Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 14 de janeiro de 2018

O MINISTRO DA FAZENDA, APLAUDE O REBAIXAMENTO

HELIO FERNANDES

Duas horas depois da decisão  da Standard end Poors, atingindo  a linha de credito do Brasil, esse era o assunto mais discutido no mundo inteiro. Supostos especialistas dos maiores órgãos de todos os países, tratavam a questão como tragédia para o Brasil. E muitos se aproximavam da adivinhação, prevendo um novo rebaixamento. Nenhum elogio.

Aqui, o grande interessado, repercussão mínima, manipulada ou esquecida de autoridades e de órgãos de comunicação. O irresponsável Meirelles deu entrevista á televisão. Poupadissimo, tranquilissimo, confiantissimo. Calmo e sem ser incomodado ou refutado, afirmou: "Não tem a menor importância, a nota anterior voltará rapidamente, o rebaixamento, não irá durar".

Logo depois, nova entrevista na televisão, agora com o ex-ministro da Fazenda, Mailson da Nobrega. Sem ser alarmista ou tentar agravar  a situação do País, afirmou, textual e irrefutável: "È um desastre. O país vai precisar de uns 5 anos para se recuperar". Os interesses pessoais do economista Mailson da Nobrega, prejudicassimos pela agencia de risco. Mas ele não fez concessões na analise ou comentário.

O presidenciável Meirelles: "Os projetos do governo e na economia, continuarão sem obstáculos". A  maior obsessão do governo, prioridade absoluta, a reforma da Previdência, está na pauta ha 19 meses,e só anda pra trás. Nesses 19 meses, teve que cortar 60% da proposta inicial. 

E apesar de terem sobrado apenas 40%, o presidente corrupto com aval do ministro sem convicções, garante: "Estamos dispostos a fazer concessões no dia 19 de fevereiro, quando a reforma começará a ser debatida".

A decisão da agencia de risco, alem dos efeitos diretos, provocará consequencias graves, fora do setor econômico. Pra começo de conversa, prova o que venho afirmando e reafirmando: "A bravata do governo a respeito da queda da inflação", não tem a importância atribuída e  propagada por Temer e Meirelles.

PS- Como não ha consumo, o desemprego continua entre 12 e 14 milhões, a inflação tem que cair.

PS2- A desavença Meirelles e Maia, chegou perto do rompimento. A controvérsia não é entre o Ministro da Fazenda e o presidente da Câmara. E sim atinge supostos  presidenciáveis.

PS3-  Com uma agravante. Meirelles tem que deixar o cargo até 7 de abril. O presidente da Câmara, sem preocupação com o calendário.

TRUMP: FALASTRÃO, DESNORTEADO, RACISTA

Faltam 5 dias para completar 1 ano como presidente e cada vez se parece menos com um ocupante da Casa Branca. Nas ultimas 72 horas ofendeu todos os países da África, que exigem desculpas. Chamado de racista por uma multidão, se escondeu, se encolheu.

Ia a Londres inaugurar a  nova sede da embaixada dos EUA. Lembrou que foi construída no governo Obama, cancelou a presença. A Primeira Ministra, Tereza May, deu a resposta que Trump merece. O prefeito de Londres, discursava, teve que interromper, os acólitos do presidente dos EUA, não deixavam que continuasse ou terminasse.

DESEMBARGADOR THOMPSON FLORES- MINISTRA CARMEN LUCIA

Devem se encontrar hoje em Brasília. O pedido foi dele, ela aceitou inesperadamente. E indevidamente. Justificativa que deveria ter montanhas de aspas: estou preocupado com o julgamento do Lula, no dia 24. Devia e deve mesmo estar contrariado, a culpa e todas as consequencias cabem exclusivamente a ele.

Ha 3 meses deu entrevista á televisão, revelou e confirmou: "O julgamento do Lula não acontecerá antes de junho ou julho". E explicou: "A pauta com processos que chegam de Curitiba, abarrotada, impossível desanuviar a pauta, muitos processos chegaram antes".

Tremenda repercussão, alegria para os lados do ex-presidente. Pânico para os que combatem Lula, e não conseguem tranquilidade com sua posição irrevogável nas pesquisas para o primeiro e segundo turno de 2018. Começaram a se movimentar. Mas ninguém acreditava na estranha e esdrúxula antecipação do julgamento.

6 meses antes do prazo marcado, com a pauta engarrafada, dominada pelos processos que chegaram ha mais tempo.O presidente do TRF4 não esperava essa repercussão negativa, apelou para Carmen Lucia. Generosa, aceitou, não pode fazer nada.

Haja o que houver no dia 24, o ex-presidente não ficará inelegível. Terá menos tempo para recurso, se a condenação for confirmada. Primeiro no próprio TRF4, depois no STJ, finalmente no STF. 

Em junho começa oficialmente a campanha eleitoral, o PT lançará sua candidatura, e os recursos ainda estarão no TRF4. Daí o desespero do  seu presidente e o apelo para o encontro-conversa vazia de hoje.

PS- Absolvido no dia 24, o arraial lulista estará festejando ruidosamente. È bom não exagerar.

PS2- Os que não admitem a volta de Lula, cercados de juristas e de "juristas", têm uma convicção irrefutável: "Lula é inelegível, ganhando ou perdendo no dia 24".
PS3- Só fazem uma concessão: Lula não será preso, mesmo que os 3 desembargadores do TRF4 confirmem a condenação do juiz Moro.

PS4- Um dos maiores coordenadores do anti-Lula, me diz,pedindo todas as reservas: "A situação do candidato Lula é excelente antes da eleição, insustentável depois dela".

PS5-Como fico surpreendido, explica: "Pode ser candidato, ser eleito, não toma posse". 

PS6- E mais conclusivo ainda: "Pode até tomar posse mas não governa".

PS7- Parece a afirmação de Carlos Lacerda sobre Juscelino em 1955: "Não será candidato. Se for, não ganha. Se ganhar não toma posse.Se tomar posse não governa".

PS8- A historia conta fato inteiramente diferente. Que pode se repetir.

VELOZES E DESENCONTRADOS

Ontem, domingo, o corrupto Temer convocou reunião no Jaburu. Vários assuntos em pauta. Principalmente, o rebaixamento do credito do país, aproximação da votação da Previdência, preenchimento do ministério do Trabalho.

Acabou exatamente ás 6 da tarde. Temer convidou Meirelles e Moreira Franco para darem uma caminhada pelo monumental Jaburu. Gozou o Ministro da Fazenda: "Vai ser bom para você que levou o tranco na economia". Meirelles não gostou, pois falou que não tem importância.

Andaram quase 1 hora, numa velocidade desapropriada e desaconselhada pela idade deles. Aliás, precisam consultar um fisioterapeuta ou preparador físico. Em pleno verão, usavam roupas de inverno, enormes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário