Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 19 de julho de 2018


MORO PROTEGE CUNHA E A MULHER, O TRF- 4,
SE JULGA PODEROSO, ELA È CONDENADA

HELIO FERNANDES

O ex-presidente da Câmara, preso em Curitiba, recebe todos os
favores do juiz. Ha 2 anos, noticiei que Cunha seria condenado mais uma
vez, um dos processos estava em cima da mesa. Expliquei:quando o juiz
coloca o processo na mesa, é porque está pronto para a sentença. Não
aconteceu nada, meu informante não errou, foi o juiz que mudou de
convicção. E o processo sumiu.

A proteção se confirmou em relação á mulher dele, Claudia Cruz. Os
Procuradores da Lava-Jato fizeram um tremendo libelo contra ela,
transmitido pelas televisões. Mostraram que ela participou de todas as
irregularidades praticadas por ele. Sabia de tudo, gastava de tudo,
usufruía de tudo. Foi uma acusação tremenda.com documentos, que gastou
fortunas no exterior. Indefensável.

Moro que na época propalava uma respeitável credibilidade, que os
fatos não confirmaram, não gostou, jogou o processo contra ela, no
mais fundo e baixo engavetamento. Deixou passar algum tempo,
absolveu-a. Os procuradores recorreram. Foi condenada a 2 anos e
meio. Pelo TRF-4.

È uma condenação tão insignificante, que não se sabe, se é para ser
cumprida em regime fechado, semi-aberto ou domiciliar. 2 anos e
meio, geralmente é para serviços comunitários. Mas o que é
que Claudia Cruz pode ensinar?

Os estouvados desembargadores do TRF-4 sabem disso. Mas decidiram
mostrar, "daqui ninguém escapa". Ela vai recorrer.

PS- O marido, Eduardo Cunha, tinha 3 condenações. Foi absolvido em uma,
junto com o grande amigo Henrique Alves, que o projetou na política.
Tem conversado com ele, através de mensagens criadas.

PS2- Garante que será absolvido até o fim do ano pelo protetor Moro.
Ficará ou ficaria com uma só condenação, seria libertado.
PS3- Não acredito, mas em relação ao judiciário tudo é possível,
permissível, provável.
 
A FARSA DA CONDENAÇÃO DA MULHER DE CUNHA
 
Absolvida por Moro, o TRF- 4 aplicou a pena de 2 anos e meio de prisão.
Ontem, chamei de insignificante, mas era apenas um subterfúgio para
esconder a grande dádiva concedida a ela. (E indiretamente ao marido,
corrupto e conspirador parlamentar, junto com Temer e o resto da
quadrilha).
 
Os apaniguados e desembaraçados desembargadores de Porto Alegre, (o
TRF-4) DESBLOQUEARAM a volumosa conta que ela tem no exterior. Os
Procuradores de Curitiba provaram que ela gastou mais de 1 milhão de
dólares dessa conta, lógico que ainda sobrou muito.
 
Agora ela pode trazer esse dinheiro para o Brasil, movimentá-lo sem
risco e sem perigo, gasta-lo onde o marido determinar, até na campanha
da filha, candidata a deputada federal. Lógico, pelo PMDB.
 
PS- Os números dessa conta são tão avassaladores, circulam. Como não
tenho provas, não posso publicar. Mas quando começar a gastar, o
cidadão contribuinte eleitor, vai se estarrecer.
 
OS MARAVILHOSOS ADOLESCENTES DA TAILANDIA
 
Protagonistas do fato que emocionou e comoveu o mundo, ficará
inesquecível para sempre. O drama quase tragédia, desencadeou um
Movimento de solidariedade que empolgou milhões, liberando o que a
Humanidade tem de melhor. Mas mostraram que são predestinados. No dia
em que saíram do hospital, deram entrevista coletiva para mais de 600
jornalistas do mundo todo.
 
Espetáculo de simpatia, grandeza, desprendimento,
simplicidade. Personalidade. Contaram o que aconteceu nos 10 dias em
que ficaram perdidos e isolados, e sem arrogância, ou pose de
heroísmo. Já surgem sinais de interesse num filme, obrigatório.
 
