Titular: Helio Fernandes Editoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 23 de maio de 2019

CHICO BUARQUE MERECIDAMENTE
CONQUISTOU O PRÊMIO CAMÕES, O MAIS 
IMPORTANTE DA LÍNGUA PORTUGUESA

HELIO FERNANDES

Compositor, cantor, escritor, notável personalidade, com mais de 60
composições enfrentando e confrontando a ditadura de 21 anos. Foi
premiado pelo conjunto da obra. Como seu admirador, estou
satisfeitíssimo.

Mas ele era a minha esperança do Brasil ter o seu primeiro Nobel pelo
conjunto da obra. O Chile, (duas vezes), o Peru, a Argentina estão na
relação. O Brasil esteve perto com Don Helder Câmara, vetado pela
ditadura, a Academia da Suécia se submeteu.

O criador do premio que leva seu sobrenome, Alfredo Nobel, ganhou
fabulas de dinheiro como o maior fabricante de armas da sua época. A
partir de 1880 lançou no mercado armas altamente inovadoras e até
revolucionarias, que o mundo todo comprava. E armas só servem para
matar, individual ou coletivamente.

Financiou guerras terríveis com multidões de mortos. Com isso acumulou
fortunas incalculáveis. Morrendo e sem herdeiros deixou tudo para a
criação e distribuição do Premio com seu nome, prestigiadíssimo. Chico
Buarque tem todos os títulos e credenciais para ir á Suécia,
representando o Brasil.
 
O CAPITÃO RECUA NA QUESTÃO DAS ARMAS, MAS COMO SEMPRE 
CONFUNDE TUDO
 
Na terça á tarde foi publicada a carta dos governadores pedindo a
revogação do documento das armas.Quase no final dessa mesma terça, o
porta-voz informa, "o presidente está reexaminando o decreto". Ontem,
quarta , publicou o que seria o conteúdo do "novo" decreto.
 
Estava caracterizado o recuo, mas aumentou a confusão, principalmente
na polemica e controvertida  utilização "dos fuzis para pessoas
comuns". Recuou, confundiu, não explicou. A esperança, agora, está
concentrada no STF.
 
BLOOMBERG FAZ LEVANTAMENTO SOBRE VOTAÇÃO 
DA PREVIDÊNCIA
 
O canal do ex-prefeito 13 anos (de NY) costuma ser bem informado e
atualizado. Pagou uma pesquisa sobre a votação da reforma da
Previdência. O levantamento durou exatamente 10 dias. Foram ouvidos
comentaristas de jornais e televisões dos EUA  e da Europa.
Deliberadamente não consultaram nenhum do Brasil.
 
Hoje publicaram o resultado. Consideram que no momento, 291 deputados
votariam pela aprovação. Como são necessários 307 votos, indispensáveis,
ficam faltando apenas 16 votos. Duas reações do presidente da Câmara.
 
1- Não gostou da pesquisa ter ignorado especialistas do Brasil.
 
2- Gostou muito do resultado publicado. Maia já está na casa 
"entre 320 e 330".
 
NUMA QUINTA SEM LUTA, MAIA GANHOU TUDO, FIRMOU 
E FIXOU SEU DOMÌNIO TOTAL SOBRE A CÂMARA
 
Antes do meio dia contestou publicamente os 14 que publicaram a "carta
dos governadores". Leu, analisou, bradou: "Os governadores estão
contra a Nova Previdência". Base para seu alerta: os governadores são
27, (incluindo o DF) por que os outros 13 não assinaram nem se
manifestaram? Também não responderam a Maia.
 
A seguir, aproveitando a demonstração de força,se aliou ao centrão e
deu a primeira vitoria a Bolsonaro, que vinha perdendo tudo. A MP que
permite que o presidente reestruture o governo, (criando  ou
eliminando ministérios) ia caducar.
 
Maia entrou em cena, salvou a MP, deu a vitoria ao capitão, que
agradeceu, entusiasmado.O presidente da Câmara nem precisou do apoio do
PSL, partido ocasional do capitão, ele já teve vários. Um dia antes
Maia rompeu espetacularmente com o líder do governo,(desgoverno),
preferiu o centrão, mais numeroso e mais atuante.
 
Precisava desses votos para derrotar Moro. Objetivo: tirar o COAF do
Ministério da Justiça passar para o da Economia. Moro não admitia a
mudança.O PSL pediu (exigiu)  votação nominal, Maia concordou, mais uma
vitoria agradável.
 
Com todas essas demonstrações de força, Maia vai se concentrar na
aprovação da nova Previdência. Volta a ser o coordenador que era desde
o inicio, posição que abandonou voluntaria e  estrategicamente.
 
Depois de todas essas vitorias, vai se dedicar a cumprir, como
presidente da Câmara, a  extensa pauta que preparou, cuidadosamente.
o governo, ia caducar.
 
MILITARES QUE FUZILARAM CIVIS,  GANHARAM HC SERÃO SOLTOS
 
Julgados por tribunal militar ninguém tinha duvida: seriam
privilegiados. Já contei. Fui julgado em Vara Militar. Meu advogado,
nada menos do que Sobral Pinto foi preso. Está bem, era ditadura
militar. Agora é o quê?
 
DERROTADÍSSIMO,  MORO CHORA E LAMENTA
 
Em pleno ostracismo, perdeu parte importante do Ministério da Justiça,
o COAF. Foi doado ao Ministério da Economia. No momento, Guedes é mais
indispensável do que ele. Moro ainda não percebeu que está ficando
cada vez mais longe do STF.
 

Isso muito antes de haver vaga.

terça-feira, 21 de maio de 2019

GUEDES VOLTOU DOS EUA, MAIS OTIMISTA,
MAS IRREALISTA

HELIO FERNANDES

Foi como tradutor do capitão para o encontro, (surpreendendo o
ex-presidente George W.Bush, que não o convidou, mas teve que
recebê-lo apenas por uma hora) voltou entusiasmado com a tramitação da
Nova Previdência. A estadia de 3 dias no Texas na auto-homenagem
organizada e exaltada pelo capitão, influenciou e entusiasmou o
poderoso super ministro.

Sem falar na obrigatória conversa entre os dois, 9 horas na ida,
outras 9 na volta. È ou foi uma rara oportunidade de discordarem sem
testemunhas, no aposento privativo, isolado e reservado para o
capitão.

Alguma coisa positiva (?) aconteceu que transformou o animo do quase
pessimista ministro da Economia. Antes de viajar: admitia que
encontrava os mais diversos obstáculos para a aprovação do projeto, não
da oposição e sim dos que deviam apoiá-lo.

 Nas duas vezes em que foi á Câmara, massacrado, se queixou: "Não
apareceu ninguém para me ajudar ou defender". Teve que recorrer aos
palavrões, e depois de 7 ou 8 horas a sessão, (na CCJ) teve que ser
suspensa, o tumulto era terrível. Compareceu a segunda vez, no
plenário, afirmou, não farei concessões".

Agora o ministro vem com outro discurso, não só dirigido aos
deputados, mas também definindo o comportamento da coletividade: "A
opinião publica apóia totalmente a reforma da Previdência". Não se
sabe como descobriu essa intenção, principalmente num momento em que
as ruas, em massa, se manifestam contra o governo, (desgoverno) do
capitão e de alguns ministros.

Guedes decidiu atender TODAS as exigências da Câmara, com apenas uma
exceção: "Não abro mão, em hipótese alguma da ECONOMIA de 1 trilhão em
10 anos". Se encastelou na resistência nessa parte do projeto que,
realisticamente é impossível de alcançar.

Pode até chegar á metade ou um pouco mais da famosa meta de 1
trilhão. Mas o país está completamente parado e paralisado, todos se
voltam única e exclusivamente para a Nova Previdência. Nada existe a
não ser essa farsa, "a reforma da Previdência salvará o Brasil da
falência". O país corre o risco da recessão, mesmo ou apesar do
surpreendente e inesperado otimismo do ministro, que finge comandar o
espetáculo. Na verdade, Guedes só influência o capitão.  Que não
influência ninguém.
 
TUMULTO, CONFUSÃO, CONTRADIÇÃO, NA TRAMITAÇÃO 
DA NOVA PREVIDÊNCIA
 
Depois de tudo que foi publicado pelo ministro Paulo Guedes, "dono" do
projeto, (que revelei e comentei) o secretario da Previdência, Rogério
Marinho, afirmou exatamente o contrario: "Não haverá projeto
alternativo, o que será votado é o enviado pelo governo".
 
Antes, o presidente da Comissão Especial e o relator, separadamente,
aconselharam: " Deputados podem apresentar emendas e alterar o projeto.
 
A Câmara é soberana". O governo (desgoverno) do capitão, mesmo
socorrido por Guedes, tremeu e tentou negociar a tramitação e
aprovação sem alteração do projeto que está na Câmara.
 
(Esse é o caminho para entendimento entre o Executivo e o
Legislativo. Mas ninguém acredita na palavra do capitão. O que não é
novidade na sua vida. (O Exercito também não confiou, expulsou-o. As
modificações propostas pelo capitão, são discricionárias,
autoritárias, estão longe de parecer entendimento.
 
E provocam prejuízos para os mais desprotegidos e necessitados. Mais
uma vez contrariando e contradizendo, o que o ministro Guedes se
fartou de repetir: "Essa é uma reforma que acabará com os PRIVILEGIOS".
 
A equipe que cuida da Previdência, se reuniu ontem, (presidida pelo
próprio ministro) decidiu: "Se houver prejuízo, eles serão imediatamente
compensados ou recompensados".
 
Esse é um conflito, por enquanto teórico e simbólico, entre o capitão,
que confessou "sou totalmente analfabeto em economia, por isso estou
dando completa autonomia, ao economista Paulo Guedes". A autonomia
desapareceu, ainda existe quem acredite que essa estapafúrdia,
complexa e comprometida reforma, "economizará 1 trilhão". E mais grave
e inacreditável: "Estão assumindo compromissos, com cálculos para serem
executados em 10 anos".
 
Nesses 10 anos acenam com a criação de 8 milhões de empregos. Para
compensar uma realidade. Hoje já são 14 milhões de desempregados e 30
milhões de subutilizados. Só nesse item, constatem o tamanho da farsa
que tentam impingir ao país.
 
EXALTADOS E INTERESSADOS BOLSONARISTAS, E MODERADOS 
PARLAMENTARES  DO PSL, CONVOCARAM MANIFESTAÇÕES 
NAS RUAS, PARA O DOMINGO 26.
 
Mas estão assustados, arrependidos e tentando desmarcar o que
programaram voluntariamente. O objetivo seria de responder aos alunos,
professores, reitores, pais de estudantes que não concordam de modo
algum, com a tresloucada atuação do super importante ministério da
Educação.
 
Em menos de 5 meses de governo, (desgoverno) já foi nomeado o segundo
ministro para o cargo. E em menos tempo já é tão impopular e
desprezado quanto o primeiro, um colombiano que tomou posse com uma
imbecilidade: "O nazismo e o fascismo, começaram como movimentos de
esquerda".
 
O embaixador da Alemanha, que estava presente, respondeu logo: "Isso
não é um erro, é uma besteira".
 
Demorou a ser demitido. Finalmente foi substituído por um economista
sem qualquer credencial ou ligação com a educação. Em pouco mais de 1
mês tentou excluir do currículo o ensino de Filosofia e sociologia.
 
Não satisfeito, cortou 30 por cento das verbas das Universidades.
 
Com isso, intimado a ir ao plenário da Câmara, foi destroçado. Sucesso
só nas ruas, na "manifestação dos 2 milhões que protestavam". (Só usam
esses números).
 
Hoje, 22, ainda não confirmaram o "protesto-resposta" do dia 26.
 
Reunidos todos os dias, explicam, "pode haver interferência e
conseqüência" que compliquem mais as coisas.
 
Existe uma forte tendência de excluir o domingo 26 do calendário das
manifestações de protesto.
 
