Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 22 de abril de 2018



BOLSONARO, BARBOSA, MEIRELLES, DISPUTAM ACIRRADAMENTE NO TERCEIRO TURNO

HELIO FERNANDES

Inesperada e insensatamente, voltamos á Primeira Republica. Escolha presidencial em circuito fechado, um único partido, o Republicano,  que dominava tudo. Tomando posse como Ministro da Fazenda, Rui Barbosa pronunciou um libelo terrível sobre a situação brasileira. Textual: "A Revolução Industrial da Inglaterra (Manchester) já tem mais de 100 anos e o Brasil continua um país ESSENCIALMENTE AGRICOLA".

O recado era para os paulistas, os "barões do café", que enriqueciam cada vez mais, enquanto o país empobrecia. População pequena, mais de 80% de analfabetos, o povo não sabia de nada, nem deixavam que soubesse. Esse sistema ou regime durou até 1930. Rui Barbosa, sempre considerado o maior brasileiro vivo, foi candidato a presidente 4 vezes. Duas desistiu, em outras duas foi derrotado.

Entramos então na fase das ditaduras, intercaladas, uma de 15 anos, outra de 21. Penosa e desesperadamente, chegamos a 1989, a primeira eleição realmente direta. Era a chamada e tão esperada e esperançada redemocratização. Durou pouco. De impeachment em impeachment, chegamos ao fundo do poço, estamos mergulhados nele, na corrupção e na cumplicidade da usurpação.

Em 1989, 9 candidatos, o que havia de melhor. Agora, outra vez 9 candidatos, o que ha de pior. Desses 9, nenhum preparado para exercer a presidência. Os 3 que citei no titulo, não ganham de jeito  algum. Se ganharem e governarem, será a catástrofe anunciada. Contraditoriamente são os que mais trabalham, direta e indiretamente.

Bolsonaro não é um candidato, é uma ameaça de ditadura. Vai governar autoritariamente. Se for eleito, tentará manter as instituições aparentemente funcionando, mas dominadas drasticamente por ele. Se não conseguir, instalará mais uma ditadura, que é representada pelo seu perfil atrabiliario. Eleição com um tipo como Bolsonaro candidato, é uma vergonha.

Joaquim Barbosa é candidato dele mesmo, desde o inicio. Mas com sua formação, de preguiçoso, negligente, que não gosta de trabalhar, foi tergiversando , se escondendo, fingindo, o que faz de melhor. A  partir da semana passada, apareceu em publico com afirmações casuísticas, que citarei sem aspas, foram publicas.

Não sou candidato, AINDA.

Não consigo me convencer que devo ser candidato.

Tenta se filiar ao Partido da Justiça, o que é isso?

Conversa com representantes do PSB, diz que não se entende com o Partido Socialista. Mas o PSB também não se encontrou com o socialismo.

Joaquim é candidatissimo, sem programa e  sem futuro.

E finalmente, o corrupto e incompetente Meirelles. Espalha que será "eleito pelo mercado". Precisa explicar os 180 milhões que recebeu dos bandidos Batista, quando comandou o Conselho da empresa roubalheira.

PS- Isto é apenas o inicio da análise.

O INSUBSTITUÍVEL PEDRO PARENTE

De insignificante e participante do  comprometido e corrupto  governo FHC, subitamente, passou a acumular cargos importantes. No governo e fora dele. 18 anos depois de participar do retrocesso de 8 anos em 8 de FHC, foi indicado por ele para presidente da Petrobras. Não tinha credenciais, competência e conhecimento do setor. Mas foi logo nomeado.

Ninguém  sabia que ocupava o cargo de Chefe do conselho de Administração da Bovespa. Contou a Temer, pediu que queria manter o cargo na Bovespa, acumulando, uma visível quebra de ética. O presidente corrupto e usurpador aceitou. Fui o único a reprovar a concordância inédita, os cargos tem visíveis ligações comprometedoras.

Agora, o tumultuado empresário que é Abílio Diniz, convidou Parente para assumir o comando do importante Conselho da sua empresa. Parente aceitou logo, falta à ratificação. Diniz é empresário importante, mas só sabe trabalhar em guerra. E agora, alem do grupo francês, começa a ser combatido ferreamente pelos mais poderosos Fundos de Pensão.

O que Abílio  quer de Parente: que seja o negociador de um grande acordo. Isso pressupõe concessões e lá se vai mais uma vez a ética. È ilegal, ilegítima, inaceitável. E um fato que precisa de explicação.

Como é que Parente encontra ou encontrará  tempo, para ocupar os 3 cargos, em lugares inteiramente diferentes, e que exigem sua presença e participação?

OS - Parente já colocou a Petrobras, na  Comissão de Desestatização. Criada por FHC.

PS2 - Tenho insistido. Como essa Comissão praticou crimes de lesa - pátria, eles não PRESCREVEM.

4 comentários:

  1. Angelo Cataldo18 de abril de 2018 16:28
    Prezado jornalista Hélio Fernandes, admiro sua forma e a coragem, me intriga sua defesa parcial ou total de Lula. Foi lulista e petista durante minha juventude, corri da Polícia nos comícios de Wladimir Palmeira na Cinelândia, fiquei decepcionado e me senti traído já no primeiro mandato de Lula, quando não cumpriu as promessas de auditoria na dívida externa e da privatização, todas as promessas foram parar no lixo, me senti um idiota quando do mensalão.
    O PT e Lula erraram muito, se afastando da filosofia que defenderam por mais de vinte anos, se associaram a escória do PMDB e a tudo que existe de podre na política para governar este País, ao tempo que se corrompiam deixaram que outros continuassem a roubar desde que pudessem colocar em prática seus planos de governar o País por vinte anos, ou mais.
    Lula sabia de tudo e permitiu que acontecesse, assim como é claro que a direita se uniu e o expulsou do poder dando um golpe, apesar de tudo o senhor o defende porquê? Gostaria de entender, pois é claro que eu posso estar enganado e o senhor também.
    Lula elevou os sindicatos a gestores de fundos de pensão e da própria Petrobras, um desastre, um absurdo impensável, quase faliram tudo, misturaram incompetência com corrupção e subserviência a gestão sindicalista acabou com a Petrobras, com a Petros e com todos os fundos de pensão das estatais, os rombos milionários hoje na mídia, foram causados por gestores indicados pelo presidente a pedido das centrais sindicais.
    Lula elevou o sindicalismo aos céus e o enterrou junto com sua trajetória, os trabalhadores tem pavor dos sindicatos, levaremos décadas para recuperar a credibilidade dessas instituições, para chegarmos onde estávamos antes de Lula presidente.
    Mesmo sabendo que há uma conspiração de direita para enterrar Lula e a esquerda, é certo que a esquerda se perdeu e que não existe um único líder que possa fazer frente a essa bandalheira da direita, usurpadora e corrupta, avida por lucro e sem sensibilidade social. Assim como não há um líder de direita que mereça credibilidade para que os traídos e oprimidos possam ter esperança de um Brasil melhor e sem corrupção.
    Reforma política, tributaria, judiciaria, já, acabar com o foro privilegiado em todos os níveis e prender os criminosos em primeira instancia, precisamos para de pisotear, roubar e espoliar, o povo brasileiro, que paga quase 40% de impostos sem direito a nada. O judiciário protege o Legislativo e este ao judiciário nós pagamos a conta.
    Precisamos de um líder, nacionalista e honesto. O povo brasileiro precisa passar de espectador a ator nesse drama/comédia os políticos devem responder por seus atos criminosos, política não é profissão, políticos devem se aposentar por conta da profissão que exercem, reeleição?? de jeito algum, proibir em todos os níveis, políticos precisam trabalhar, acabar definitivamente com o foro e com os demais privilégios ou jamais teremos um pais justo e desenvolvido, seremos sempre um pais de castas, mesmo não sendo a Índia.
    Agradeço sua atenção e resposta, espero que o senhor olhe os rombos e os roubos praticados nos fundos de pensões de todas as estatais, em particular a Petros, muitos aposentados estão doentes e não tem sequer como pagar um déficit criado por Pedro Parente e seu indicado Walter Mendes presidente da Petros. Estão extorquindo até quarenta por cento dos aposentados em um plano de equacionamento que engloba dívida da Petrobras, plano jamais auditado e aprovado por seus conselhos, mas com a complacência da PREVIC, SEST, Petrobras e o Governo Federal.
    Atenciosamente, Angelo Cataldo

    ResponderExcluir
  2. Angelo Cataldo18 de abril de 2018 16:28
    Prezado jornalista Hélio Fernandes, admiro sua forma e a coragem, me intriga sua defesa parcial ou total de Lula. Foi lulista e petista durante minha juventude, corri da Polícia nos comícios de Wladimir Palmeira na Cinelândia, fiquei decepcionado e me senti traído já no primeiro mandato de Lula, quando não cumpriu as promessas de auditoria na dívida externa e da privatização, todas as promessas foram parar no lixo, me senti um idiota quando do mensalão.
    O PT e Lula erraram muito, se afastando da filosofia que defenderam por mais de vinte anos, se associaram a escória do PMDB e a tudo que existe de podre na política para governar este País, ao tempo que se corrompiam deixaram que outros continuassem a roubar desde que pudessem colocar em prática seus planos de governar o País por vinte anos, ou mais.
    Lula sabia de tudo e permitiu que acontecesse, assim como é claro que a direita se uniu e o expulsou do poder dando um golpe, apesar de tudo o senhor o defende porquê? Gostaria de entender, pois é claro que eu posso estar enganado e o senhor também.
    Lula elevou os sindicatos a gestores de fundos de pensão e da própria Petrobras, um desastre, um absurdo impensável, quase faliram tudo, misturaram incompetência com corrupção e subserviência a gestão sindicalista acabou com a Petrobras, com a Petros e com todos os fundos de pensão das estatais, os rombos milionários hoje na mídia, foram causados por gestores indicados pelo presidente a pedido das centrais sindicais.
    Lula elevou o sindicalismo aos céus e o enterrou junto com sua trajetória, os trabalhadores tem pavor dos sindicatos, levaremos décadas para recuperar a credibilidade dessas instituições, para chegarmos onde estávamos antes de Lula presidente.
    Mesmo sabendo que há uma conspiração de direita para enterrar Lula e a esquerda, é certo que a esquerda se perdeu e que não existe um único líder que possa fazer frente a essa bandalheira da direita, usurpadora e corrupta, avida por lucro e sem sensibilidade social. Assim como não há um líder de direita que mereça credibilidade para que os traídos e oprimidos possam ter esperança de um Brasil melhor e sem corrupção.
    Reforma política, tributaria, judiciaria, já, acabar com o foro privilegiado em todos os níveis e prender os criminosos em primeira instancia, precisamos para de pisotear, roubar e espoliar, o povo brasileiro, que paga quase 40% de impostos sem direito a nada. O judiciário protege o Legislativo e este ao judiciário nós pagamos a conta.
    Precisamos de um líder, nacionalista e honesto. O povo brasileiro precisa passar de espectador a ator nesse drama/comédia os políticos devem responder por seus atos criminosos, política não é profissão, políticos devem se aposentar por conta da profissão que exercem, reeleição?? de jeito algum, proibir em todos os níveis, políticos precisam trabalhar, acabar definitivamente com o foro e com os demais privilégios ou jamais teremos um pais justo e desenvolvido, seremos sempre um pais de castas, mesmo não sendo a Índia.
    Agradeço sua atenção e resposta, espero que o senhor olhe os rombos e os roubos praticados nos fundos de pensões de todas as estatais, em particular a Petros, muitos aposentados estão doentes e não tem sequer como pagar um déficit criado por Pedro Parente e seu indicado Walter Mendes presidente da Petros. Estão extorquindo até quarenta por cento dos aposentados em um plano de equacionamento que engloba dívida da Petrobras, plano jamais auditado e aprovado por seus conselhos, mas com a complacência da PREVIC, SEST, Petrobras e o Governo Federal.
    Atenciosamente, Angelo Cataldo

    ResponderExcluir
  3. E qual sua opinião sobre Ciro Gomes?

    ResponderExcluir
  4. Corrigindo, todos sabem o que o repórter sempre disse: FHC retrocesso de 80 anos em 8.

    ResponderExcluir