Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quarta-feira, 31 de maio de 2017

TEMER, PSDB, MEIRELLES, GILMAR, TSE, ENVERGONHAM O BRASIL

HELIO FERNANDES

Nos 127 anos de Republica, não é nem de longe a maior crise política e econômica. Vivemos quase sempre em contradição. Basta dizer que só depois de 56 anos, a República foi realizar a sua primeira eleição. O "espírito Republicano", tão exaltado, foi sempre traído, esquecido, banido. Agora, o que existe é uma espantosa promiscuidade, interligando personagens dos Três Poderes.

Temer e Eduardo Cunha movimentaram e executaram a conspiração parlamentar, que só foi vitoriosa, por causa do silencio, da omissão e da cumplicidade do próprio Congresso. Agora, a masturbação da imoralidade, é praticada a céu aberto, todos gozam juntos, mesmo os que se hostilizavam depois da derrota.

Não esquecer. Tudo começou em fevereiro de 2015. Ha 27 meses, quando o derrotado Aécio e o seu PSDB,entraram na justiça, (TSE) pedindo a cassação da chapa Dilma- Temer. Não  demorou Muito e o PSDB passou a ser o sustentáculo de Temer tido como impoluto, mas logo constatado e comprometido como parceiro dos ladrões Batista, donos da amaldiçoada JBS.

O PSDB mergulhou em dissabores, mas continua sustentando o corrupto presidente indireto. Aécio perdeu a presidência do partido, perdeu o mandato, está em vias de perder a liberdade. Mas o PSDB, inabalável, não se afasta do presidente, que já devia ter sido expulso do palácio e preso.

MINISTRO DO EXTERIOR, DO PSDB, VAI AOS EUA, GARANTIR A PERMANENCIA DE TEMER.

È outro impoluto. Detestando Temer, não poupava criticas. Convidado para líder do governo, aceitou logo. Quando Serra percebeu que não tinha futuro apoiando Temer, deixou o Ministério do Exterior, Aloysio Nunes Ferreira, (que foi vice de Aécio em 2014) assumiu correndo. E não demora, estará indo aos EUA, com missão importante: garantir que Temer "tem o mandato confirmado até 2018". Não sabe se será recebido por Trump, deixará o recado com alguém.

Outro que tem "certeza de que Temer vai até 2018", é Meireles. Pelo menos, combinado com Temer disse isso na TV. Uma hora depois, o próprio Temer dizia a mesma coisa com palavras que insultavam a comunidade: "Vou ficar até 2018, o povo quer as  reformas, sabe que vou fazê-las ".Que vergonha. Não  esquecer um fato da biografia de Meirelles, e que une os dois. Meirelles era presidente do Conselho de Administração da criminosa JBS, quando então vice , foi lá conversar sobre doação ao PMDB. Primeiro, 50 milhões, depois, muito mais.

GILMAR E O TSE

Finalmente a participação cúmplice e contaminada do ministro sem toga, desde que assumiu presidência do TSE, em maio de 2016. 1 ano atrapalhando a cassação, inventando prorrogações, que vinha dos tempos da presidência de Toffoli, outro Ministro, sem toga. Ha 27 meses os 2 não deixaram  o TSE decidir .Agora, Gilmar antecipa o que tem que votar e presidir.

1- "O TSE não está aí para decidir crise política". 2- "Se algum ministro pedir vista, é a coisa mais normal". Isso depois de 27 meses.
  
CRACOLANDIA-DORIALANDIA

A palavra que faltava para esclarecimento geral: "Eu seria a ultima pessoa do mundo a pedir ou apoiar, a internação COMPULSORIA dos dependentes". Foi Drauzio Varella que fez essa afirmação. Grande médico, especialista e estudioso da questão, ficou estarrecido quando deturpando a realidade, publicavam  que ele era a favor da violência para "solucionar" a  questão da Cracolandia. Mas o problema não é insolúvel.

A construção de um Centro de Recuperação humano, confortável, com direção psicológica competente, médicos, enfermeiros, gente responsável e habilitada, transformaria a questão numa realidade que surpreenderia apenas os retrógados e interessados. Pelo menos DOIS TERÇOS dos que habitam destruidoramente a Cracolandia, iriam voluntaria e satisfatoriamente para esse Centro. Os que  vão lucrar com a construção de enormes edifícios, financiariam esses Centros.

