Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018


24 HORAS ANTES, NINGUÉM SABE O QUE ACONTECERÁ AMANHÃ

HELIO FERNANDES

Essa afirmação parece inimaginável, mas é rigorosamente verdadeira. O julgamento do Lula pode decidir os caminhos ou o roteiro da eleição presidencial de 7 de outubro deste 2018, mas tudo é uma incógnita.

Pelo que vem ocorrendo nos bastidores, a impressão é de que existe uma conspiração. Mas até agora, só quem atuou e modificou os fatos e os acontecimentos, foi o desembargador regional federal Thompson Flores, presidente do TRF4, de Porto Alegre.

Mas ele mesmo, que parece saber muito, na verdade desmentiu o que parecia ser uma convicção.

Em fevereiro de 2017, veio a público e garantiu: "O julgamento do ex-Presidente Lula, só deve acontecer em junho ou julho". 

Grande repercussão dos que defendem Lula, e ao mesmo tempo dos que o atacam. Confirmada essa afirmação, alívio total entre os que lutam pela candidatura presidencial de Lula. Protesto e até revolta dos que combatem a candidatura do ex-Presidente. Motivos dos dois lados. 

Os lulistas em junho ou julho, já terão o seu líder como candidato, pois a campanha presidencial oficialmente começa em junho. Os que não querem Lula candidato de jeito algum, consideravam que a declaração prejudicara o veto à candidatura do líder do PT. Explicação: candidato em junho, para uma eleição que deve se realizar em 7 de outubro, ele tinha apenas 4 meses para exercer os 3 recursos a que tem direito. 

Recorrer ao próprio TRF4, ao STJ e finalmente ao STF. Isso no caso do tribunal, amanhã, confirmar a condenação imposta pelo Juiz Sergio Moro. No caso da sentença ser confirmada, se discute a meses se Lula será preso ou poderá se defender em liberdade. Esse fato que hoje, 24 horas antes, é uma incógnita, só terá uma definição amanhã. 

Mas condenado ou absolvido amanhã, preso ou em liberdade, Luis Inácio Lula da Silva, será candidato, pois de amanhã até 7 de outubro, os prazos para os recursos, levarão 7 meses e 13 dias.

É praticamente impossível que os 3 tribunais, que são acusados pela lentidão com que decidem, não chegarão nem perto de uma decisão.

Os que combatem Lula, se refugiam numa afirmação na qual só eles acreditam. Apregoam fartamente que mesmo que o ex-Presidente se candidate, que vença a eleição, e até mesmo seja empossado, não governará. Isso é tão absurdo, tão impensável, mas que os que lideram o combate à volta de Lula, propagam com a maior tranquilidade, que acontecerá.

Não vamos discutir 7 meses e 13 dias antes, quando não sabemos nem o que vai acontecer amanhã apenas 24 horas depois destes comentários. Voltando ao Presidente Thompson Flores, ele reduziu em 6 meses, a realização do julgamento. Ninguém sabe a razão dessa transformação de datas, já que na primeira, ele estava ou aparentava estar, rigorosamente seguro do que dizia. 

A grande motivação contra a candidatura Lula, nada a ver com ele pessoalmente, e sim, com as pesquisas de diversos Institutos. Em todos, Lula aparece na frente no primeiro turno e mantém a posição no segundo. Se o ex-Presidente estivesse completamente fora de cogitação, sem possibilidade de voltar ao Planalto, os que conspiram contra ele, estariam procurando um candidato melhor. 

PS: Existem com chance ou sem chance, entre 12 e 15 nomes. Nenhum deles com voto próprio ou uma reputação que os transforme em nomes representativos da coletividade. 

PS2: De Meirelles a Bolsonaro. De Dona Marina a Joaquim Barbosa. De Alkimin a Ciro Gomes. São citados e até se julgam em campanha, mas todos eles estão preocupadíssimos com o julgamento de amanhã.

PS3: Fazem algum estardalhaço, fingindo de candidato. Esses e mais alguns, só passam a acreditar neles mesmos, se o Lula for eliminado amanhã. 

