Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 8 de junho de 2017

A SEGUNDA SESSÃO (chatissima) DA CASSAÇÃO

HELIO FERNANDES

Aberta exatamente ás 9, ao meio dia, depois de 3 horas, o que se esperava: essa segunda sessão e a terceira, provavelmente amanhã,meramente divagatoria. No roteiro escrito e dirigido pelo Ministro sem toga, importante, ou melhor, IMPORTANTISSIMA,  só a quarta.

Deveriamos dizer, "quarta e ultima", mas seria arriscadíssimo. Pois nessa quarta sessão podem acontecer as duas opções. Algum ministro pedir vista, sonho e estratégia de Temer. Mas diante das circunstancias, será preciso muita audácia e falta de espírito publico.

A outra alternativa: o julgamento, que não escapará, desta realidade: cassação de Temer. E perda de direitos para Dilma, que já sofreu impeachment. Como tenho dito, Dilma já perdeu tudo, a grande punição, seria condenação á prisão. Não acredito, embora seja possível.

Temer não tem salvação. No TSE  perderá o mandato. Na Lava - Jato perderá a liberado ministro sem toga, trabalhe pela absolvição de Temer, ele mesmo está convencido que essa "solução", será um choque para a comunidade, sendo impossível  prever as consequencias. Durante as duas ultimas duas horas, o relator examinou os pedidos da defesa de Dilma e Temer.

Dilma queria retirar a delação dos marqueteiros Santana. Temer, não queria o depoimento de Odebrecht. Herman Benjamin, lucidamente, manteve como estavam, incluídos no processo. Sem saber o que fazer hoje, pois existe sessão no Supremo, que tem prioridade, decidiram: quinta e sexta sessão corrida, de manhã até á noite. 

EDUARDO CUNHA: REU MAIS DUAS VEZES

Levou um choque ontem, ao receber a comunicação: denunciado pelo Ministério, denuncia aceita pelo juiz Sergio Moro. O que significa que até o fim do ano, pode ser condenado mais duas vezes. Pelos cálculos, uma de 19 anos, outra de 17, o que ultrapassaria  os 50 anos. O que poderia modificar seus planos de não delação.

Isso contraria o que ele esperava. Ha 3 meses, no mesmo dia, entrou com 2 HC.Um no STJ(Superior de Justiça ), outro no Supremo. Ambos estapafúrdios e sem a menor possibilidade de vitoria. No primeiro, pedia a ANULAÇÃO da cassação efetuada pelo plenário da Câmara.

Na segunda, pedia ao Ministro Fachin, a LIBERTAÇÃO. Assim que os recursos foram protocolados, escrevi: "Nem serão examinados". Amigos dizem: pela primeira vez ficou desesperado.

O MINISTRO SEM TOGA,  ABRE O JOGO

Exatamente as 13 hrs, quando iam levantar os trabalhos para o almoço, Gilmar Mendes resolveu falar. Inicialmente: "Não estou aqui pra pedir ou defender a cassação de ninguém, isso não resolve nenhum problema". Diante da surpresa geral, continuou: "Meu único objetivo, é o aprimoramento da legislação, para que estes fatos não se reproduzam".

Ainda não haviam decidido o que fazer depois do almoço por causa da reunião do Supremo. O relator propôs que como a reunião do Supremo terminaria entre 17 e 18 hrs, poderiam voltar a se reunir e trabalhar até as 22 hrs. Como já haviam decidido se reunir na quinta e na sexta de 9 da manhã até o fim da noite (que publiquei aqui com exclusividade), não foi aceita a proposta, e portanto, as reuniões seguirão o decidido. 

1960 - O ELEITOR VOTAVA NO VICE DIRETAMENTE

Ontem, falando sobre a tese da defesa de Temer sobre a separação do vice e do presidente na chapa, contestei e disse que em 1960 pela primeira e única vez na história da Republica, o eleitor votava 2 vezes. Para presidente e para vice. Foi um desastre! As candidaturas eram registradas juntas mas o eleitor votava separado.

Uma chapa: Janio Quadros e Milton Campos.
A outra: Marechal Lott e João Goulart.
 
A equipe do Janio Quadros fez campanha para uma chapa Jan-Jan, o que significava Janio e Jango. Que afinal se elegeram preterindo Milton Campos, que o Janio não queria de maneira alguma que vencesse a eleição.

As ligações Temer - Joesley Batista

O presidente indireto agora está mais preocupado com as perguntas que tem que responder à policia federal, do que o julgamento do TSE. Aqui, ele considera que tem salvação. Mas como saber o que dizer diante das 84 perguntas rigorosamente preparadas para embaraçá-lo. E reconhece pros amigos, está sem saber o que responder.

Um só exemplo na pergunta: "O senhor se encontrou com Joesley Batista de madrugada, nos porões do Palácio?" Comentário dele com amigos e assessores: "Se eu já confessei o encontro, por que a pergunta?".

Outra dificuldade: já confessou que andou várias vezes no avião do dono da JBS. Pois isso está novamente no interrogatório. E assim, ele considera que todas as perguntas representam armadilha. Temer não sabe o que Fachin e a policia federal sabem. Daí a perplexidade e a impossibilidade de responder. O prazo para as resposta terminava sexta-feira. O Ministro Fachin concedeu prorrogação.

PSDB: DESABRIGADO E DESALOJADO

O que se diz normalmente sobre cidades atingidas por temporais, se aplica rigorosamente á legenda. Inicialmente a constatação contraditória: o TSE está julgando se cassa ou não cassa o mandato do presidente indireto. Os autos examinados pelos Ministros, se formaram a partir de 2015, quando o próprio PSDB, pediu a cassação.

Agora o PSDB tem 2 advogados defendendo o presidente acusado. Isso, naturalmente teria que provocar, como está provocando, o desmoronamento dos quadros partidários. E não quero nem colocar na pauta, o cataclismo que derrubou Aécio Neves, e encurralou a cúpula.

Não para por aí. O PSDB vem ameaçando abandonar politicamente o governo. E com data e circunstancia. Desde segunda feira: "Na quinta, deixaremos o governo". Fato definitivo: assim que o relator se definir. O voto do relator, e não é de hoje, contundente, lúcido, aberto, a favor da cassação, sem a menor duvida.


O PSDB marcou uma reunião para assistir o julgamento e decidir. Ficaram 4 horas. A sessão  do TSE foi levantada para o almoço, a cúpula do PDB também foi almoçar. Se que decidiu prorrogar a decisão para segunda feira. Inacreditável mas rigorosamente verdadeiro.

2 comentários:

  1. Benjamim devera recorrer expondo a Corte de Haia a semvergonhice de seus "impares".

    ResponderExcluir
  2. Benjamim devera recorrer expondo a Corte de Haia a semvergonhice de seus "impares".

    ResponderExcluir