Titular: Helio Fernandes

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Fidel: símbolo de uma Era e de uma Revolução, sem nenhuma dúvida um ditador irrecuperável

HELIO FERNANDES

*Matéria de arquivo

No fim do dia 31 de dezembro de 1958, praticamente na madrugada de 1959, um personagem chamado Fidel Castro, começava a entrar na Historia. Morrendo ontem aos 90 anos, eterniza essa permanência, é lembrado para sempre. Morre mas não desaparece. Pelo contrario, fica em evidencia, garante a relevância e a reverencia que muitos lhe negaram em vida. Mas sempre foi ditador, adorava o poder incontestável e incontrastável.

Combatido, temido, respeitado, consagrado, insultado, violento, sem fazer concessão a ninguém, dominando uma pequena ilha, conseguiu colocá-la no mapa do mundo e não apenas geograficamente. Embora não tenha obtido o sucesso político que esperava, foi o grande revolucionário de uma época.

Logo nos primeiros tempos, no dificilimo1959, conquistou a admiração do mundo. Ele e Che Guevara, centralizaram as atenções do mundo, embora projetassem caminhos diferentes. Seus roteiros de vida eram igualmente revolucionários, mas tinham temperamentos, personalidades e objetivos, completamente diferentes.

Fidel Castro queria libertar Cuba. Che Guevara pretendia libertar o mundo.

Em 1960, candidato a Presidente, Janio vai a Cuba 

Oportunista, sentindo a popularidade crescente de Fidel. Favorito para a eleição do final do ano, em março Janio vai visitá-lo. Freta um avião, leva 30 pessoas. 24 jornalistas. Ele e Dona Eloá. Adauto Cardoso, que pretendia ser Ministro da Justiça, e não foi. Afonso Arinos de Mello Franco, candidato a Ministro do Exterior, e o primeiro a ser nomeado. Ficamos lá 9 dias, como sempre em todas as viagens, escrevia diariamente.

1959, um ano dificílimo, precisava fazer varias coisas ao mesmo temo. Faltava tudo, desde transporte a alimentação. Nesse 1960 em que estivemos lá, já existiam os embargos americanos, os culpados de tudo. Mas andávamos nas ruas, sem segurança, era aplaudido, apesar das prisões já estarem lotadas, e o fuzilamento ser uma regra cruel mas insistente. Os fins de noite eram invariavelmente na embaixada do Brasil.

O relacionamento diplomático era excelente. O embaixador do Brasil, Vasco Leitão da Cunha, do primeiro time do Itamarati, logo depois Ministro do Exterior. Em 1964 os ditadores que tomaram o poder aqui, romperam relações. Nada mais compreensível. Se dizendo anticomunistas, não podiam ter relacionamento com ditadores comunistas (idem, idem com a União Soviética).

Inexplicável e inacreditável: a ditadura dos generais torturadores acabou em 1979. Mas o primeiro embaixador em Cuba, só chegou lá em 1999,20 anos depois. Por acaso, foi uma grande figura, Luciano Martins, sociólogo, escritor, exilado em Paris durante a ditadura. Mas foi embaixador em outra ditadura.

Fidel: o fazedor e o brigador com amigos

Assumiu com 70 por cento de analfabetos, em 5 anos, não existia mais nenhum. Também impossível saber como conseguiu construir 8 famosos Hospitais-Universidades, iguais aos melhores do mundo. Com 10 anos no poder, existiam médicos cubanos, praticamente em todos os continentes. Incluindo o Brasil.

Mas não respeitava nem os amigos. Meses depois de chegar ao poder, um dos melhores, mais íntimos e mais brilhantes, Camilo Cienfugos, desapareceu. Nunca foi encontrado, mas se soube: Fidel mandou jogar o amigo no tumultuado mar entre Cuba e a Florida.

Seu relacionamento com Che Guevara, era diário. Mas as divergências também. Nomeou Guevara Presidente do Banco Central, como se ele fosse um Meirelles qualquer. Revolucionário verdadeiro, se considerando obrigado a salvar o mundo, só pensava em deixar Cuba, se entregar á luta, em vez de ficar fechado num escritório. Fidel pressentia isso, ficava preocupado. A seu modo, gostava de Guevara. Mas surpreendentemente tinha inveja do amigo. 

Não demorou muito, num congresso em Roma, encontrou com o jornalista Jean Jaques- Servan Screibe , diretor proprietário de um semanário mais importante da França .Já tendo decidido seu destino, resolveu fazer humor e confissão. Disse: "Se despeça de um revolucionário presidente do Banco Central. Fique atento com as noticias que virão de Cuba".

Guevara abandona Cuba, Fidel e o passado

Não demorou muito, Guevara deixou Cuba, quase sem se despedir de Fidel. Durou poucos meses. Traído, atraiçoado, caiu numa cilada armada por alguns que considerava amigos. Fidel recebeu logo a noticia, se recolheu a um dos palácios, tinha vários. Não derramou uma lagrima. Na verdade, Fidel não chorava, perdão, uma única exceção. Quando a filha pediu asilo nos EUA, sentiu o golpe, chorou. Não pela filha, mas pela repercussão negativa do fato. Para ele pessoalmente e para o governo ditatorial.

1960, 1961, 1962

Os embargos, uma ruína. Todo o ano de 1960, foi de desgraça. Em 1961, logo depois da posse de Kennedy, o ataque militar a Cuba, pela Baia dos Porcos. Estava tudo preparado, a derrota dos Estados Unidos, estrondosa. Em 1962, numa gravação aérea, a descoberta de que existiam aviões nucleares se abastecendo em Cuba, poderiam entrar em ação, a qualquer momento.

Foram aqueles 15 dias em que as manchetes de todos os jornais do mundo, e as televisões, estrondavam repetidamente: “O mundo poderia estar caminhando para a tão temida guerra nuclear”. Que foi impedida no ultimo minuto. Ainda estávamos longe da Internet, todos acalmaram o mundo ao mesmo tempo.

Fidel não era comunista

Converteu-se depois, com a convivência e a submissão á União Soviética, que fornecia tudo que Cuba precisava, principalmente petróleo. Comunista desde adolescente era o irmão Raul. A quem teve que passar o governo em 2008, por motivo de saúde. Nesses tempos, Raul fez modificações importantes, que Fidel não quis fazer por vingança e insensibilidade. 

Tratava-se da remuneração dos médicos e atletas de vários esportes, que iam para o exterior, trabalhar. Fidel exigia que mandassem para Cuba, 100 por cento do que ganhavam. Se não cumprissem, não poderiam voltar ao país. Raul fez um acordo imediato, e que agradou a todos. Os que trabalhavam no exterior, podiam ficar com 80 por cento do que ganhavam e mandar 20 por cento para Cuba, tinham muitas isenções.

Poderia continuar escrevendo indefinidamente sobre Cuba e Fidel. Um só exemplo: em 1987, o ultimo acontecimento promovido e dirigido por Fidel. Um seminário sobre divida externa, hoje divida publica, que atingia também Cuba.

Mais de 2 mil convidados, 47 brasileiros, incluindo Lula, que 2 anos depois, seria candidato a presidente pela primeira vez.

Desses 47 brasileiros, só 2 ocuparam a tribuna. Luiz Carlos Prestes, que não conhecia muito bem o assunto, levou um texto escrito. E este repórter, apaixonado pelo assunto, mostrei o perigo para o futuro de todos os países, "endividados". Agora, 29 anos decorridos, como eu disse, a situação piorou para todos.


Para Cuba, o desastre catástrofe do fim da União Soviética, na noite de Natal de 1991. Foi a ultima crise que atingiu Cuba. Fidel estava muito desgastado, praticamente deixou o país estagnado, passou a viajar pela America do Sul e Central. Queria implantar um "império comunista", liderado por ele. Não conseguiu. Morreu respeitado pelo silencio, mas totalmente impopular.

Se pudesse, iria ler as bobagens exatamente iguais, ditas por Lula e Maradona: "Ele foi um pai para mim". Ele não foi pai para ninguém, era sempre, "o comandante". Uma vez escrevi, "desconfio que Fidel dorme sem tirar a farda, com medo de deixar de ser o comandante".

Dos que escreveram sobre Fidel, ontem, o único lúcido, sensato, esclarecido, inclusive porque esteve exilado lá por 1 ano, foi Fernando Gabeira. Perguntou em poucas linhas ou palavras: "Tantas mortes, tanto exílio, tanta tortura. Tudo isso valeu a pena?".

Para Fidel, sempre ditador, uma cremação de estadista. Se não houver pressão ou constrangimento, no domingo, as maiores personalidades do mundo, estarão em Cuba. Mesmo repetindo o lugar comum obrigatório: "Fidel será julgado pela Historia"

* A COLUNA VOLTARÁ CIRCULAR EM 4 DE JANEIRO DE 2020.


VOTOS DE FELIZ NATAL E ANO NOVO, AOS AMIGOS LEITORES E FAMILIARES 







quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

DATAFOLHA, FLAGRA A REPROVAÇÃO DO GOVERNO,( desgoverno) E DO PROPRIO BOLSONARO

HELIO FERNANDES


No mês passado estranhei o silencio,( ou omissão) das duas maiores e mais importantes empresas de pesquisa: Datafolha e IBOPE. Agora a DATA reapareceu até com perguntas de mais. E respostas claras de menos. Mas dá para exibir reprovação em todos os itens, COLETIVO e Individual,.

Principalmente levando em consideração, que o capitão transformado em presidente, ainda não completou 1 ano no Planalto. E se lançou apressadamente, com 3 anos de antecedência, para a reeleição que garantiu que não disputaria. 

Essa é uma das sempre lembradas, ( e esquecidas quando interessa) promessas de campanha. Se Bolsonaro lesse e adotasse os números ou dados da pesquisa, desistiria de 2022. Ou então, examinaria seu comportamento nos quase 12 meses de governo, e desistiria de acreditar, que a presidência da Republica, pode ser exercida como ficção, abandonando completamente a credibilidade. E apostando tudo na contradição diária e intransferível.

PS- O que não pode ser contestado nos números virtuais e rigorosamente verdadeiros da Datafolha. Abandonando os comentários, inúteis, inócuos, insensatos.

PS2- A DESAPROVAÇÃO do governo é de 36 por cento. A APROVAÇÃO de apenas 30.

PS3- O COMBATE á corrupção, (bandeira da campanha e de quase 1 ano de governo) piorou barbaramente.

PS4- 50 por cento dos entrevistados, consideram sua atuação, Ruim ou PÉSSIMA .

PS5- Maioria absolta considera que RARAMENTE ele age como presidente.

terça-feira, 10 de dezembro de 2019


PARAISOPOLIS: A CIDADE
CONTRA O LEVIANO GOVERNADOR

HELIO FERNANDES

Assim que aconteceu o massacre tragédia, com 9 pessoas mortas PISOTEADAS, Doria exaltou e inocentou os policiais criminosos.Diante da tremenda repercussão negativa, retrocedeu, decidiu: "A PM precisa um novo protocolo, comando,orientação".

Tentando se reabilitar, anunciou: " Paraisopolis terá reforço, com MAIS policiais. Resposta: " Queremos MENOS "

O VERÃO COMEÇA 
 DIA 22, NA MADRUGADA 

Segundo as previsões, será fortíssimo. Voltaremos, (ou voltariamos) aos tempos do " calorão" do Rio,  que serviu de titulo para o filme de Nelson Pereira dos Santos," Rio, 40 graus" .Grande cineasta, notável personalidade, merecidamente foi eleito para a Academia. 

Faltam  12 dias. Antes, no dia 17, (dentro de 7 dias ) Flamengo e Liverpool, estarão disputando suas semifinais. Se vencerem, como todos esperam, estarão reeditando 1981, 38 anos depois. Muitos flamenguistas estão se preparando para ir ver o jogo, no Catar.

PS- Incluindo Bandeira de Mello, o mais importante presidente da historia do clube.

PS2- O Flamengo de hoje, é produto e consequencia de suas administrações

RESISTENCIA  PELA CULTURA

O novo presidente da Ancine,(em frente ao belissimo e Histórico Palácio Capanema) determinou na sexta, a retirada dos cartazes de propaganda de filmes brasileiros .No sábado, manifestantes e defensores da Cultura, recolocaram os cartazes onde deveriam estar.

No domingo, tudo foi retirado e estraçalhado.

PS- Como homenagem á cultura e á resistência, os lugares não ficarão vazios. Os cartazes voltarão. SOZINHOS.

VÁRIOS MINISTROS QUERIAM
IR À ARGENTINA, NÃO PELA POSSE.

Seria um passeio, representatividade, viagem com tudo pago, e as  diárias remuneradas. Mas o capitão vetou a ida de todos ou de qualquer um. Se não fosse a intervenção de Bolsonaro, o Brasil teria presença numerosa, na posse de Fernandez e Kirchner.

O general Mourão, vice eleito, resolveu ir. Tem paixão por espanhol-castelhano.(Como coronel, foi  Adido Militar na Venezuela). Não precisa de autorização de ninguém.

MERCADO FINANCEIRO

Ao contrario  de sexta feira, as Bolsas de ontem  eram vendedoras. Algumas com  grande queda. Londres  e Hong-Kong cairam com barulho.

No Brasil a Bovespa ficou em menos 0,13 o que é tecnicamente estável.
O BC vendeu 500 milhões de dólares, e a moeda americana, ficou zero a zero. 

PS- O relacionamento Bolsonaro- Mourão, resiste até o lançamento do vice na chapa do  atual presidente  para 2022.

ÚLTIMA NOTA 

A Rússia foi banida de TODOS os esportes, por 4 anos. Acusação: dopping e manipulação de dados. Putin reagiu mistificadoramente:"Isso é perseguição dos EUA".O fato vem de longe, quase a Copa do Mundo, lá, era transferida.

PS- Putin garante que vai recorrer. São muitos esportes, muitas  Federações.

PS2- Para a Rússia, como país, um desastre.

PS3- Para Putin, pessoalmente, desgaste inominável.

PS4- A investigação, em profundidade e não comandada pelos EUA.
...............................................................................................................................................

*(Não vamos circular entre os dias 20 de Dezembro de 2019 ao dia 05 de Janeiro de 2020)

ESSA COLUNA DESEJA A TODOS
VOTOS DE “FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO”

domingo, 8 de dezembro de 2019

LEMBRANÇAS DOS 50 ANOS DA HISTÓRICA PASSEATA DOS 100 MIL, SENSACIONAL PROTESTO DE RUA CONTRA O TERRORISTA AI-5

HELIO FERNANDES

Na conturbada, tumultuada, amaldiçoada repressão dos 130 anos da "Republica que não é a dos nossos sonhos", (royalties para o notável Saldanha Marinho, grande líder da geração dos "propagandistas da Republica", logo ultrapassado pelos dois Marechais, Deodoro e Floriano) nada se compara em matéria de covardia, terrorismo e crueldade com o famigerado AI-5.

Insuperável em violência e mortal abuso de autoridade, ele é exaltado por personagens que não existiam naquela época, mas ameaçam e tentam intimidar a nossa sempre incipiente e frágil democracia. Logo depois do AI-5, um grupo de ativistas e combatentes contra a ditadura, começou a articular um majestoso protesto de rua contra esses generais assassinos e torturadores. 

No dia 12 dezembro de 1968 a Comissão de Constituição e Justiça, julgaria Marcio Moreira Alves e deveria cassar o seu mandato. Eu estava lá, (já cassado desde 1966, fui com meu grande amigo e notável personagem, Rafael  de Almeida Magalhães) cruzava a todo momento, com militares de vários escalões. 

Absolvido o bravo Marcio, eles queriam o AI-5 naquela mesma noite. Telefonaram para Costa e Silva, que estava no Rio, assistindo bangue-bangue com 3 amigos. Deu ordem ao Chefe da Casa Militar, Jayme Portela, "não atenderia nenhum telefonema". Ao mesmo tempo, convocava reunião do ministério para o dia seguinte, quando o AI-5 nasceria ao amanhecer e seria  divulgado ao anoitecer.

Assim que uma cadeia de radio e TV comunicou o fato, começaram as conversas e contatos para o protesto, que entraria para a historia identificado como a "PASSEATA DOS 100 MIL". Muita gente participou da organização e realização, centenas,  mas vou centralizar tudo, apenas num líder, Vladimir Palmeira. 

Foi o maior líder estudantil que se transformou numa referencia nacional. Em liberdade mas altamente perseguido, protegia a todos. E era protegido pelos padres  desprendidos e participantes do Colégio São Vicente. (Onde estudava um dos meus filhos). 

No dia da passeata, corriamos desbaladamente pela Avenida  Rio Branco.Perseguidos por policiais armadíssimos,mas que usavam bala de gás, diretamente nos olhos dos manifestantes.

(Os mais experientes ensinavam: "Faz xixxi num lenço ou num pedaço de pano, passa na vista, tudo desaparece. Maravilha,  chegamos onde Palmeira nos esperava com uma multidão, e deu a maior demonstração de liderança).

As centenas de policiais continuavam nos perseguindo, estávamos na iminência de uma tragédia. Vladimir percebeu tudo em segundos, retumbou: "TODOS NO CHÃO".
Inacreditável, imediatamente todos se deitaram, os policiais ficaram perplexos e assustados. Não podiam massacrar milhares, todos se salvaram, momentaneamente.

Vladimir  Palmeira continuou sua trajetória de liderança, injustiçadissimo.
PS- Os políticos tinham medo, que Palmeira, no restabelecimento da democracia, disputasse cargo, seria invencível.

PS2- Foi perseguido pelos que deviam reverencia-lo, banido e sabotado.

A SAGA DE MARCIO E HERMANO

Dois bravos  jornalistas, que se elegeram deputados para aumentar o poder de fogo contra os generais torturadores. Pertenciam (com este repórter ) ao verdadeiro MDB , existia o MDB  adesista ,que apoiava a ditadura  dos generais  torturadores. Chagas Freitas foi "governador" entre aspas  duas vezes. De 1970 a 74, de 1978 a 1982. Eu fui cassado 3 dias antes da eleição.

Hoje, rapidamente, o drama ou tragédia dos dois jornalistas-deputados-combatentes.

Marcio levou quase 2 meses para sair do Brasil,fecharam todas as saídas, se descuidaram um instante, Marcio  conseguiu ir para o exterior.

Hermano, (notável personagem como Marcito) cumpriu a mesma trajetória, perseguido  por todos os lados. Foi salvo pela grandeza, coragem, desprendimento e espírito publico do mestre e bravo Afonso Arinos de Mello Franco. (Fomos grandes amigos, mantivemos conversas inacabacadas) .

Afonso Arinos fez o seguinte. Grande amigo do embaixador do México, telefonou para ele. "Me convida para almoçar?". Logo aceito, botou Hermano na mala do carro, todas as embaixadas estavam vigiadas, seu carro não podia ser parado e vistoriado, tinha placa oficial da Republica, Afonso Arinos era senador.

PS- Hermano recebeu o asilo assinado pelo proprio embaixador.

PS2- Casado com uma portuguesa, foi para Portugal, não pôde voltar ao Brasil, a ditadura dos generais torturadores durou muito tempo.

MORO DESPREZA CÂMARA, BAJULA SENADO. Rodrigo Maia CUMPRIU SEU DEVER, ALCOLUMBRE È MAIS SUBSERVIENTE

O projeto chamado anticrime, estava cheio de erros, equívocos, exageros. Foi tudo recusado, o projeto ficou mais aceitável.

Agora está no Senado, o ministro tenta convencer Alcolumbre, (cheio de opções ambiciosas e pessoais) a reincluir tudo que foi vetado na Câmara.
PS- Tem muito tempo, debate no senado só em 2020.  

HÁ 78 ANOS O JAPÃO ATACAVA PEARL HARBOUR

A segunda guerra mundial começou em setembro de 1939.  Alemanha nazista, União Soviética, fictícia e momentaneamente aliados, devastaram a Polônia. Hitler atravessou toda a Europa. Stalin invadiu atravessando a fronteira com a Ucrânia. Nenhum país reagiu.

2 anos depois, em setembro de 1941 os EUA não queriam guerra. 2 meses depois no histórico e considerado impossível 7 de dezembro, que completa  agora  78 anos, os japoneses invadiram os EUA. Num vôo direto, chegaram a Pearl Harbour, onde estavam dois terços da Marinha americana.

No dia  8 de  dezembro, 24 horas depois, Roosevelt declarava  guerra ao Japão. O presidente dos EUA, uma das maiores figuras da Historia, (aliado a Churchill) atraiu Stalin, formaram aliança invencível, destruíram o que Hitler identificava "como o Reich dos mil anos".

O ataque do Japão para consolidar a aliança militar, nipo-nazi-fascista , foi a  destruição do grupo que pretendia dominar o mundo. Mussollli, que se dizia socialista, (era dono de um jornal, "Ill Popolo de Roma"),foi pendurado de cabeça para baixo, numa corda de secar roupa. Com o povo italiano, vibrando e aplaudindo.

Em 1943, Hitler pessoalmente perdeu 2 exércitos,  e logo perderia guerra, se mataria, não queria ser preso.

Dos 3 países, o mais fraco militarmente era o arcaico Japão. Não queria assinar a paz, foi destruído pelo irresponsável  Truman, e as bombas de Hiroshima e Nagazaki.

PS- Assinou a paz, ganhou recompensa maravilhosa. Roosevelt nomeou o general Mac Arthur interventor no Japão.

PS2- Ele começou a retirar o país do atraso de 300 anos, plantou as bases do que é hoje a terceira potencia mundial.

PS3- Sem o 7 de dezembro de 1941, não teria havido o 8 de maio de 1945, o fim da guerra, com a vitoria  aliada.

PS4-  E a traição  do destino, com a morte de Roosevelt em 23 de abril, exatos 15 dias antes da vitoria. Que mais do que ninguém merecia comemorar.

ARGENTINA: MAIA CORRETO

Bolsonaro errou desde o inicio, apoiando candidato á reeleição, tido e havido como perdedor. Na reunião do Mercosul, fez questão de aparecer quase abraçado com Macri derrotado e apoiado por ele.

Com Bolsonaro caminhando para hostilizar o novo presidente da Argentina, Rodrigo Maia exerceu o papel moderador. Com afirmação simples, fundamental e irrefutável: "O relacionamento Brasil-Argentina, é indispensável para os dois países" 

PARAISÓPOLIS: O RETROCESSO DE DÓRIA

Assim que houve o massacre, o governador exaltou despudoradamente a PM. Apressado, insensato e imprudente, não resistiu á repercussão negativa.

Retrocedeu espetacularmente, afirmou publicamente: "Os protocolos da PM precisam ser revistos".

Sua campanha presidencial também. Era candidato de si mesmo, agora nem isso.

JORGE SAMPAOLI - JORGE JESUS

Vitoria insofismável, indiscutível, irrefutável e irrevogável do Jorge que quer ficar no Brasil. Derrota do Jorge que tendo ganhado tudo quer ir embora, assim que "chover" uma proposta que considere melhor do que as que obteve com o Flamengo.

Jorge Jesus, se revelou um técnico parlamentarista, deu "voto  de  desconfiança ao Flamengo". Foi uma derrota INJUSTA e MERECIDA. Perdeu a invencibilidade no último jogo, e ainda por cima de goleada. Nunca ameaçou o adversário. Só esteve em campo para dar a saída, depois dos 4 gols do Santos.

PS- Com 1 minuto do acréscimo, o Santos jogou uma bola na trave.

PS2- Seria a repetição dos 5 a 0 da vitória sobre o Grêmio. Só que com o placar ao contrario.

*(Não vamos circular entre os dias 20 de Dezembro de 2019 ao dia 05 de Janeiro de 2020)

ESSA COLUNA DESEJA A TODOS
VOTOS DE “FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO”










sexta-feira, 6 de dezembro de 2019


ANISTIA AMPLA, GERAL E IRRESTRITA. GENERAIS TORTURADOS. 
DEMOLIRAM A TRIBUNA.
                     
HELIO FERNANDES
*Matéria do arquivo.

A "anistia ampla, geral e irrestrita" foi uma blasfêmia totalitária. Isso e muito mais, na verdade muitíssimo. Inicialmente foi a tentativa de livrar ou absolver Médici e Geisel os dois "presidentes" que ainda estavam vivos. E mostrar ou demonstrar generosidade.

Não consultaram ninguém, apenas alguns coronéis também torturadores, muito civis que colaboraram com a ditadura, e principalmente o General Otávio Medeiros, Chefe do SNI, e que aparece igualmente o 1º de maio de 1981. Fato que comentarei, a seguir, respondendo a outro leitor, que esqueceu de assinar, (ou não quis, se quiser pode fazê-lo agora, o assunto é importantíssimo).