A ANAC RECEBEU PEDIDO LEGÍTIMO E AUTENTICO
 
No esdrúxulo, absurdo e estapafúrdio decreto aumentando de forma
espantosa o numero de pessoas que pode ter e transportar armas o
capitão violou leis internacionais.
 
Permitiu que brasileiros entrem amados em aviões. Empresas
estrangeiras oficiaram á  ANAC (Agencia Nacional de Aviação Civil)
autorizando que proíbam passageiros de viajar armados. È absurdo e
transgride a legislação, que ê cumprida por todas as empresas aéreas.
A ANAC demora a responder. Não é difícil identificar a razão.
 
BOLSONARO TEM ATÉ HOJE, QUARTA, PARA RESPONDER 
AO STF SOBRE DECRETO DE ARMAS
 
Pode ser afirmação e recuperação do mais importante tribunal do país.
Assim que o capitão publicou o decreto permitindo a POSSE de armas e
depois acrescentando o PORTE, a repercussão no STF foi a pior
possível.
 
O plenário resolveu examinar a constitucionalidade, a desumanidade e a
necessidade de permitir que MILHÕES (isso mesmo, o total é esse)de
cidadãos pudessem ter armas em casa, no trabalho, nas ruas, nos carros
e até em aviões, o espanto foi total.
 
Feito o obrigatório sorteio, a ministra  Rosa Weber, relatora,
imediatamente oficiou ao capitão no Planalto, "exigindo" explicações,
sobre o decreto e sua utilidade para a comunidade.
 
Ontem, por volta do meio dia, circulavam 3 versões ou rumores. 1- O
capitão  pediria prorrogação do prazo. 2-Defenderia que o presidente
têm o direito de assinar decretos. 3-Tudo o que está no decreto,

favorece o cidadão, andar armado é proteção maior para ele.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

BOLSONARO, LOGO DEPOIS DE ELEITO:
"NÃO DISPUTAREI A REELEIÇÃO"

HELIO FERNANDES

Essa afirmação quase informação, podia ser conseqüência de convicção.
Expulso do Exercito, tendo chegado á presidência da Republica depois
de 30 anos inúteis como parlamentar do" baixo clero", teria
considerado que 4 anos ocupando o cargo mais alto da Republica, seria
mais do que merecia.

Mas não foi nada disso, nem se sabe se confirmará o prometido,
deixando a vida publica terminado o primeiro mandato, que então por
vontade própria seria o único. Só que ha meses nos bastidores e agora
desastrada e publicamente, vem apregoando que o Brasil é INGOVERNÁVEL.

Com ele no governo, (que desde a sua posse só identifico como
DESGOVERNO)  chegar a 2022 será rigorosamente verdadeiro e irrefutável
MILAGRE, administrativo, político, econômico, social, ideológico. E em
vez de COALISÃO consegue estabelecer com ele mesmo e com a própria
equipe (e os apaniguados e acumpliciados voluntários ou involuntários)
uma estrondosa, dissolvente e desagregadora COLISÃO.

Venho dizendo tudo isso, logo depois de eleito, assim que anunciou os
nomes que convidara para governar (?) com ele. Usei todas as palavras
negativas e depreciativas para identificar o ministério mediocrissimo.
(Começando e terminando com os "olavistas", "malafaistas", e
Os "educacionistas").

Depois da posse e decorridos 4 meses completos e 20 dias de Maio, não
passei um momento que fosse, sem mostrar a falta de competência, de
credibilidade, de conhecimento do capitão e da equipe que chama de
ministério. Que não puderam nem comemorar os primeiros100 dias de
governo. (Desgoverno).

Que o Brasil cumpre um roteiro totalmente ingovernável, ninguém
duvida. Mas como o capitão garantiu que NÃO disputará a reeleição, NÃO
renunciará, Não sofrerá impeachment, o que sobra não é alternativa e
sim uma previsão de terrorismo, nada democrático.

AS MONTADORAS AMERICANAS, ENRIQUECEM 
DESAVERGONHADAMENTE NO BRASIL, AINDA SE QUEIXAM 
E RECLAMAM
 
Vieram para cá, sem um dólar para investir.  Durante a Segunda Guerra
Mundial, constataram que era  muito mais lucrativo montar os carros no
exterior do que vendê-los (exportá-los) já prontos. Não podiam
concorrer no mercado da Europa.
 
Os possíveis compradores eram também fabricantes, seus carros 
(Mercedes, Ferrari, Wolkswagen, Citroen) eram disputadíssimos. Os
produtores dos EUA destruíram um estado inteiro (Detroit) que vivia da
produção de automóveis. A partir da decisão das empresas e até hoje
foi transformado num completo deserto.
 
Trouxeram o material necessário para a montagem inicialmente de 60 por
cento dos carros, fizeram grande publicidade, explorando o "orgulho"
dos incautos ou ingênuos: "O Brasil entrou para o clube dos ricos
fabricantes". Formaram o capital das empresas dando valor financeiro
ás peças obrigatórias que trouxeram.
 
Montaram carros medíocres vendidos a preços de Ferrari ou Mercedes.
Nos primeiros anos remeteram para os EUA, lucros fabulosos obtidos sem
nenhum investimento. Mas acumularam privilégios, isenção de impostos,
subsídios fabulosos, que empobreciam o país e não eram utilizados para
reduzir o preço astronômico dos carros.
 
PS- Em 15 anos esses subsídios chegaram a 53 bilhões de reais.
PS2- Cálculos ligeiros levam á conclusão: "Anualmente, GANHAM (isso
mesmo, GANHAM) 3 bilhões, sem qualquer contra partida".
 
PS3 - O presidente da GM para a America do Sul, sem o menor
constrangimento, explicou a razão de tantos privilégios.
 
PS4- Textual: "A carga de impostos no Brasil é tão alta, que as
isenções e subsídios são necessárias e justificadas".
 
PS5- E todas as outras empresas não têm que suportar a mesma carga 
tributaria?


O DESCONCERTANTE E DESCONCENTRADO CAPITÃO PRESIDENTE
 
Ele é o personagem mais estranho que já foi chamado de presidente na
Republica no Brasil. Eleito, indicado como acontecia de 1889 até 1930.
Ou usurpando o poder nas ditaduras que o próprio Bolsonaro garante que
não existiram.
 
Sobre ele, já se escreveram dezenas ou centenas de absurdos 
vistos ou falados.
 
O que vou contar é muito simples mas não deixa de ser estarrecedor.
Ele apareceu em público, filmado, fotografado e televisado. Estava de
short e com uma camisa que parecia esportiva. Mas o que estava escrito
nela, não tem nada de esportivo. E sim, verdadeira aberração
presidencial.
 
Num lado a palavra NIKE, empresa que ganha fortunas, financiando
várias atividades, e acusada de usar trabalho escravo. No outro lado,
uma logo da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), acusada de
roubar fortunas. Um presidente está preso nos EUA. Outro, foi também
presidente, fugiu dos EUA assim que soube que ia ser preso. (Não pode
mais sair do país, já que a constituição não permite a extradição de
brasileiros)
 
Ficou anos sem poder sair do Brasil, nem mesmo para acompanhar a
seleção. Qual o objetivo ou propósito do capitão ao fazer essa
inusitada e inacreditável publicidade?
 
MEDIDA PROVISORIA SOBRE AVIAÇÃO TÊM QUE SER APROVADA 
ATÉ AMANHÃ
 
È decisão para que empresas estrangeiras comprem até 100 por cento de
empresas brasileiras. Isso vale também para aeroportos. È uma nova
forma de doação, fartamente exercida por FHC.Mas se não for aprovada
nestas 24 horas perde a validade.
 
A CORRIDA DO DÓLAR
 
Desde a semana passada, vem correndo dele mesmo. Chegou a 4,03, foi
ontem a 4,12, rapidamente. Chegando ao fim, veio lentamente, a última
venda foi a 4,10. Não é uma tragédia, o país exporta mais do que
importa.
 
Tragédia mesmo, que atinge o Brasil todo, é a falta de investimento. 

E consequentemente o não desenvolvimento.