OS PLANOS DE SAÚDE ASSALTAM O CLIENTE, 
ACUMPLICIADOS COM A ANS
 
È a maior polemica provocando revolta geral. São 45 milhões de pessoas
dependentes desses Planos enriquecidos, e cada vez mais exploradores.
Aumentam desabridamente os preços, protegidos pela Agencia Nacional
de Saúde (ANS). 
 
O presidente desse órgão autoriza os aumentos absurdos. E
diante dos protestos coletivos, tem a audácia e imprudência de
afirmar: "A Agencia de Saúde não é órgão de defesa do consumidor".
Espantoso.
 
Insistindo nos aumentos abusivos, consultaram a inútil Advogada Geral
da União, que afirmou: "Não ha nenhuma inconstitucionalidade nesses
aumentos". Ela só defende o presidente corrupto e usurpador,
abandonando a União.
 
A Datafolha fez pesquisa sobre o assunto, publicou o resultado: "96%
dos clientes têm queixas contra os Planos". Não poderia ser de outra
forma, os Planos só se interessam por dinheiro. Para quem apelar?
 
VACÂNCIA NA PRESIDENCIA
 
Pela segunda vez, e por 3 dias cada, Carmen Lucia troca a presidência
do STF, pela presidência da Republica. Os substitutos naturais, seriam
o presidente da Câmara ou do senado. Se assumissem, não poderiam
disputar a reeleição. Então arranjaram uma viagem oficial, com tudo
pago pelo Congresso.
 
A partir de setembro, quem substitui o presidente usurpador, é o
ministro Toffoli. Não devia estar no STF é alçado á presidência da
República.
 
Em 1964, Castelo Branco tentava assumir como "presidente" eleito pelo
Congresso. Fez tudo para enganar Juscelino. Um dia, na casa do
deputado Joaquim Ramos, (irmão do Nereu), convidou José Maria
Alckmin (que estava presente) para ser seu vice. Ele aceitou e assumiu.
 
4 meses depois, Castelo viajou, o vice Alckmin teve que ir dormir 5
dias num motel do Paraguai. Para não assumir.!!!


quarta-feira, 18 de julho de 2018

LULA DEVE SER SOLTO PROVISÓRIAMENTE

HELIO FERNANDES

Terminou a Copa do Mundo, que durante 30 dias concentrou a atenção de
milhões. Está terminando o recesso do STF, que nos mesmos 30 dias,
provocou e mobilizou o interesse de milhões. Só que apenas no Brasil e
e sem nenhuma esportividade. O personagem principal se chama Luiz
Inácio Lula da Silva, contra e a favor.

Preso ou em liberdade, é o nome a ser derrotado, de preferência se for
escorraçado da disputa eleitoral, pela visível conspiração judiciária.
Faltam 80 dias para que o maior grupo de despreparados, transformados
em presidenciáveis deles mesmos, saiam dos bastidores, se apresentem
nas urnas, esvaziadas pela incompetência e falta de convicção de
todos, sem exceção.

Seria mais correto dizer que faltam 100 dias, 28 de outubro, segundo
turno, o primeiro apenas formalidade. Os candidatos só pensam(?) em
alianças as mais disparatadas, tendo como base o tempo de televisão.
Os desencontrados de ideias e convicções, se encontram na contagem dos
segundos para propagar os programas que não elaboraram, e que os
eleitores não cobram.

Na Primeira Republica, 41 anos, de 1889 a 1930, não havia eleição,
apenas combinação. Um único partido, o Republicano. Os donos do
partido escolhiam o presidente, se reuniam no Clube dos Diários (na
rua do Passeio, a mais aristocrática), e ele lia a sua PLATAFORMA de
governo, com ou sem apoio militar.

Como acontece agora, com um vice medíocre, ambicioso, corrupto e usurpador.
.Que chegou ao poder sem voto, sem povo, sem urna. E um candidato que
não é de centro, esquerda ou direita. È um desvairado ambicioso do
poder ditatorial, que concorre á eleição, não escondendo que é o pré
caminho para implantar a ditadura. Deu entrevista á TV-Record (do
comprometido bispo Macedo, da igreja Universal e tio do Crivela),
acumulando afirmações que deviam ser investigadas pelo TSE (Tribunal
Superior Eleitoral).

Entre dezenas de afirmações criminosas, esta textual: "Assim que tomar
posse vou enfrentar o STF. Como não posso demitir ministros, vou
nomear mais 11 ficarão 22, sempre terei maioria".

No penúltimo dia antes do recesso, a Segunda Turma do STF, decidiu
analisar o tamanho das condenações. Considerou que muitas eram e são
exageradas. Soltaram provisoriamente alguns, entre eles, José Dirceu,
enquanto examinam a legalidade das punições. O próximo a ser libertado,
seria o ex-presidente. Mas lembraram dos tenebrosos tempos de 1937 a
1945, (ditadura do Estado Novo) quando o STF foi o único poder aberto,
apoiando vergonhosamente o ditador.

Deram um golpe, providenciaram "vista”, ficou para o primeiro dia
depois do recesso. A tendência ainda é libertar Lula provisoriamente.

Se isso acontecer, será por 3 a 2 na Turma. Recorrerão então ao
plenário, resultado incerto. Alguns ministros estão convencidos que a
pena aplicada pelo juiz Moro, foi ilegal. E o aumento para 12 anos,
perpetrado pelo TRF4, foi previamente acertado, para Lula ser
preso, "por estar condenado em segunda instancia".

PS- Temos que esperar mais 12 dias, Lula como grande incógnita,
 
MACEDONIA, A CAPITAL MUNDIAL DO FAKE NEWS
 
Exageraram a importância desse tipo de noticiário, tratando-o como
amadorismo, quando ele já atingira o profissionalismo, nada a ver com
jornalismo. A Macedônia teve alguma importância, 3 mil anos antes de
Cristo (AC). O Rei Felipe Segundo foi assassinado, seu filho Alexandre
teve que assumir. Mas sua ideia era unir o mundo, se transformou num
dos 3 maiores generais da Historia.
 
Agora, a menos de 3 anos, algumas famílias transformaram o país numa
potencia de noticia falsa, que cresceu assustadoramente
Premeditada, multiplicando as famílias. E também os compradores,
inicialmente só o Google. Mas o News York Times e a Fox News souberam,
noticiaram, o que passou a se chamar de Fake News, se transformou num
negocio altamente rendoso.
 
Milhares de compradores invadiram a Macedônia, dinheiro não era
problema, o importante era a procura da “noticia", vendiam
principalmente nos EUA. A Macedônia já estava no mapa da compra e
venda de noticias falsas. Mas o apogeu da venda e do enriquecimento,
aconteceu com a entrada da Rússia como cliente poderoso e inundando a
Macedônia de dinheiro.
 
A Rússia, que é uma das maiores potencias da Internet no mundo, não
queria usar o país, seria localizado. Fez intervenção direta e total
na eleição dos EUA, através da Macedônia, usando seus técnicos, mas
pagando fortunas. Da Rússia, tudo era monitorado pelo próprio Putin.
 
Tenho que resumir, a criação do Fake News, e Putin ajudando Trump a
derrotar Hillary Clinton explodiu nos EUA. Primeiro nos bastidores.
Depois publicamente, durando meses, Trump ficou  em situação precária
.Finalmente teve que marcar um encontro oficial de 1 hora com o
próprio Putin. Logo, ainda na Finlândia, deu entrevista coletiva,
elogiando Putin, e garantindo que ele não teve nada a ver com a sua
eleição.
 
Voltando aos EUA, Trump desmentiu todos os elogios a Putin, está em
situação insustentável. Os novos ricos da Macedônia confirmaram que
trabalharam para Putin e a Rússia, interferindo longamente na derrota
da Clinton.
 
PS- Multidões estão comprando noticias, quanto mais falsas envolvendo
personalidades, maior o numero de compradores.
 
PS2- Vou contar depois. Não existe noticia "publicada por engano".
PS3- Existe noticia comprada sabendo que é falsa, o mercado cresce
cada vez mais.
 
LIBERDADE DE IMPRENSA SEM CREDIBILIDADE, COM DIREITO 
A PLAGIO LIVRE, SEM AUTENTICIDADE
 
Em 1998 assisti a bela exibição da seleção da França, e a conquista
do primeiro titulo. Dia 12 esportivo, véspera  do 14 de
Julho, Histórico. Comentei  a coincidência de ser véspera  da 
REVOLUÇÃO,resolveram prorrogar a festa.
 
Domingo dia 15, assim que acabou o jogo com a conquista da segunda
Copa escrevi que as vitorias da França têm sempre o sabor da
REVOLUÇÃO. A de  agora, foi 24 horas depois da Queda da Bastilha.
 
No dia seguinte, segunda, O Globo, sempre criativo, usou metade da
Primeira, ligando as vitorias com a REVOLUÇÃO. (Assim, em
maiúscula). Teria sido plagio premeditado, ou equivoco jornalístico,

como no longo e inesquecível passado?

terça-feira, 17 de julho de 2018


SEM O GOLPE DE 64, JK, BRIZOLA E LACERDA SERIAM PRESIDENCIÁVEIS EM 65.

HELIO FERNANDES

REPRISE

Juscelino passou o governo a Janio em 1960, e na transmissão, oficialmente lançou sua candidatura para dentro de cinco anos. Só o ciclo democrático desta República cheia de interrupções e sem eleições, o “trafego peralta”, já tramava com militares golpistas e ambiciosos, a denuncia para voltar com “plenos poderes”.

Carlos Lacerda era candidatissimo, podia não ganhar, mas já estava lançado, tinha um partido, a UDN, que também queria que fosse candidato.

Os governadores dos maiores estados eram candidatos, (Lacerda, Ademar de Barros, Magalhães Pinto, Mauro Borges, Ney Braga, Brizola) e mais Juscelino, possivelmente concorreriam. Com a posse de João Goulart, que começo logo a conspirar surgiram os militares. E deu no que deu, 21 anos perdidos, e até hoje não recuperados, e um futuro cada vez mais incerto e duvidoso.
.
Sempre querem saber se sou de esquerda, centro ou de direita. Vou completar 97 anos, já fiz 80 de jornalismo. Digamos que tenha levado 10 anos de formação, com 254 anos para a Revista “O Cruzeiro”, a cobertura da constituinte que promulgou a bela Constituição de 1946.

Foi histórica para o Brasil e para a minha carreira. A partir daí dirigi jornais e revistas, inovei, atuante, participante, beligerante cassado em 1966 quando era candidato a deputado pelo MDB da oposição à ditadura.

Com a volta da suposta democracia, em 1980, Brizola me convidou para candidato a senador, ele governador. Logo depois, Tancredo Neves, candidato a governador de Minas,  também me convidou para senador, aceitei. No lançamento da minha entrada no seu partido, afirmou e informou com aquele vozeirão: “Estamos incorporando ao partido o jornalista Hélio Fernandes, candidato a senador e o maior oposicionista que o Brasil já conheceu”.

Logo depois Figueiredo extinguia os partidos, o quadro mudou completamente.

Como falei antes, a Junta Militar assumiu, tentou governar, não havia jeito. Enquanto Castelo Branco garantia a JK: “Presidente, só quero confirmar e realizar a eleição de 1965. E não posso fazer isso, sendo o Chefe de Governo Provisório, como Vargas em 1930”. Já confundiam o golpe de 64 com o de 30.

Castelo continuou mentindo descaradamente para JK: “O senhor é o mais interessado na eleição de 1965, já é candidato desde que deixou o cargo em 1961. Preciso ser aprovado e referendado pelo Congresso”. Juscelino acreditou e aceitou, surpreendeu o Congresso com a proposta. Os parlamentares não tinham alternativa nem força concordaram.

Depois das cassações do “Primeiro de Abril”, JK que era senador, foi o primeiro preso cassado, perseguido. Até que foi para o exterior. O golpe de 64 se dividiu entre Castelo apoiado por Golbery e os irmãos Geisel, e a “Junta” de Costa e Silva.

Separados, divididos, em pânico com a força de Costa e Silva, o golpe se apossou do Poder. E a tortura se materializou logo, ainda informal. Mas do plano conhecido de Castelo, Geisel (Chefe da Casa Militar) e Golbery. Este o “homem fortíssimo” de tudo, apesar de general da reserva.

segunda-feira, 16 de julho de 2018


DE 1955 A 1965, 10 ANOS SEM FALAR COM JK.
HELIO FERNANDES
reprise
No final de 1980, Tancredo Neves fundou o PP. (Partido Popular), dizia: “não é nem de oposição nem de situação”. Um domingo, Tancredo me chamou no apartamento da Avenida Atlântica. Depois de quase 4 horas me convidou para candidato ao senador. (Brizola já me convidará também, aceitei o convite de Tancredo).

Marcou reunião para o maior salão do Congresso, diante de mais de 300 pessoas, afirmou com aquele vozeirão; ‘Quero ver que é que agora vai dizer que o PP não é oposição se temos o jornalista que é o maior oposicionista do país?”

Conheci JK na Constituinte de 45, mocissimo cobri esse acontecimento importantíssimo. Muitos deputados, senadores, alguns se transformaram em fontes preciosas. Com a promulgação da Constituição, câmara e senado separados frequentava as duas quase que diariamente.

Passei tempos sem ver Juscelino, se elegeu governador de Minas em 1950, em 1954 se lançou candidato a Presidente da República. Me procurou (por intermédio do jornalista Horacio de Carvalho, dono do Diário Carioca) convidou o repórter para dirigir a Comunicação da sua campanha. Falou: “Antes de você responder, tenho que confessar. Não temos dinheiro para nada”.

Respondi que assim aceitava com mais satisfação, quase 1 ano correndo o Brasil todo, excelente. Foi eleito no dia 11 de novembro de 1955, dois golpes: um para empossa-lo, fora eleito, outro para não dar posse a ele. Às duas da madrugada já do dia 12, vitorioso, empossado Nereu Gomes como presidente até 3 de janeiro de 1956, resolveu viajar como presidente eleito, diplomado e ainda não empossado.

Me procurou, disse: ”Helio vou viajar, não tenho nada que fazer aqui. Comigo só três pessoas, estou convidando você”. Aceitei, claro. Viagens maravilhosas que nenhum bilionário pode fazer. 

Começamos a divergir logo que ele anunciou que mudaria a capital, o ato e o fato mais catastrófico dos 50 anos. Não quis ser nada no seu governo, passei a fazer a primeira coluna política do país, (antes só existiam colunistas “socialites”), mudou tudo. E também participei de um programa na TV-Rio, jornal e TV de oposição.

Fui censurado brutalmente na televisão, junto com o Millor e o Carlos Lacerda. Decorrera 10 anos, em 1965 o ex-ministro e meu amigo, Renato Archer, telefonou: “Helio, o JK quer conversar com você, marquei um almoço, está bem?” 

Estava, Renato morava num apartamento simpático no Flamengo, chegamos quase juntos, Juscelino sentou, entrou logo no assunto: “Helio quero conversar com você, tenho que te pedir desculpas e explicar pela censura que você sofreu no meu governo”.

Cortei imediatamente: “Presidente não há nada a explicar, se passaram 10 anos, a realidade é outra, estou tentando concretizar o “relacionamento” com todos, pela democracia”. Não aceitou, confessou: “Os primeiros tempos do meu governo foram terríveis. Eu vivia dentro de um avião, não sabia se dormia no Rio ou em Brasília, que não saía do chão”.

Só muito mais tarde soube que você, o Millor e o Lacerda estavam censurados. Podia ter tomado providencias, mudado as coisas, vão te confessar com sinceridade: “é impossível alguém governar com vocês três fazendo oposição na televisão”.

Parecia aliviado. Enfrentou então momentos traumáticos. Cassado como senador de Goiás, diariamente respondendo aqueles interrogatórios do coronel Ferdinando de Carvalho, cassado pessoalmente, viajou para a Europa. Nunca mais nos vimos, fui ao velório no apartamento da Sá Ferreira, foi rápido o corpo ia para Minas.

Ficou bastante tempo na Europa, sofrendo por não poder voltar para o Brasil. Conversou muito com a deputada Sandra Cavalcanti. Não por acaso, sabendo que era grande amiga do repórter, confessou: “Não vou me pronunciar sobre a Frente Ampla. Mas considero que é um dos movimentos mais importantes do nosso tempo”.


FAVETRO COMETEU CRIME FUNCIONAL E PREVARICOU. NEM A SUA ENTIDADE ASSOCIATIVA QUER DEFENDE-LO. O DESAJUSTE DO JUIZ MAIS UMA VEZ FRAGILIZOU A MORAL DE UM JUDICIÁRIO VICIADO E ATRELADO A POLÍTICA IMUNDA DO COMPADRIO QUE INFESTA A NAÇÃO.
ROBERTO MONTEIRO PINHO
O recente incidente jurídico com a concessão de habeas corpus para soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva trouxe a tona um dos mais debatidos temas do judiciário brasileiro - a competência. Preocupado com a imagem da magistratura, por conta da decisão, a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) decidiu não defender o desembargador Rogério Favreto, presente no polêmico plantão dominical do TRF da 4ª Região.
A entidade então se se esquivou de ter que representar contra o juiz informando que Favreto não é filiado à entidade.
No entanto a Procuradoria-Geral da República pediu à presidência do STJ a abertura de um inquérito para investigar Favreto, enquadrando-o em prevaricação. A ministra Laurita Vaz, presidente do tribunal, de uma penada fulminou 143 habeas-corpus. Referiu – em todos eles - que o desembargador plantonista “promoveu a insegurança jurídica”.
O Crime funcional, a prevaricação (do latim: prevariocatio.onis) é definida no artigo 319 do Código Penal. Praticada por servidor público contra a Administração Pública, consiste em “retardar, deixar de praticar ou praticar indevidamente ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal”. O que no meu entendimento é o caso.
Ocorre que três parlamentares de um mesmo partido realizaram o ardil jurídico para tentar livrar da cadeia, contra todas as regras do Direito, o condenado Lula. A nefasta tentativa de burlar o Judiciário em favor da impunidade do político deu aos três o apelido de “Três patetas”.
O fato é que a tentativa de ludibriar o Judiciário é grave atentado contra o País e contra a moralidade pública.
Os deputados Wadih Damous, Paulo Pimenta e Paulo Teixeira, que tentaram burlar o princípio do juiz natural a fim de tirar Lula da Silva da cadeia, merecem ser punidos pela Câmara dos Deputados, em não o fazendo, sob pena de mais uma vez jogar aquela casa legislativa na lama da discórdia.
Lendo o HC verifica-se que nenhum argumento jurídico em “ato jurídico e perfeito”, pudesse fundamentar a soltura do ex-presidente.
O ato se configurou em ardil por que impetraram um pedido de habeas corpus baseados no fato de que o plantonista do TRF da 4.ª Região era o desembargador Rogério Favreto, cuja carreira tem intimas ligações com o PT.
Causou indignação pública o fato de lideranças petistas terem defendido a manobra de que um magistrado, manifestamente incompetente para atuar no caso e manifestamente ligado ao partido, pudesse expedir alvará de soltura para o seu líder, que cumpre pena por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Com isso, o PT deu mais um passo para a desmoralização das instituições.
Como se não bastasse promover o aparelhamento do Estado nos anos em que esteve no governo federal, e arrasar a moral e a economia do país (vide mensalão, corrupção na Petrobras e estatais), o PT ainda assedia pessoas indicadas pela legenda continuem a trabalhar em seu benefício, a despeito do que a lei determina.
No caso em tela o desembargador Rogério Favreto foi nomeado ao TRF- 4 pela presidente Dilma Rousseff.
Para a desgastada imagem do PT, veio a sua presidente senadora Gleisi Hoffmann, (que sequer possui cultura jurídica), chamou de “intromissão arbitrária administrativa” a decisão do presidente do TRF-4, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores, que pôs um ponto final à insistência do desembargador Favreto em soltar Lula.


domingo, 15 de julho de 2018

EDUARDO CUNHA, APAIXONADO E ESPERANÇADO 
COM A LIBERDADE

HELIO FERNANDES

A libertação do Henrique Eduardo Alves levou Cunha ao paroxismo da
felicidade. Tem mandado mensagens para amigos, pelos canais que nunca se
fecharam. Moro manteve abertos, enquanto protegia e inocentava a
mulher. Cunha diz para todos: "Me esperem, não demora estarei com
vocês". Pode estar exagerando, mas a saída do ex-ministro da prisão,
realmente pode favorecê-lo.

Cunha era desconhecido e ignorado, Alves cumpria o décimo mandato, era
presidente da Câmara. Como sabia que só podia ficar 2 anos, resolveu
investir em alguém, como seu sucessor e herdeiro. Por vários motivos
escolheu Cunha. Três deles o seduziram para tirar Cunha do
ostracismo. Falta de caráter, de escrúpulos, subserviência.E
naturalmente a corrupção no mais exagerado grau.

Ficaram intimissimos, inseparáveis, Cunha realmente se projetou,foi
fixando uma liderança interna forte e visível. De tal maneira, que
quando Alves confidenciou que Cunha seria seu sucessor na presidência
da Câmara, não houve o menor protesto, ele derrotou o fortíssimo
candidato do PT. Começou uma carreira, que segundo apregoava, "vai me
levar á presidência da Republica".

Depois de conseguir nomear seu protetor Ministro do Turismo, se
transformou em "maquiavélico" em proveito próprio. Sabia que precisava
de ser governador, como passaporte para a presidência da Republica.
Mas não queria enfrentar Eduardo Paes, que fazia excelente
administração como prefeito, lançou-o candidato a presidente, os dois
eram do mesmo partido.

Mas se aliou com demasiada intimidade ao vice, conseguiram derrubar a
presidente. Ele foi fundamental na conspiração parlamentar. E roubou
descarada e exageradamente, perdeu tudo, pra começo de conversa, foi
cassado, teve que deixar a presidência da Câmara, acabou onde
está. Temer, corrupto e usurpador, abandonou-o.

PS- No encontro com o bandido Joesley na madrugada do palácio, e soube
que Cunha na prisão recebia mesada, deu a resposta vergonhosa mas
eterna, "mantém isso, viu".

PS2-Alves, corrupto, mas de certa maneira bom caráter, já se comunicou
com ele, "dentro de pouco tempo estaremos juntos, jantando no
restaurante que você adorava".

PS3-Alves, já libertado por um juiz correligionário, será absolvido.
PS4-Temer e Cunha têm enorme chance de estarem juntos a partir de
janeiro de 2019. Mas sem liberdade.
 
O SILÊNCIO DA PERIMETRAL
 
Eduardo Paes foi eleito prefeito em 2008. Foi dos melhores
administradores. Recebeu criticas e elogios, é natural. Aproveitou
muito bem a Olimpíada. Mas hoje quero tratar apenas de um assunto: a
demolição da escabrosa, inútil e absurda Perimetral. Precisava muito
estudo, consulta a engenheiros e arquitetos competentes. Todo o
primeiro mandato foi de formação de uma convicção.
 
Logo no inicio do segundo mandato, a obra audaciosa mas rigorosamente
imprescindível, que descobriu belezas que estavam escondidas pelo
monstrengo. Quando tudo estava no chão, assombro geral. Surgiram
espaços enormes, a Praça Mauá se transformou numa atração geral,
frequentadissima. Nota máxima, dada pela própria população.
 
Agora o inesquecível e inexplicável.
 
Sobraram da obra, 6 barras de ferro, pesando 120 toneladas. Colocadas
num caminhão, foram transportadas não se sabe pra onde. E o mais
impressionante. Nesses 6 anos, nem uma palavra sobre o assunto Silencio
Perimetral, perdão, colossal
 
CONSEQUENCIAS (negativas) DA GREVE DOS CAMINHONEIROS PATRÔES
 
Os prejuízos foram totais, durante a paralisação. E altamente ruinosos
até agora. O cidadão contribuinte eleitor foi o grande prejudicado, e
continua pagando tudo, direta e indiretamente. Os 136 poderosos
caminhoneiros empresários foram os grandes vitoriosos. Continuam
impunes, e mais grave: impõem leis que os beneficia. E vetam
audaciosamente, o que supostamente os prejudicaria.
 
Desde que Miro Teixeira, deputado de 10 mandatos, a partir de
1970 (duas vezes disputou cargos executivos) retumbou, "isso não é
greve é locaute") o governo deveria ter assumido o controle total da
situação. Mas o que esperar de um presidente corrupto, usurpador, sem
autoridade e credibilidade? Os riquíssimos empresários do transporte
de caminhão, deram prejuízos irrecuperáveis de BILHÕES de reais.
 
Eles não perderam nada, zombam do Ministro da Segurança, Raul Jungman,
que ameaçou varias vezes pela televisão: "Vão se arrepender, pagarão
tudo na Justiça". 58 processos estão na Justiça Criminal, ninguém foi
punido, pelo menos chamado para prestar depoimento. O ministro Jungman
desapareceu, era assíduo na televisão, prestando contas do seu
trabalho. Deve estar sendo vetado e sabotado.
 
Os caminhoneiros não respeitaram nem o STF. O ministro Alexandre de
Moraes, inicialmente aplicou multa de quase 300 milhões. Deu prazo
para pagamento. Como não cumpriram o prazo, quase dobrou a multa por
desobediência. Continuam sem pagar, querem negociar.
 
PS- A culpa não é dos ministros, simples mandatários, que enfrentam
poderosos traficantes do locaute.
 
COPA DO MUNDO CHEGA AO FIM
 
Foi um sucesso maior do que se esperava, de publico e não de
espetáculo. Surpresas negativas e afirmativas, o Brasil rigorosamente
merecendo a primeira palavra. A Bélgica, antecipadamente glorificada,
chegou em terceiro. Para um país que sempre foi coadjuvante, é alguma
coisa. Mas ainda não ganhou nada na Europa e no mundo. Aguardemos.
 
A final daqui a pouco tem a Croácia como novidade, e a França
ressurgindo depois de 20 anos. Com curiosidade esportiva e histórica. O
titulo de 98, foi conquistado em 12 de Julho, véspera da maior data do
país. Festejaram soberbamente, juntando as duas, a cívica e a
esportiva.
 
Se ganharem hoje, dia 15, as duas datas novamente se entrelaçam.
Mas a Croácia pode ganhar a sua primeira Copa, em 5 disputadas. E tem
a simpatia de uma parte muito grande do mundo. A França favorita de
torcedores apaixonados, perdeu muitos para a  Croácia.
 
PS- Como dizia o Millor, "vai ser um grande espetáculo, não foi".
 
A FRANÇA CONQUISTA O SEGUNDO TITULO DE FORMA EMOCIONANTE, 
SEM SUPREMACIA
 
Parece surpreendente que alguém (este repórter que viu 9 Copas nos
(países onde eram disputadas) diga isso de uma seleção, que chegou a
fazer 4 a 1. Os dois primeiros gols que começaram e consolidaram a
Vitoria, altamente duvidosos. O primeiro depois de uma falta visível,
que registrei, e o Arnaldo Cesar Coelho chamou de ILEGAL. O segundo,
depois do empate, sem ameaça de gol, a bola resvalou no braço de um
jogador da Croácia, pênalti inexistente, marcado e confirmado.
 
Depois, 2 gols sensacionais, de fora da área, desses que chamam de
golaço. Um deles do Mbappê, que merecia uma bola de ouro, deram de
prata. Não faz mal, ele pode disputar mais 4 Copas.
 
A Croácia guerreira, fez o segundo gol, esteve perto de fazer o
terceiro, o que elevaria o suspense a um nível emocional
inacreditável. Não aconteceu, mas a Croácia, saiu engrandecida,  e
agradecida pelos 90 mil que estavam no estádio, e os milhões pelo
mundo. Mas emocionante mesmo foi o final, pela confraternização de
grandes personagens que estavam fora do campo.
 
O presidente da França (Macron, um dos meus preferidos) abraçava os
jogadores da Croácia, com a mesma efusividade que dispensava para seus
campeões. A presidente da Croácia, uma mulher sensacional, deslumbrante
e predestinada, provocava mais emoção. De todas as Copas que vi desde
1950, nenhuma teve um final tão emocionante e feliz.
 
Para lembrar a vitoria de 1998, um dos grandes jogadores da melhor
seleção da França, o craquissimo Didier Deschamps, levantou novamente
a Copa, agora como técnico. È o terceiro a participar dessa façanha. O
primeiro, Zagalo, depois Beckenbauer, agora Didier.
 
No esporte, nenhum repete e transmite tanta sensação quanto o futebol.
 
PS- Agora é esperar 2022. A Copa será no Catar, um dos países de menor
população e um dos mais ricos. 2 milhões e 700 mil habitantes, menos da
metade da cidade do Rio de Janeiro. Em fortuna, quinquilionário.
Escolhido ha 6 anos, está construindo não só estádios, mas metrôs
cortando e ligando o país, hotéis de alto luxo.
 
PS2- Pela primeira vez a Copa não será em junho. Ê verão de 50 ou 60
graus. Tem que esperar a primavera.
 
PS3- A família Real que domina o país, é liberal, ao contrario de
todos os vizinhos, e gosta de esporte, é dona do PSG. Do príncipe

Neymar, Cavani e Mbappê.