PS4: Haja o que houver, condenado ou absolvido, Luis Inácio Lula da Silva, gostando ou não dele, pode não ser candidato. A razão é que o julgamento de amanhã, importantíssimo, não é definitivo.

Moro e Bretas, dois juízes destacados da Lava Jato, tem sido atacados e duramente agredidos, de acordo com a convicção dos que se manifestam. No caso de Curitiba, os lulistas, dizem horrores do Moro. Os que defendem e apóiam a Lava-Jato, enaltecem o Juiz Moro, desde o início. O Juiz Bretas entrou no mesmo circuito, quando condenou Sergio Cabral.

Agora, depois do comportamento bárbaro e selvagem imposto ao ex-Governador do Rio, incompetentes e irresponsáveis, logo jogaram a culpa em cima do Moro. No mesmo dia, combatendo o criminoso comportamento policial contra o serginho cabralzinho filhinho, expliquei que o Juiz Moro não tinha nada a ver com o caso que estava ainda na esfera policial.

Decorridos apenas 24 horas do criminoso comportamento policial, Moro e Bretas tomando conhecimento do fato vergonhoso, determinaram investigações completas para que se constate de quem é a responsabilidade do imoralissimo tratamento dado a um preso. Esse comportamento serve para mostrar que as pessoas devem ter mais cuidado, e principalmente credibilidade, quando fizerem acusações

PARABÉNS A CARMEN LUCIA

23 horas do s´sbado,recebeu a comunicação:o STFestava com recurso contra a decisão do ministro conivente do STJ, que liberara a posse da deputada como ministra do Trabalho.Posse já marcada para 9 da manhã de segunda.

A presidente do STF, examinou a questão,e ás 2 da madrugada de domingo,suspendeu a posse. Resgatou a minha decepção com a presidente do STJ.Foi tão fulminante e surpreendente, que as televisões não souberam de nada.

E o Globo, na primeira já de domingo, dava na condicional: "Carmen Lucia decide HOJE a questão da deputada"  Tudo ultrapassado, não haverá mais posse. Pelo menos por  enquanto.

PS- Temer, o presidente corrupto,queria cancelar a ida a Davos.Solidariedade a Roberto Jefferson.

PS2- Aconselhado a viajar, existe muito tempo até o fim do recesso. Concordou.

PS3-  Admitem  então, esperar o fim do recesso para recorrerem ao plenário do STF. Dia 21 de  fevereiro, depois do carnaval. O PTB pode não concordar.

PS4 - Tá feia a situação da ABI. A casa de Barbosa Lima Sobrinho e Herbert Moses, navega sem rumo. Na maior cara dura, o presidente apresentador da telinha, Domingos Meireles (ex-Globo), prometeu, mentiu e não cumpriu. Agora mandou uma Carta pessoal com lamúrias para os associados. O texto uma confissão da sua total, geral e inegável incompetência.

PS5 - Confessa literalmente que não sabe administrar e ainda escolheu mal sua diretoria, plantada para apenas concordar com seu desmando total.

PS6 – Quando a casa ainda tinha caixa, autorizou gastos que até hoje não prestou contas ao Conselho Fiscal e sequer o Deliberativo.

PS7 – É um “zero a esquerda” no contexto da ABI, embora tenha manobrado com total e desprezível tática vil, foi reeleito, mas jamais será lembrado, a não ser como o destruidor de sonhos, do jornalismo heróico e ideológico dessa casa, sempre presente nos anos de Chumbo.

PS8 – Na carta, pede dinheiro, fato este que nunca aconteceu na ABI. Devia ter vergonha de propor o pagamento de duas mensalidades, isentando os que não pagaram. E não fizeram em protesto a sua má administração.


PS9 – No mínimo deveria renunciar e convocar novas eleições. E nunca mais colocar os pés na associação que ele destruiu. E definitivamente riscar o endereço da Araujo Porto Alegre da sua agenda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário