Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 25 de maio de 2017

O COVARDE MICHEL TEMER

HELIO FERNANDES

Sabendo que o seu fim está próximo, tenta se defender atirando na democracia. Encurralado no Planalto, pede reforço de segurança, logicamente ao Exercito. Tomando conhecimento das manifestações em frente ao Legislativo (por que não em frente ao Planalto, que deveria ser prioridade absoluta) se fecha todo, não chega nem perto das janelas.

Por volta de uma da tarde, mais ou menos entre 50 e 60 mil pessoas, (calculo dos organizadores e da cúpula da PM), inesperadamente a PM começa a atirar no povo, com fuzis de verdade e balas ainda mais verdadeiras. Longe de tudo, Temer telefona para  Ministro da Defesa pedindo tropas do Exercito nas ruas. Raul Jungman, suplente de deputado transformado em Ministro da Defesa, cumpre. Textual: "São ordens do senhor presidente", nada mais servo, submisso, subserviente.

Às 4 da tarde o povo começa a se retirar. Às 5 aparecem os baderneiros mascarados. Hoje, ás 10 da manhã, Temer assina decreto, proibindo as tropas do Exercito de atuarem nas ruas do Distrito Federal. Como é que o povo brasileiro vai conviver até 6 de junho com esse IRRESPONSAVEL que então será cassado pelo TSE. Por que Gilmar Mendes conseguiu mantê-lo desde aquela quinta-feira, tenebrosa e escandalosa?

A CPI DO BNDES

Foi entregue á comissão de Constituição e Justiça do Senado, um pedido de CPI para essa fabrica de roubalheira. Com 35 assinaturas, o que torna sua formação obrigatória. Já perguntei: é pra valer? Se for, haverá um festival Wagner de denuncias, condenações e prisões.

Nesse caso, os 400 milhões “emprestados" para o estádio do Corinthians, miséria e ninharia, perto do que o Eike Batista, TOMOU durante anos. E não só do BNDES, também dos maiores bancos particulares. TODOS queriam ser sócios do homem MAIS RICO DO MUNDO.

PALOCCI DESAPARECEU
Anunciou que faria delação. Começaram especulações sobre seus possíveis alvos. Divulgaram que seriam banqueiros, corretoras de valores, profissionais do mercado financeiro. Ministro da Fazenda, a especulação fazia sentido.

Perdeu o advogado, o doutor Batochio não trabalha com a delação como instrumento de defesa. Contratou outros, mas não se falou mais em Palocci e na sua delação. Mas o alto setor de especulação financeira, mais calmo e tranqüilo.

A DURAÇÃO DE TEMER NO PLANALTO

A OAB protocolou hoje, o impeachment do presidente Temer. O presidente da câmara já disse publicamente que não aceitará nenhum pedido venha de onde vier. De qualquer maneira, a OAB não percebeu que impeachment, é exatamente o roteiro que Michel Temer pretende seguir para se salvar. Se houver esse impeachment, a duração constitucional é no mínimo de 6 meses. Quase o prazo esgotado pela liquidação da então presidente Dilma.

Temer considera que nesses 6 meses encontrará o caminho da salvação. Ou o arquivamento ou numero para derrotar os que querem tirá-lo do poder. Que na verdade ele conseguiu através de um impeachment que eu sempre chamei de CONSPIRAÇÃO PARLAMENTAR.

Só que a crise agora, é tão profunda que o país não agüenta 6 meses. O máximo, será a decisão da cassação do mandato pelo TSE, na reunião que já está marcada para o dia 6 de junho. São 12 dias, ainda assim, um prazo demasiadamente longo.

OAB-RODRIGO MAIA

Bem cedo anunciei a apresentação do pedido de impeachment contra o AINDA presidente Temer. 5 horas depois da minha nota,o presidente da OAB protocolou o pedido. Rodrigo Maia, insensatamente comentou: "Isso vai desestabilizar o país". Recebeu uma resposta dura que não pôde nem responder. O presidente da Câmara devia aprender a ficar calado.


A PM CONDENA A PM

O comandante da Policia Militar de Brasília, mandou abrir investigação e inquérito para saber a razão dos policiais terem usado fuzis e balas mortais contra o povo. Essa decisão, coloca em situação deplorável, todos que justificaram a "correção" dos policiais. E fica mais do que evidente que haverá punição. E rigorosamente justificada. 


O político que rouba a polícia que mata e o povo que morre. Não é essa a república que queremos.

Um comentário:

  1. Caro HF por favor escreva sobre seu grande amigo Lacerda que se estivesse na vida politica nacional, o que você imagina que faria.
    Muito obrigado

    ResponderExcluir