Titular: Helio Fernandes Editoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 6 de junho de 2019

O CAPITÃO RECEBE INDEVIDAMENTE
DO EXERCITO

HELIO FERNANDES

Acusado de sonegação de imposto de renda, publicou o que recebe, o que
declara e o que paga. No total, incluído o que recebe como
aposentadoria do Exercito. Mas não diz o total. (Na verbalização
militar, não existe aposentadoria. O oficial passa para a reserva,
depois de uma longa carreira regulamentar).

Isso não aconteceu com Bolsonaro. Como capitão, e por tanto muito
jovem, foi EXPULSO. E quando saiu, acrescentaram: "Proibido de
freqüentar quartéis".

Ha 30 anos, com total exclusividade, publiquei na Tribuna da Imprensa,
na INTEGRA, o decreto de expulsão de Bolsonaro. (Antes de escrever esta
nota esclarecedora, revi no arquivo o "furo" espetacular da época).
PS- Assim, seja qual for à importância que receba, Bolsonaro está
praticando usurpação financeira.
 
DUAS IRREGULARIDADES, AMBAS REFERENTES A VENEZUELA
 
Maduro, presidente com eleição fraudada está prendendo
indiscriminadamente. E segundo denuncias repetidas, muita gente está
sendo assassinada na prisão.
 
A fotografia da sua administração: inflação incontrolada e
incontrolável, já na casa dos milhões. E Maduro está sendo abandonado
pelos mais íntimos. Um repórter americano, fez entrevista-reportagem
com Maduro e gente do povo, comendo do lixo, horripilante.
 
O material foi apreendido, (o repórter preso durante uma semana) e a
reportagem proibida guardada no gabinete do próprio Maduro. "VAZOU",
foi entregue ao repórter, que vai publicá-la nos EUA.
 
O que coloquei no título, "duas irregularidades", uma de lá pra cá,
outra daqui para lá.
 
1- Guaidó, presidente dele mesmo, mandou uma embaixadora para o Brasil.
 
2- Sabendo que era ilegal e irregular, Bolsonaro recebeu-a 
e credenciou-a.
 
GUEDES: OUTRA MARATONA DE FRASES PLANEJADAS 
SOBRE PREVIDÊNCIA
 
È a quinta vez que vai a Câmara. CCJ e plenário. Adora ir, falar e
despejar conceitos rigorosamente vazios. Tem memória fantástica, o
tempo mínimo para ele, oscila entre 7 e 8 horas. Fala com enorme
velocidade, deixa a impressão de uma sabedoria extrema, que nem
precisa raciocinar. E quase todos acreditam.
 
Tem predileção por recitar as mesmas frases com outras palavras,
nenhuma delas com algum significado. Basta analisar uma por uma, o que
sobra é o vazio, o imponderável, longe do construtivo ou positivo.
 
"Se a reforma for aprovada, vai colocar o país para andar". Isso é uma
utopia enclausurada, afirmação que deveria ser informação, libertada
pela credibilidade. Que é o que falta nos discursos do ministro. Logo
adiante:  "Com reforma, investimentos virão". Nem ele acredita. Na
primeira viagem, (a Davos) levou malas de documentos sobre empresas
do governo, que segundo ele, "são 400 e podem ser privatizadas".
 
Ninguém se interessou. Quando tomou posse, discursou:  "Conseguiremos
800 BILHÕES, ( perto do trilhão da sua predileção) até agora nada.
"A reforma servirá e libertará as futuras gerações, nossos filhos e
netos". Fala,fala,fala. O que está sempre distante, é o fato, fato,
fato. Num descuido dos deputados: "Vamos ACELERAR as
privatizações".Como acelerar o que nem COMEÇOU?"
 
Respondendo a um deputado do DEM: "Vou trabalhar FERVOROSAMENTE 
Pela descentralização que é o que serve á democracia". È o obvio e insiste
nisso em outra pergunta: "Temos até o fim do ano para apresentar
resultados". E o projeto dos 10 anos, foi "suicidado?"
 
Outra divagação sem nenhuma base: "A CAPITALIZAÇÃO proporcionaria, um
CHOQUE DE EMPREGO". Foi sabedoria colocar no condicional, pois a
CAPITALIZAÇÃO será vetada, praticamente por maioria absoluta.
 
Com 6 horas de debate, o cenário quase vazio, vários deputados
concordam e colocam surpreendentemente  uma verdade que estava
presente e poucos percebiam ou revelavam. Era isto, rigorosamente
verdadeiro:  "Ministro, o que nos assusta e preocupa, é que o senhor
transforme a Nova Previdência, numa PANACEIA para todos os males,
enquanto o pais está completamente parado. Por favor, cuide também da
Educação, do desemprego e do "Minha casa, Minha Vida".
 
Se já não estivesse no fim, teriam sido aplaudidos.
 
Minha convicção não foi abalada. A CAPITALIZAÇÃO será fulminada, 
mas o projeto será aprovado.
 
Parodiando o presidente Epitácio Pessoa, em 1922, diante dos "18 do
Forte: "Tanta bravura para uma causa inglória". Isso se ajusta muito
bem a Paulo Guedes: "Ganha a VOTAÇÃO e será derrotadíssimo na
TRAMATIZAÇÃO
 
NEYMAR TEM QUE PROCURAR OUTRA PROFISSÃO
 
Jogador de futebol não dá mais. Dentro e fora do campo. Contra o
Catar, antes dos 10 minutos, sofreu 3 faltas violentíssimas. Alguns
adversários sabem que os juízes não farão nada.
 
Logo depois era ele que saia do jogo com a violência não coincidência.
Fora do campo, problemas e mais problemas. Pode ser um jogador
extraordinário e ficar sem clube e sem patrocinador.
 
COM O PAÍS FALINDO,SEM INVESTIMENTO,DESENVOLVIMENTO, 
CRESCIMENTO,  O CAPITÃO CUIDA DOS INFRATORES 
DO TRÂNSITO
 
Principalmente dos reincidentes. Sem estudo, sem conhecimento, sem
consultar ou conversar com especialistas que dominam o assunto, manda
para a Câmara um projeto que altera totalmente as regras do transito.
 
Que atinge ou ameaça praticamente toda a população.
 
Direta ou indiretamente, quem está dirigindo ou simplesmente
TRANSITANDO, qualquer que seja o meio de transporte.
 
Cm o maior desprezo, cancela a multa dos que desrespeitam a lei, e
levam crianças sem as obrigatórias "cadeirinhas". Ignora, ou mais
grave, desconhece, o estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde),
fartamente publicada no mundo: "As cadeirinhas reforçam a segurança e
evitam 60% de mortes de crianças".
 
O decreto concede privilégios a infratores, é um verdadeiro tratado de
aumento da irresponsabilidade. A começar pelo próprio capitão. Que
enquanto escrevo, está discursando na Argentina, internaciolizando seu
primarismo e suas tolices.
 
75 ANOS DO DIA D
 
Na Normandia, a maior batalha de toda a História. Forças de terra, mar
e ar. Praticamente acabou com a guerra. Agora, presidentes e Primeiros
de 16 países, se reuniram para lembrar a data. E fecharam um acordo
para o futuro, relembrando o passado.
 
Textual: "Temos que evitar e impedir que aconteça novamente esse
HORROR da guerra mundial". Presentes (e concordando) o presidente dos
EUA, e a Rainha da Inglaterra. Esta discursou lembrando a participação
(nos bastidores) da sua geração.
 
Ela inclusive, com 18 anos,  teve varias participações, até mesmo 
como motorista.
 
O STF CONTINUA O JULGAMENTO: SE ESTATAIS PODEM SER
PRIVATIZADAS SEM AUTORIZAÇÃO LEGISLATIVA
 
No primeiro dia votaram só 4 ministros, empate de 2 a 2.
 
Ontem votaram os outros 7 ministros. Alguns, com muitas ressalvas.
Fux, Gilmar, Marco Aurelio levaram  o resultado para 6 a 3. Não podendo
mais ser alterado, o Congresso não será ouvido. A decisão é tumultuada
e provocará polemica.
 
Especialistas diziam ao repórter logo depois: "Como algumas estatais
têm ações negociadas, a reação da Bovespa pode ser contraditória,
provocando venda ou compra mais acentuada".
 
Quem vibrou com o resultado foi o Ministro Guedes. Antes da posse,
garantiu: "Vou privatizar 400 estatais e arrecadar 800 BILHÕES". Vai
depender da licitação. E muita interpretação.
 
NOTA FINAL SOBRE O STF
 
Com a sessão encerrada, (surpresa, depois das 20 horas) Dias Toffoli
anunciou o placar, pelo que chamou de "VOTO MÉDIO", dividido em 3
partes.
 
Foi interrompido pelo advogado da Petrobras, que falava sem
autorização dele. Foi autorizado VERBALMENTE

pelo relator, Lewandowski.

Nenhum comentário:

Postar um comentário