Os que combateram a ditadura de armas nas mãos (apenas 60, chamados de "guerrilheiros" e muitos outros assassinados nos subterrâneos da ditadura) não podiam se beneficiar. Os que estavam no exterior, asilados ou exilados, puderam voltar, "grande benefício".

Os generais (e coronéis ainda não promovidos) queriam se livrar de punições, tinham pânico de morrer na cadeia como aconteceu na Argentina e no Chile. Conseguiram a auto-absolvição e a proclamação da inocência avaliada pelos civis, tão culpados quanto eles.

Bastam dois exemplos para mostrar qual a intenção deles. Dois anos depois dessa "anistia" demoliram a Tribuna da Imprensa. Pura vingança por tudo o que o jornal representou na luta contra eles. E o fato do repórter não ter saído do país nos 21 anos em que torturaram, assassinaram, perseguiram, fiquei agressivamente combatendo.

E um episódio que não esqueceram: o fato de logo em 1979, vários advogados famosos entrarem com pedido de indenização (com minha autorização) não contra a União, mas pessoalmente responsabilizando Médici e Geisel. Tiveram contratempos, foram incomodados, precisaram se defender no então Tribunal Federal de Recursos (que acabou com a Constituição de 88) e no Supremo Tribunal Federal. Este teve a covardia de declarar: "Geisel e Médici não tem nada com isso, responsável é a União".

Ainda bem que nenhum dos ministros de hoje integrava a tribunal de 1979/80. Os ministros de 1979/80, se comparam aos ministros do Supremo da Era Vargas, Estado Novo, mas com o Supremo funcionando que autorizaram o ditador a entregar Olga Benário aos nazistas. (Ela nunca foi Prestes).

Esse general Chefe do SNI, poderosos, pedia a prorrogação da ditadura, pois era candidatíssimo a "presidente" em 1985. Foi o autor e realizador em comando de tudo o que aconteceu cm a Tribuna em 1981. Fui então depor na CPI do Terror que funcionava no Congresso. O relator Franco Montoro (depois seria governador de São Paulo) veio ao Rio me convidar, fui depor, construí um libelo nominal que durou 6 horas.

Esse libelo desapareceu completamente. Tempos depois precisei consulta-lo, (falo sempre de improviso), não conseguiram encontra-lo. Ninguém sabia do 1º de maio, desse mesmo 1981, nova tentativa de prorrogação da permanência dos generais, no caso o mesmo Otávio Medeiros.

Foram incompetentes, a bomba era para explodir em outro lugar e não no carro, matando militares. Para os autores, um desastre. Era preciso fazer inquérito, a repercussão foi enorme. Garantiram a transição com a "eleição indireta" de 1985, monitorada por eles, chamada de "transição". E o inquérito?

O chefe do SNI providenciou tudo. Conhecia um coronel negro (já morto) que não seria promovido a general, chamou-o e determinou: "Você vai assinar o inquérito sobre o "Atentado do Rio Centro". Não terá nenhum trabalho, é só assinar. E será promovido a general".

Não podia recusar, se o fizesse seria preso, teria um fim de carreira injusto. O inquérito foi o mais incompreensível, logo arquivado. Mas os generais torturadores continuaram mandando. Eleição direta só em 1989. Com tanto tempo sem povo, sem voto, sem urnas, surgiram oito candidatos.

O general Otavio Medeiros morreu 5 anos depois completamente desconhecido. Continuou morando em Brasília, ia ao supermercado sem segurança alguma, não era incomodado, ninguém sabia quem era.

Fardado, parecia gigante. A paisana era um pigmeu.
..............................................................................................................................................

Nossos leitores podem fazer comentários e se comunicar com os colunistas, através do e-mail: blogheliofernandes@gmail.com

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

A CNN, UMA DAS 4 MAIORES REDES DE TV DOS EUA ESTÁ VINDO PARA O BRASIL

HELIO FERNANDES

A expectativa é enorme, tudo acertado. Para o mercado jornalístico, profissionais destacados que estavam praticamente abandonados, noticia auspiciosa e altamente satisfatória. Já contrataram muitos, estão acelerando a transferência do que é imprescindível para a implantação. E a inauguração.

Não custa lembrar a vinda da Fox,(especializada em esportes) combatida por muitos. Sucesso completo. Trouxe 200 milhões de dólares, já está com 2 canais.

Foi responsável por grandes contratações e transferências relevantes. E se fixou no mercado esportivo. Com destaque e competência.

PS- Todos os canais, ( e não apenas os esportivos) têm programas de debates. Os de maior audiência e importância são da Fox.

LEONARDO DiCAPRIO E A ONU

Fora da condição- profissão de ator, se dedica inteiramente a causas nobres. Uma delas, defesa do meio ambiente. Criou uma Fundação exclusivamente dedicada a esse assunto, que emociona e empolga o mundo. Ante ontem foram organizadas manifestações de rua em 173 países.

Para a Fundação, DiCaprio contribuiu com 5 milhões de dólares, (mais de 20 milhões de reais) que só podem ser investidos em Meio Ambiente. Com amigos e admiradores, conseguiu doações de outros 5 milhões de dólares, com o mesmo objetivo exclusivo.

PS- Não é por acaso que a ONU conferiu a ele, o título de Mensageiro da PAZ Ambiental.

A FEBRABAN, QUE NÃO DEVIA EXISTIR, FAZ PUBLICIDADE MISTIFICANDO E MENTINDO

Confessam publicamente, " os bancos se uniram, o papo agora é negociar as dividas em atraso". Essas dividas em atraso têm uma única explicação: como não se endividar com juros de mais de 300 por cento ? Ciro Gomes denunciou semana passada que no Brasil os bancos são apenas 5, que não concorrem. A matéria paga, pode ser lida e entendida como resposta ao ex-ministro da Fazenda.

Os bancos( ou a Própria Febraban) podem se preparar para responder a uma acusação mais antiga, que completa 100 anos em 2020. Assumindo o comando da Revolução Soviética em 1920, Lenine perguntou ao mundo: "Qual a diferença entre ROUBAR ou FUNDAR um banco?".

PS- E terminam a confissão de que "se uniram", com outra mais agressiva, repulsiva, incisiva: "Venha planejar o seu futuro, è conversando que a gente se entende".

PS2- Não estou admitindo que banqueiros saibam quem foi Voltaire. Mas foi ele que escreveu para a historia: "Ironia é arma de tempera divina". Mas não utilizada por banqueiros, a PRAZO ou á VISTA.

HOJE, O STF FAZ A QUINTA SESSÃO SOBRE UM ASSUNTO JÁ DECIDIDO

Era importante a liberação de dados sigilosos, sem autorização, (logicamente antecipada) de autoridade judicial. O presidente Toffoli estava interessadissimo, pois quase mil investigações foram paralisadas por ele. Esperava sair vencedor, e manter o veto ás investigações.

Para reforçar o que considerava vitória, garantiu para ele mesmo, a função de relator. Com isso votaria duas vezes. Acreditava que na hora dele votar,( o ultimo, sempre) o placar estaria em 5 a 5, decidiria pelo Voto de Minerva. Péssimo analista, na sua vez, o resultado estava em 8 a 2, contra.
Entre usar a coerência e integridade e perder por 8 a 3, ou trair a si mesmo, e votar a favor dos que o derrotaram, optou pela deslealdade e o 9 a 2.

PS- A sessão já começa com esse placar. Mas com muitas bifurcações, definições, interpretações.

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

DESEMPREGO, DESESPERANÇA,PANICO, 14 MILHÕES VIVENDO(?)ABAIXO DA LINHA DA POBREZA

HELIO FERNANDES

Não é apenas o fato de multidões estarem ha anos PROCURANDO e DESPROCURANDO trabalho. As consequências dessa situação, são humilhantes, deprimentes, ultrajantes. Até pessoalmente. Não podem sair de casa, não têm dinheiro. Ficar em casa, até sem ter o que comer, constrangimento absoluto.

Para que fique bem claro e com facílima explicação, vou dividir por setor, só comentam e criticam o desemprego, onde realmente tudo começa e citando e aproveitando dados oficiais, de órgãos respeitados e jamais desmentidos como o IBGE.

PS- Apesar dos números de contratações "comemorados e festejados", sobraram 12 milhões e 600 milhões de pessoas sem emprego e sem confiança no presente e no futuro. O ministro Guedes , mais falastrão do que realizador promete ou garante a criação de 8 milhões de vagas em 10 anos. Se conseguisse mesmo,( a tramitação desse projeto fantasia, será um fracasso exuberante) ainda teria que compensar os mais de 5 ou 6 milhões de jovens que hoje estão com com 12 ou 13 anos. E nem sendo preparados para exercer uma profissão ou um trabalho que nem existe.

PS2- Estão badalando ( a palavra deveria ser, mistificando) as vagas criadas nos últimos 3 meses, que já estão sendo revertidas. Os dois únicos setores que criaram vagas: comercio e construção civil. Pagam os salários mais baixos e miseráveis. ( A industria não criou nenhum, ainda perdeu alguns).

PS3- Temos que somar os 26 milhões identificados sempre como SUBUTILIZADOS. Têm ligação supostamente de trabalho com determinada empresa. Comparecem diariamente. O tempo que ficam fazendo alguma coisa, se esgota normalmente em 2 horas. Recebem pelo tempo trabalhado, ás vezes 3, e raramente 4. Uma parte enorme do que recebem, é gasto com transporte. No fim do mês "acumularam" 234 reais.

PS4- Uma parte desses subutilizados, conseguem outro "bico" sobem dos 234 mensais. 14 milhões deles, vivem(?) na deprimente condição, IDENTIFICADA como abaixo da extrema linha da pobreza. Não sei como tratam os que ganham salário mínimo, amaldiçoados 1 mil real e qualquer coisa, que em 2020 não terá reajuste.

PS5- Os patrões, normalmente empresários ricos, foram beneficiados com uma decisão torpe, ilícita ilegitima, vergonhosa e blandiciosa. Poderão paga deles.r as dividas com o governo, num prazo longo, e 70 por cento sem juros.

PS6- Como é que empresários ricos ficaram devendo tanto? Em anos e anos de juros ALTOS ou ALTÍSSIMOS, sonegavam impostos, não recolhiam, investiam a juros de 40 por cento, 33, 25, por aí. Acumulavam fortunas. 

PS7- A crise-recessão tem a participação deles.

O NOVO PRESIDENTE DO URUGUAI DERRUBOU 15 ANOS DA ESQUERDA, E GOZADÍSSIMO PELA OPOSIÇÃO

Ótima figura,( apesar de assumidamente de direita) sofre campanha de ironia. Por causa do nome, La Cajje, que em castelhano tem duas pronúncias. (No Brasil, nas duas é traduzido como RUA).

Depois de 15 anos no poder, a esquerda se vinga com bom humor, diz que ele não sabe definir e pronunciar o próprio nome.

QUEM LUCRA COM QUEIMADAS E DESMATAMENTO

Essa exploração existe a dezenas de anos a Amazônia não foi descoberta agora. Produz fantástico enriquecimento ilícito. O MP,( Ministério Publico) em investigações em profundidade, esclareceu: "Grileiros de vastas terras", acumpliciados com "empresários imobiliários", sem escrúpulos, sem repressão ou limites, provocam queimadas e desmatamento, ou desmatamento e queimadas.

Com o progresso da comunicação e da tecnologia a repercussão foi espantosa, mas nada foi feito para reprimir a exploração. As TVs não cansam de exibir quilômetros de madeira devastada. E parece inacreditável o que revelam , com comparações:" Esta semana desmataram terras, cinco vezes o território do estado de SP".

Mudam a comparação, identificaram a depredação com campos de futebol, a constatação é assustadora.

PS- Com o crescimento das ameaças ao MEIO AMBIENTE, os protestos dominaram as ruas, depois de terem provocado hostilidades de gabinetes, jogando presidentes contra presidentes.

PS2- Assustaram clamorosamente os ataques pessoais de Bolsonaro,( é o seu estilo vocação,convicção)ao presidente Macron, não poupando nem mesmo sua mulher.

PS3- Essa saraivada indefensável, era explicada como "preparação para batalhas internacionais". Perdeu todas, deu uma parada, ele que gosta tanto de armas, deixou de combater com ele mesmo, atirando diante do espelho. Mas era apenas um intervalo.

PS4- Desinformado e sem apresentar um simples resquício de prova, escolheu como adversário, Leonardo DiCaprio.

PS5- Ele é profissionalmente um ator. Mas do ponto de vista humano, é um notável combatente das grandes causas. Pelas tremendas lutas travadas, foi homenageado pela ONU, com o título de Mensageiro da Paz Ambiental.

PS6- Bolsonaro agrediu impulsivamente quem não era seu adversário, principalmente num setor em que é intocável.

PS7- A resposta de DiCaprio, é uma consagração. Nenhum adjetivo. Nenhuma citação. Nenhuma palavra ofensiva.

CRIVELLA E CORRUPÇÃO:NÃO RIMA, MAS È ACUSAÇÃO REPETIDA

O MP jogou o prefeito nas manchetes negativas, é o seu clima habitual. Teve frustrada uma grande "tacada", com o tio dono de TV. Uma enorme comunidade quase do tamanho da Barra, com gabarito apenas para casa, receberia autorização para edifícios, sensação.

Os milicianos que controlam a área, mandaram recado que assustou tio e sobrinho, recuaram. Mas Crivella continuou recebendo propina. Esteve para sofrer impeachment, alguns acreditavam que perderia a votação e o cargo. Trabalhou com a eficiência dos corruptos, não correu o menor risco.
Agora parece diferente: é denunciado, acusado, responsabilizado. 

O MP recebeu provas insofismáveis, fornecidas por um doleiro preso. O problema que pode beneficia-lo: tem foro privilegiado.

PS- Enquanto isso, anuncia que é candidato á reeleição. Com a campanha financiada por PROPINA.

ACREDITAR EM TRUMP, È PENSAR EM GANHAR,JOGANDO NA ROLETA

Completamente desmoralizado, o presidente dos EUA, só tem admiradores no Brasil. Não respeita nem o próprio pais. Foi eleito com a ajuda provada e comprovada de Putin, ex-KGB, que vai completar 24 anos de anti-eleição. 

E agora antes da eleição(reeleição e sem conhecer os adversários) , apelou para que o presidente da Ukrania denunciasse Joe Biden,( 8 anos vice de Obama) que ele acredita será o o candidato Democrata.

PS- Conhecendo o personagem, por que alguém pode se mostrar surpreendido com a taxação de produtos brasileiros?

PS2- Os produtores de aço e alumínio, estão protestando contra o que chamam de "iniquidade e deslealdade".

PS3- Bolsonaro que acredita em Papai Noel e aproveitando a época, retumbou:" Se for o caso, eu telefono para o Trump".

PS4- Corre o risco dele mandar dizer, " o presidente não tem vindo á Casa Branca".