Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 21 de maio de 2017

Se não RENUNCIAR Temer será RENUNCIADO

HELIO FERNANDES

Não existe uma possibilidade em 1 milhão de ele permanecer no poder. Na quinta e na sexta surgiram informes, apressadamente transformados em informação, a respeito da intenção do presidente. Eu tinha noticia complementar, que me permitia contradizer esses informes. Deixei para hoje. É o seguinte da fonte.

Sexta feira. 14 horas. Temer chama seu intimo amigo e grande advogado, Antonio Mariz, e pede para defendê-lo. Ele já esteve para ser Ministro da Justiça, não pôde ser confirmado, é publico e intransigente adversário da Lava-Jato. Isso não interferiu na resposta. Não aceitou nem recusou. Respondeu: "Vou fazer um fim de semana de conhecimento, havendo possibilidade de vitoria te falo. Marcaram um café da manhã para segunda. Portanto até lá, nenhuma mudança.

ACUSAÇÕES GRAVISSIMAS

Pela primeira vez na Historia, um presidente no poder sofre estas acusações, com PROVAS PROVADAS. 
1-Corrupção passiva.
2-Obstrução da Justiça.
3-Organização criminosa, que é a antiga formação de quadrilha. Tudo isso investigado pelo Supremo, por denuncia do Procurador Geral. Com as conseqüências e inconseqüências que forem surgindo, sempre contra Temer.

Gilmar Mendes se complica cada vez mais. As delações dos corruptos da JBS, exibiram suas espantosas ligações perigosas com o PSDB de Aécio Neves. Poderia ter pagado 80% do próprio passado, e prestado grande serviço ao país, resolvendo tudo na quinta feira. O TSE estava preparadíssimo, faltou grandeza e independência a Gilmar.

Temer já deveria ter sido afastado desde a quinta feira. Se depois da maratona de estudos do fim de semana, Mariz aceitar a defesa de Temer, a situação estará claramente agravada.
Ele irá defendê-lo perante o Supremo, não se sabe durante quanto tempo. E no TSE, com reunião marcada para 6 de junho. O país não agüenta tanto tempo com um presidente NÃO eleito e acusado de crimes indefensáveis.

Estão se realizando reuniões de bastidores com a proposta de SOLUÇÃO CONSTITUCIONAL.

Por quantos anos? Já vimos muito isso no passado. EXPULSSEMOS Temer, 60 dias de Rodrigo Maia, e cuidemos de 2018. Isso que parece ruim em hipótese, já foi catastrófico na realidade de 15 ou 21 anos.

Se a maratona de conhecimento do advogado do ainda presidente indireto, levá-lo a aceitar a causa, o problema do país terá se agravado perigosamente. E estaremos caminhando para situações anormais, já ocorridas varias vezes. E isso, que já vem sendo conversado e negociado nos bastidores, ganha a denominação de SOLUÇÃO CONSTITUCIONAL.
Nos bastidores tem havido conversa e negociação para aprovação dessa proposta. Já tem muita gente a favor, e já aconteceu no passado. Uma vez durando 15 anos e outra 21.

Odebrecht-JBS

O primeiro fez tudo para "esquecer" Temer, não incluí-lo entre os que pediram e receberam dinheiro da empreiteira roubalheira. Chegou a desmentir seu diretor Claudio Melo.

O primeiro a fazer depoimento, e ainda mais grave, usando a primeira pessoa, que não permite desmentido. Contou que esteve no Jaburu. (Temer era vice), numa mesa de 4. Ele, Temer, Marcelo e Eliseu Padilha. Temer pediu 10 milhões, Marcelo mandou dar. Nos seus depoimentos, não citou nada disso.

Joesley e o irmão, contaram toda a intimidade com Temer. Estiveram mais de "20 vezes” com o presidente, sempre tratando de dinheiro. Tudo gravado e auditado. E agora revelado na delação. Os três, pelo menos, deveriam ser presos, e depois interrogados. Não podem escapar de maneira alguma. Temer, presidente preso no Planalto, seria a primeira vez na Historia. Ele está convencido que escapará. E o fato do advogado Mariz ter antecipado a defesa, reforçou a sua garantia no futuro.
General Vilas Boas

Ministro da Guerra, é o 4 estrelas de maior prestigio. Se essa crise da corrupção de Temer tivesse acontecido antes, seria um dos personagens mais importantes. Alem do cargo, é o "4 estrelas" mais prestigiado. Atingido por uma doença degenerativa, coordena os fatos internos, para deixar tudo em plena ordem. Aí passa para a reserva e vai cuidar da saúde.

 Acabou o tempo de Temer

Não tem a menor condição de chegar até 2018, como esperava. Pode até acontecer uma inovação nas crises presidenciais da nossa Historia. O presidente sair preso do palácio. Seria a primeira vez. Sob ruidosa mas pacifica manifestação do povo. Muito justo. E os irmãos Batista também.


Nenhum comentário:

Postar um comentário