Os irmãos Batista: Privilégio dos criminosos

Foi assinado o chamado acordo de leniência entre os poderosos donos da JBS. Uma afronta e desprezo com a opinião pública. Depois de muitas negociações, concordaram: indenizarão a União, com o pagamento de 20 bilhões em 25 anos. Já incluídos, multa, juros correção. Já ouvi gente elogiando esses Batista, e não ouço protestos dos órgãos de comunicação.NENHUM.

Como já está tudo englobado, eles pagarão 800 milhões anuais. Isso significa 0,2% do patrimônio deles. Uma bobagem para eles. Não esquecer, que eles mesmos, na delação, confessaram: "Pagando propina a 1829 pessoas, incluindo 377 parlamentares, utilizamos APENAS (textual no depoimento) 6 por cento do nosso patrimônio". Façam a comparação e constatem a generosidade com que foram tratados. Deviam estar presos, sem data para serem libertados.

RENAN, JUCÀ, EUNICIO, LOBÃO

Foi convocada a bancada do PMDB no senado, supostamente para substituir Renan na liderança. Mas nem tocaram no assunto, Renan, sem escrúpulos e sem constrangimento, já fizera declaração publica, elogiando a troca no Ministério da Justiça. Alem do mais, Temer recomendara a Jucá: "Muito cuidado, substituição de Renan, só em ultimo caso".

Como em 2018 acaba o mandato de 54 senadores, incluindo as potencias do PMDB, tiveram uma conversa - discussão, no mínimo surrealista. O primeiro a falar foi Romero Jucá: "Quero deixar bem claro. Em 2019 serei candidato a presidente, jamais ocupei o cargo, a vez é minha".

Renan falou a seguir, parecia uma discussão contraria, acabou em concordância. Renan: "Dizem que eu não aceito dialogo. Pois vou dizer. Aceito a colocação do Jucá, mas quero voltar á presidência em 2021, não admito recusa".Ninguém disse nada.

O presidente Eunicio falou sobre a sua realidade: "Meu mandato de senador acaba em 31 de dezembro de 2018, e o de presidente do senado, em 1 de fevereiro de 2019. Que cargo ocuparei?". Parecia encerrado, faltava o Lobão, não faltou mais: "Vou para o terceiro mandato de senador, jamais quis alguma coisa. Agora quero". Resumi tudo, mas a conversa durou 4 horas, o essencial está aí, com total EXCLUSIVIDADE.

O NOVO MINISTRO DA JUSTIÇA

Torquato Jardim tomou posse. Dei credito á nomeação. Com restrições, não a ele. E sim pelas supercialidades, disparates e presumidos maquiavelismos de quem o nomeou. Escrevi que em atenção ao seu passado,esperaria sua atuação.

Já como Ministro, afirmou: "A Lava-Jato é uma questão de ESTADO e não de GOVERNO". Magistral. Minha analise obrigatória como jornalista, seguirá rigorosamente o que está implícito e explicito. nessa frase definição.

FÔRO PRIVILEGIADO

Todos sabem e sabiam que a questão é das mais importantes da vida publica brasileira. Está em todas as Constituições (e temos tantas), de forma clara, resumida e de forma rigorosamente compreensível: "Todos são iguais perante a lei". Mas levaram um tempo enorme, eternizando a leviandade da inconstitucionalidade, que agora ninguém sabe quanto tempo será necessário para que nos aproximemos de uma solução.

Primeira sessão. Apenas 62 minutos. Começou ás 16,35, acabou ás 17,45. (E desse tempo ainda foram roubados 6 minutos pelo ministro sem toga, que tratou de questão inteiramente diferente. Falou, levantou e foi embora).

Continuará. Mas dessa abordagem, é obrigatório um aplauso ao Ministro Roberto Barroso. Lúcido, profundo mas não dispersivo,deixando excelente impressão. Ao mesmo tempo, depois de ficar parado mais de 1 mês, aprovado, assim que o Ministro Barroso falava, os senadores garantiram a segunda votação, que é radicalissima, menos para os parlamentares. Mas faltam duas votações na Câmara. E é preciso muita coragem para essa votação. 

TAXA SELIC

Reduziram em 1%, falaram tanto em 1,25,  assim ficaria em 10%cravados. Explicaram, "Temos que ser cautelosos". Ora, qual é a diferença entre 10 e 10,25? Desde 2015, no blog, escrevo que deveria estar em 10%, 2 anos depois ainda têm medo. Na verdade, estão "cautelosos" pelos motivos redundantes: passado, presente e futuro do presidente indireto


Nenhum comentário:

Postar um comentário