Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quarta-feira, 4 de abril de 2018

III - EXCLUSIVO - STF
PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA

O SURPREENDIDO E SURPREENDENTE STF

HELIO FERNANDES

Normalmente, as sessões do plenário do STF, são exibições de intolerância, onipotência, imprudência, até mesmo incoerência. Hoje começou bem. A sessão foi aberta ás 14 horas, ás 14,02 o relator, ministro Fachin já começava a ler uma parte do seu voto. Ele já pedira a prisão de Lula, mas recorreu para o pleno. A sessão de hoje só aconteceu pelo espírito democrático dele.

Mas logo desandou. Mesmo pelo velho, enferrujado e ultrapassado regimento interno, deveria falar o ministro mais recente. Mas Gilmar Mendes pulou na arena, gritou, "preciso antecipar meu voto", e sem protesto ou explicação começou a votar. Essa antecipação durou 1 hora e 16minutos, inúteis e desnecessários, só mostrou que não tem credibilidade ou convicção. Quando o STJ aprovou a prisão em segunda instancia, o sexto voto foi dele. Hoje mudou totalmente de comportamento, contra a prisão. Votou e foi logo embora.

Aproveitando  que eram 16 horas em ponto, Carmen Lucia pediu intervalo. Normalmente eu criticaria a presidente. Mas ninguém suporta 1 hora e 16 minutos do mais completo "besteirol". 45 minutos depois foi reaberta, com a palavra cronologicamente correta com Alexandre de Moraes. Cronologicamente, usou apenas 29 minutos, a favor da prisão, ele acredita que contra Lula é melhor para Temer, presidente corrupto e usurpador.

O quarto a votar,foi Luz Roberto Barroso, desnecessariamente longo.Gastou uma hora e 9 minutos, para fazer 3 a 1 pela prisão em segunda instancia.Tem que tirar desse total, 5 minutos de 2 apartes inúteis de Dias Toffoli.Barroso tem capacidade para votar como votou, usando 15 ou 20 minutos. Aliás,previsíveis, seu voto estava entre os certos a favor da prisão.

(São 19 horas, faltam votar 7 ministros. Avançamos para bem tarde da noite, ou o julgamento fica para o dia seguinte. Aliás, esse foi o titulo da minha matéria, publicada ás 14 horas. Lula continua assistindo o  julgamento ao lado da presidentA Dilma).

Neste momento, o voto mais esperado e até controverso, de Rosa Weber. Discreta, falaria da mesma  forma, com ou  sem televisão. Não faz concessão nem corteja a popularidade em troca de modificação de convicção. È um prazer acompanhar seu voto.

Depois de solida argumentação de 37 minutos, Rosa Weber pronuncia suas palavras, "acompanho o relator". Cansada, compenetrada, satisfeita, é cumprimentada.

PS- 19,40, Carmen Lucia  faz um novo intervalo. Faltam votar 6 ministros.
PS2- Tudo pode acontecer, inclusive o obvio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário