Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Eike Batista, medo que sigam o dinheiro

HELIO FERNANDES

Acreditando que seus problemas haviam terminado, ou pelo menos amainados, voltou tranqüilo para o palacete onde mora, na rua particular, fechada e em saída. Quando era todo poderoso, quis construir um heliporto, foi impedido pelos moradores das ruas
vizinhas. Sua arrogância durou pouco tempo.

A revolta com a esquizofrênica libertação determinada pela extravagância de Gilmar Mendes, atingiu todos os setores. O juiz Marcelo Brettas exigiu que depositasse uma fiança, para continuar em liberdade. Isso é usual, habitual, normal, acontece até em delegacias, em crimes muito menores. O juiz mandou fazer os cálculos, fixou em 52
milhões. E deu 5 dias para o deposito.

Recebendo a notificação, pânico de Eike, não pela importância, irrisória para ele. Seus advogados encheram os órgãos de comunicação com dois tipos de alegações. Seu "espírito comunitário empreendedor de criador de empregos e pagador de impostos". A seguir: "Ele não pode pagar, está com TODOS os bens bloqueados". A primeira afirmação, tolice, é um terrível corrupto, fez fortuna com bens públicos, preciosas fontes de minérios, que o pai deixou para ele em mapas.

Ele pode movimentar 52 milhões rapidamente, mas tem medo que sigam o dinheiro, e descubram que tem dezenas de vezes mais fortuna do que foi bloqueado. Tem até sábado para depositar, me dizem que não fará o deposito. Sua esperança. Mais uma vez: a intervenção de Gilmar Mendes. Para a  dupla Eike-Gilmar, nada impossível. E a comunidade? E a credibilidade? E a realidade?
 
Previdência: a farsa da aprovação
 
O Planalto em comemoração, faltou apenas abrir champanha. Motivo: os 23 votos arrancados 
e arranjados na Comissão Especial. Precisava 19, conseguiu mais 4. Razão da satisfação depois 
de tanta concessão. O projeto, rigorosamente desnecessário, ainda sofre grande pressão. E não 
apenas verbal.
 
Depois de 10 horas de discussão, mais duas de luta violenta com os Agentes Penitenciários. 
Não apenas discordância verbal, mas física. Retirados absurdamente dos benefícios, reagiram para defender os direitos de uma das profissões diariamente mais perigosas. Lideres garantiram que serão recolocados. È evidente e mais do que provado que não ha déficit, e muito menos de 179 BILHÕES.
 
Mas o indireto, não podia fugir da enganação e mistificação.                                     

Pessoal e textual: "O resultado demonstra o reconhecimento da sociedade quanto 
á urgência de reformar o sistema da Previdência". A sociedade não foi consultada. E o TSE 
onde está o TSE?
 
MINISTRO FACHIN: DECISÃO MAGISTRAL
 
As repetidas decisões negativas do ponto de vista jurídico e popular da Segunda Turma, 
têm provocado repercussões estarrecedoras nos mais diversos setores. Os acusados provadamente 
corruptos ou corruptores, apelam sempre e quase sempre vencendo, para esses 3 ministros, 
repetidamente a favor deles. Só para não esquecer o nome dos ministros: Gilmar Mendes, Toffoli 
e Lewandowski.
 
Ontem, o ministro Fachin precisava examinar o habeas-corpus do ex-ministro Pallocci. Como se 
esperava, recusou esse pedido. Mas o que não se esperava, e que provocou enorme repercussão 
e esperança, foi a decisão do relator. Depois de se pronunciar, recorreu ele mesmo, para o plenário.
 
Foi extraordinária, e com notável repercussão, pois a conclusão ficou óbvia e altamente positiva 
para a opinião pública. Agora, todas ou quase todas as decisões das Turmas, principalmente 
a Segunda, podem ter o resultado qualquer que seja ele, para exame do Plenário. Foi um avanço 
inacreditável, que demonstra o espírito público e a independência do ministro Fachin. O que aliás já 
vinha sendo comprovado em todas as suas participações. Como ele pertence à Segunda Turma, 
ficou naturalmente revoltado com a libertação de Eike Batista. O que a partir de agora dificilmente 
se repetirá.
 
EDUARDO CUNHA
 
Está com 2 recursos para serem julgados. Um no STJ, pedindo a anulação da sua cassação.  
Absurdo e tolice. Foi cassado pelo plenário da Câmara, por maioria amplississima. Se tivesse 
requerido a liberdade, talvez fosse solto por uns tempos.
 
Entrou no Supremo, com o mesmo recurso. embora não tenha foro privilegiado.Como está acusado 
na Lava-Jato,foi direto para o relator, Edson Fachin. Como o recurso do TSE chegou primeiro 
e por delicadeza, Fachin ficou esperando. Mas não ha uma possibilidade em 1 milhão, do ex-presidente
 da Câmara sair vitorioso e da prisão.
 
O documentarista Silvio Tendler
 
Noticiei ha dias que saiu do hospital, depois de um tratamento exaustivo. Em casa, precisava seguir 
a rotina do hospital, fisioterapia, e aparelho para ajudar a respirar. Seu plano de Saúde é da Amil 
que cortou tudo. Os protestos foram tão, grandes, que ele mesmo comunicou: a Amil restabeleceu 
os serviços que eram utilizados no hospital. Pelo menos isso.
 
GOVERNADOR E VICE CASSADOS FALTA AGORA, O PRESIDENTE INDIRETO
 
Ontem á tarde, o TSE cassou os mandatos do governador e do vice do Amazonas. Não terão 
direito nem a recurso, o TSE (ultima instancia eleitoral) já marcou até a eleição. Pezão e Pimentel, 
que já respondem a vários processos, em pânico. Acreditam que não escapam, o medo maior era 
de intervenção.
 
No Planalto, surpresa com a tranqüilidade total de Temer, ao receber a
noticia. Continua acreditando na proteção de Gilmar Mendes. Pelo menos em 2017, admite que 
não haverá julgamento. Já foi anunciado o dia, colocado em pauta, mas ele protegido.
 
ELEIÇÃO NA FRANÇA, REPULSA A TRUMP EM NY
 
Nas vésperas do segundo turno, a baixaria teve o seu dia de apogeu. Jogaram ovos em Le Pen, 
ela reagiu com discurso violento. Macron, no outro lado do país, gastou ou desgastou todo o tempo 
com os maiores insultos. Vai chegar na frente, mas rigorosamente inexpressivo. Ela vai perder, 
mas é rigorosamente expressiva, obrigação de uma radical.
 
Nos EUA, Trump foi à Nova Iorque pela primeira vez como presidente, vaiado de ponta a ponta. 
Foi obrigado a cancelar alguns compromissos, e ir embora mais rápido. E tão cedo não voltará.
 
PS- O Maracanã teve o seu maior publico depois de destruído pela dupla Eike-Odebrecht. 
61 mil presentes. 54 mil pagantes. Futebol para um quarto de publico.


Nenhum comentário:

Postar um comentário