Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 4 de junho de 2017

Ministro Moraes: estreou com repreensão

HELIO FERNANDES

Sua nomeação para o Supremo foi recebida com surpresa. E sua estréia com uma repreensão. Como é o mais novo, fala logo depois do relator. Arrogante, pretensioso   e exibicionista, começou tentando dar uma aula de direito. Falou por mais de 1 hora, pediu vista. Como estreante e primeiro a falar, interrompeu uma questão importantíssima, tentou demonstrar: "Estou começando, mas tenho personalidade, e vou impor minha marca".

Não esperava a reação em massa, a começar pela presidente Carmen Lucia. 3 ministros anteciparam o voto, quebrando a tradição. A presidente, Rosa Weber e Marco Aurélio, votaram logo. Ficou 4 a 1 a favor do relator. Se houvesse tempo, teriam decidido imediatamente. O estreante ficou perplexo.

Agora querem saber quanto tempo levará para devolver o processo. Em nome da dignidade, deveria ser imediato, pois já votou. O pedido de vista foi demonstração de exibicionismo, com péssimo resultado. O ministro sem toga comportamento  usual. Interrompeu o relator, e mal humorado tratou de assunto inteiramente diferente, irritado, levantou, foi embora. E o Conselho de Justiça que não toma providencia?  È da sua alçada.

O PODEROSO E IMPUNE JBS

Continua enfrentando e afrontando os poderes. E recebendo e gozando de privilégios. O que não é surpreendente para personagens como esses irmãos ladrões, criminosos, corruptos e corruptores. Já deviam estar presos, continuam protegidos. Vejamos alguns, apenas alguns pontos, pelos quais já deveriam ter perdido a liberdade.

1-Assaltaram e roubaram os 4 maiores Fundos estatais:Caixa Econômica, Banco do Brasil, Correios, Petrobras.  Prejuízo em torno de 8 bilhões, depositaram 1 bilhão e 500 milhões, para "prevenir" prejuízos futuros.
2- Quem está assumindo tudo: os funcionários que têm seus benefícios diminuídos. 
3- Na operação "carne fraca", os maiores prejuízos apurados e confessados, foram das empresas deles. Multados por um juiz em 800 milhões, a justiça mandou bloquear essa importância. Para surpresa geral, havia esse dinheiro na conta corrente. E o Banco Central? 

4- Fizeram delação mais assombrosa e  estarrecedora do que as empreiteiras roubalheiras foram recebidos como era habitual, pelo presidente da Republica, nos porões  do palácio, de madrugada.
5- Foram autorizados a viajar para os EUA, continuam lá, sem serem importunados.

TEMER E LOURES

O ex-suplente em exercício, pode ser preso a qualquer momento. O presidente indireto era o único que não percebeu que Serraglio iria se vingar. Humilhado de todos os modos, Serraglio recusou ministérios, reassumiu na Câmara. Com isso, deixou Loures a um passo da prisão e a dois da delação

Desesperado, Temer tenta, mas não consegue manter Loures como deputado. Temer não é muito brilhante, mas sabe que nenhum  gravador com defeito, pode esconder ou omitir uma confissão perigosa como esta: "Isso você trata com o Loures". Temer sabe que isso estará definido na delação. E o próprio Temer terá que responder nas perguntas que o Ministro Fachin entregou á policia Federal.

Não consigo entender a razão de Temer estar em liberdade e continuar falando em 2018. E quem sabe admitindo uma reeleição.

GILMAR O MINISTRO SEM TOGA

A  cassação da chapa Dilma-Temer já completou 27 meses de tramitação no TSE. Sendo que 12 sob a presidência dele. Ninguém escreveu tanto sobre esse assunto quanto este repórter. Não vou repetir nada do que ele já disse e desdisse, seria um verdadeiro tratado a respeito da contradição. Nesses 12 meses e 8 dias que preside o TSE, praticou um verdadeiro terremoto contra a moralidade, a credibilidade, a respeitabilidade. E sempre se desmentindo. 

O extravagante relacionamento que manteve durante todo esse tempo entre RÉU e juiz, poderia ter obtido a reabilitação total e completa na quinta feira que começou com a madrugada da confissão de Temer a respeito do seu passado e presente. O TSE poderia ter resolvido tudo em poucas horas, era a vontade da maioria dos Ministros.

Gilmar não deixou, e agravou as coisas, marcando reunião do tribunal para o distante,nas circunstancias, 6 de junho. Quase 20 dias de sobrevida para o RÉU. Agora, sem o menor constrangimento, o ministro sem toga, vem repetindo escandalosamente: "Tenho a maior pressa em resolver essa questão".

Em se tratando do homem o que mandou libertar Eike Batista e ainda tentou "justificar" o ato e o fato, nada INACREDITÁVEL.Espantoso, vergonhoso, ruinoso, criminoso, é o silencio dos personagens   que já deveriam ter tomado uma decisão. Haja o que houver, Temer não pode continuar mais tempo na presidência. Ele sabe disso. Mas acha que vai se livrar forjando um conflito com o Ministro Fachin.

1987: ha 30 anos, em Cuba, a maior concentração sobre divida externa

Fidel decidiu fazer um debate amplo sobre a divida dos países. Convidou 2 mil pessoas das mais diversas tendências  e procedências. O Brasil não tinha relações diplomáticas  com Cuba, apenas um representante. Procurou o grande jornalista Argemiro Ferreira, correspondente da Tribuna nos EUA,que estava de ferias no Brasil .

Queria conversar comigo, tinha pressa. No dia seguinte foi  o jornal, me falou sobre o encontro, queria me convidar. Respondi: "Só vou se for para falar, conheço bem Cuba. Estive lá duas vezes com o presidente corrupto, que começou como sargento e foi derrubado como marechalissimo. E depois em 1960, quando Janio Quadros, foi lá em Março, Fidel e Guevara estavam no apogeu". O representante disse que precisava consultar Havana.

Dias depois voltou: "O  senhor vai falar 12 minutos, o mesmo que todos os inscritos". De forma surpreendente, me revelou: "Do Brasil irão 60 convidados, 48 do PT, o senhor e Prestes". Como não havia voo direto, tinhamos que pegar um  avião até Panamá ou Jamaica, e no dia seguinte voar até Cuba. Como eu sabia que a Rainha Vitoria da Inglaterra mandara o pirata Morgan destruir o que fosse possível na Jamaica, preferi. Ruínas históricas maravilhosas.

SÒ 2 BRASILEIROS FALARAM

O Palácio da Revolução absorveu facilmente os mais de 2 mil. Os 48 do PT,incluindo o Lula, ficaram em silencio. Hospedados no antigo bairro aristocrático, agora chamado de "apartado", para a aristocracia fidelista. Eu e Prestes falamos, quase que na mesma hora. Falei, paguei minha passagem de avião e hospedagem. Mas foram 12 dias admiráveis.

PRISÃO E DELAÇÃO

Brasília assustada mas não surpreendida com a prisão, ou melhor, com a possível delação do ex-suplente Rocha Loures. Poucas informações, muitos informes e rumores. Os dois mais repetidos: a mulher dele, grávida de 8 meses, teria pedido: "Por favor, faça logo a delação e acabe logo com isso". De maneira contraditória, os advogados dizem: "Não existe nenhuma possibilidade de haver delação". O suspense não pode demorar. Mas a angustia e ansiedade no Planalto, imprevisíveis.

TEMER: INSUSTENTÁVEL, IRRECUPERÁVEL, INESQUECÍVEL

A terça feira de cinzas do TSE não é o fim de coisa alguma, apenas a consolidação das três palavras que coloquei no titulo.Na verdade aconteça o que acontecer, não será o palco para o ultimo espetáculo. E o personagem transformado em principal, não estará presente. Os suicidas, no ato, já estão abandonados ou se abandonaram.

Realidade indestrutível: essa reunião de terça feira, se realizará 27 meses e 12 dias depois de ter começado. E o ministro sem toga que presidirá a sessão, falastrão como de habito, não perdeu a oportunidade: "Pode haver pedido de vista, é um direito". A situação de Temer não tem solução. E existem tantos motivos, gravíssimos, graves, menos grave para a sua expulsão, que o ultimo chega a ser inexplicável, é um até agora desimportante Rocha Loures.

Mas Temer sabe a relevância da ligação e do relacionamento. Tanto que assim que ele foi preso, entrou no avião presidenciável (já estava na porta ) foi para SP. E teve uma reunião de 4 horas com seu advogado. O mesmo que quando seu cliente foi intimado a depor pelo Ministro Fachin, consolou-o: "Você não vai depor". Ontem, sua disposição era quase indisposição. E discretamente chegou a pronunciar a palavra renuncia.

Tudo já poderia estar resolvido desde a madrugada da reunião do presidente com um criminoso nos porões do palácio com criminosos parceiros. Todo o drama agravado  por causa da mediocridade ambiente. E da ambição ainda mais medíocre, de personagens que querem habitar (ou voltar a habitar) o Planalto por pouco tempo que seja.

Temer está resistindo não por convicção. E sim pela constatação de que o pós Temer será tão ruim quanto esses 12 meses roubados do povo.Temer, pior do  que Dilma. O vazio de outra interinidade, assustador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário