Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

segunda-feira, 23 de abril de 2018


A FARSA DO FARSANTE CORRUPTO E USURPADOR, NUMA AUTOBIOGRAFIA DOS ÚLTIMOS 2 ANOS

HELIO FERNANDES

A frase mentirosa, desavergonhada, totalmente fora da realidade, e ainda mais grave, pronunciada em horário oficial, festejando a data histórica, (duplamente) do 21 de abril.Textual:" Ninguém fez tanto quanto eu, num período tão curto". Inacreditável.

Se eu não conhecesse tão bem o personagem, sua ignorância histórica  e intelectual (ignorância congênita e adquirida), acreditaria que estaria querendo homenagear Churchill, por sua frase genial a respeito dos que realmente impediram que o mundo fosse dominado pelo "Reich dos mil anos".

Churchill era um frasista soberbo, mas nesta se superou totalmente: "Nunca na historia do mundo, tantos ficaram devendo tanto a tão poucos". Churchil bebia, jogava e fumava, escreveu vários livros de grande sucesso. Mas nada tão incisivo, definitivo e esclarecedor quanto á forma e o conteúdo dessa frase.

O que Temer coloca no seu acervo de realizações, é uma coletânea de traições, deslealdades, indignidades. Com uma conspiração parlamentar corrupta e desabonadora, abandonou a vice "decorativa", passou a  "presidente" inútil, sem autoridade, respeitabilidade, credibilidade, dignidade pessoal, política  ou eleitoral.

O  que Temer poderia ter dito, sem contestação: "Nunca em tão pouco tempo, um presidente no poder, acumulou tantas acusações de corrupção. Pior ainda, de propineiro. Não tem como se salvar, estranhamente não pode ser preso e deixar o Poder. O país inteiro tem que esperar o primeiro dia de 2019, quando acaba o mandato usurpado.

OS - Para tentar preservar a liberdade, disputa a reeleição em outubro, não demora.

PS2- Duas incongruências, uma verbal, a outra, eleitoral. Como não se elegeu, não pode se reeleger. No voto, não aparece em nenhuma pesquisa.

A DEGRADAÇÂO DE AÉCIO NEVES A DECEPÇÃO QUE TERIA O AVÔ

Venho acompanhando sua vida pessoal, entrelaçada com a carreira política, desde 1985. Tinha 25 anos, quando aconteceu o jantar histórico que ofereci a Tancredo uma semana depois da sua eleição.

Parecia que o homenageado era o neto e não o avô. Todos queriam cortejá-lo, acariciá-lo, consagrá-lo como o futuro. E teve tudo para empolgar o avô, que o admirava intensamente.

Em 2004, com 44 anos, mostrou ao PSDB, que seu objetivo era ser presidente. Disseram que era muito moço, em 2006 a vez era do governador de SP. Em 2010, indicaram o repetente derrotado, José Serra. Aécio ficou esperando, fez uma carreira paralela brilhante (presidente da Câmara, governador eleito e reeleito, senador em 2010), mas nada de presidente.

Finalmente chegou a sua vez em 2014, estava com 54 anos. Prestigiado, dava a impressão de que poderia vencer, chegou ao segundo turno.

Começou reação forte, publiquei no meu blog com total exclusividade: "Aécio recebeu diretamente 110 milhões, quase tudo empregado, em SP". Chegou perto de Dona Dilma, provocou um susto tremendo.

Foi a ultima noticia positiva a respeito de Aécio Neves. Alguns já o acusavam antes, de desvio pessoal. Mas a derrocada moral, ética, financeira, política, se transformou numa realidade conhecida, reconhecida, irrefutável. O candidato que levantava 110 milhões de um dia para outro, passou a recolher "mensalinho" de 50 mil.

E ainda mais grave, recebia pessoalmente das mãos sujas do maior criminoso empresarial (?), Joesley Batista. E aí não parou mais, até se transformar em réu do STF. Aécio não tem salvação, até Alckmin e o PSDB, não escondem a repulsa, querem ele longe da campanha.

Aviltante. Deprimente. Humilhante. Degradante. Revoltante. Se conseguir salvar a liberdade, uma sorte.

PS - Apenas uma comparação final. Com os mesmos 25 anos, Tancredo foi Ministro da Justiça em 1950 quando Vargas voltou ao poder, eleito pela primeira vez.

PS2-Tancredo, sem concessões, cumpriu toda a carreira. Senador, ministro novamente, governador. Até Primeiro Ministro numa eventualidade, para salvar a democracia.

PS3 - E chegou a presidente indireto, os órgãos de comunicação mais influentes, vetaram as "diretas, já". Por causa de 24 votos, não houve a eleição.

PS4 - A tragédia que abalou o país em 1985, não estava no calendário. Nem a posse de Sarney.

OS SALÁRIOS DE PEDRO PARENTE

È o  que mais me perguntam, cada vez com maior insistência: quanto ele recebe mensalmente? Impossível saber.

Por enquanto recebe duas vezes. Pela Petrobras e pela presidência do Conselho de Administração da Bovespa. Só que o importante é o conjunto, no  qual o fixo não é o preponderante.

È tudo o que ele quiser. Carro, motorista, bônus, os chamados penduricalhos, que assombram e revoltam os trabalhadores, que ganham misérias. Na Bovespa, Parente ganha comissão elevada. Além da falta de ética e dos "interesses cruzados", a prodigalidade dos recursos pagos.

Agora o terceiro emprego, ao mesmo tempo mina de ouro para ele, cargo praticamente impossível de ser ocupado por uma só pessoa, quanto mais por um personagem tão ocupado.

Parente foi convidado por Abílio Diniz, aceitou, precisa ser referendado. Aí não é salário e sim participação no que ele conquistar na guerra que Abílio mantém com os maiores Fundos de Pensão. Cada vez mais aguerridos para derrotar Abílio Diniz.

PS- Dizem que assim  que for aprovado como presidente do Conselho de Abílio Diniz, Parente deixará a presidência da Bolsa de Valores.

PS2 - Não consegui confirmar. Na Bolsa, "não sabemos de nada".

PS3 - O que pode ser ou não ser um fato. Que não melhora a posição do presidente da Petrobras.


Nenhum comentário:

Postar um comentário