Por causa de auxiliares como ele,é que Temer procurava um porta-voz.

Parece que achou, um diplomata, que se chama Guido Parola, que pelo nome não se perca. Foi indicado, vá lá, sugerido,por FHC.Dessa mesma fonte, saíram o presidente da Petrobras,Pedro Parente.E o Embaixador nos Estados Unidos,  Sergio Amaral.Se criarem uma Comissão de Desestatização, FHC indica todos os nomes.E obrigatoriamente,tem que ser consultado.

Registro e constatação: esse porta-voz jamais falou com Temer ou pelo menos com quase todos os ministros. Sua especialidade na diplomacia, não é  a Comunicação.E como acreditar na missão que terá, se o próprio presidente não cumpre a palavra empenhada. 

Um só exemplo: Temer afirmou, que nenhum Ministro ocuparia "Conselho de estatal". Pois Eliseu Padilha acaba de ser nomeado para o Conselho da Camex. (Importação e Exportação). Jeton de 12 mil reais mensais. Como poderá conciliar a Chefia da Casa Civil com a Camex? (Exclusivo).

PS- Manchetes de jornais, matérias de televisão: "Milícias cobram para candidatos fazerem campanha nas áreas controladas". Que são enormes. Conheço pessoas que moram nesses lugares, principalmente Jacarepaguá que é um bairro ótimo.

PS2- Satisfeitíssimos, não reclamam nem pagam nada. Só cobram de empresários, comerciantes, fornecedores os mais diversos. Um morador me disse: "No verão durmo com a janela aberta, deixo a chave do carro lá mesmo".

PS3- È a bandidagem, substituindo o estado, corrupto, displicente e incompetente.

PS4- Noticia alvissareira para os jornalistas. A Associação Nacional e Internacional de Imprensa – ANI, com pouco tempo de existência, demonstra comprometimento na defesa das prerrogativas dos jornalistas. O seu assessor jurídico, o advogado Ricardo Braga França, ingressou com quatro ações indenizatórias contra a concessionária do Metrô do Rio de Janeiro, por conta de agressão sofrida pelos fotojornalistas na Gare da Uruguaiana no Rio, na véspera da realização da Olimpíada Rio 2016.

PS5- Os danos foram graves, ocasionando o registro policial e exame de corpo delito, cujo laudo vem acusando várias feridas derivadas das fortes agressões sofridas. Na época as redes sociais e jornalões deram a notícia.

PS6- As audiências de conciliação acontecem respectivamente nos dias 7, 10, 13 e 17 de outubro deste ano. A denúncia chegou ate a ANI, através do seu Plantão das Prerrogativas, que atende associados e não associados. Uma gratificante iniciativa inédita no segmento profissional.


PS7- É profícuo saber que agora nossos dedicados colegas que atuam nos mais diversos eventos da cidade, exercendo seu trabalho profissional, por seguinte, o seu direito de liberdade de imprensa e expressão, contam com o apoio da instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário