Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Lula, desequilibrado entre o triplex e o sitio, Dona Dilma assustada com a delação da Andrade Gutierrez

HELIO FERNANDES

Depois de quase 1 ano, a situação do ex-presidente piorou visivelmente. De depoente a investigado, e ele mesmo se confundindo. Nos últimos 3 meses, depois do Natal, Ano Novo, recesso, carnaval, tudo irrefutável. O triplex é um tormento maior do que o próprio prédio, ele mesmo mostra desespero absoluto, não consegue desmentir nada. O sitio, devastador em matéria contra ele, impossível desmentir uma linha que seja.

Já ficaram provadas de forma insofismável: Lula fez 111 visitas a esse sitio "que não é dele". Lógico não são 111 dias, no mínimo 111 semanas, 3 ou 4 anos. Todos os equipamentos do sitio, os objetos de uso pessoal do ex- presidente, tem o seu estilo, gosto, prazer de viver, a sua marca indiscutível. Agora, o próprio Lula reconhece, é quase impossível desmentir tudo. Por que mentiu tanto?

E porque se aproveitar desses privilégios, oportunidades, vantagens, ilegitimidades, que bateram á sua porta, unicamente por ter sido presidente. Mas exatamente pelo fato de ter ocupado o cargo mais alto, devia ter resistido a tudo. A Constituição, muito justamente, determina para ex-presidentes, concessões que facilitam sua vida, cobrem suas necessidades, garantem obrigações. E a ética, a estética, a credibilidade? 

"Não existe no mundo, uma viva alma que seja mais honesta do que eu”. Os fatos estão demonstrando exatamente o contrario. Desde 2005 quando o deputado Roberto Jefferson contou a ele, pessoalmente, tudo o que acontecia e já era chamado de "mensalão", Lula escapou sempre. 10 anos. Chegará a 2018 ou terá chance em oportunidades não tão distantes?

Não queremos criminalizar o Lula, ele faz isso, melhor do que ninguém. Precisa recomendar mais cautela, categoria e competência aos que o defendem. Ruy Falcão: "Lula mora no coração do povo". Infelizmente "mora" ilegalmente, e não no coração das pessoas. Também gostaríamos. Senador Jorge Viana: "Vargas e Juscelino, os dois "LADRÂO," (textual e virtual) são exaltados". O senador está na obrigação de ir á tribuna e pedir desculpas. Não pedirá.

Dilma, "detesto e desprezo delator".

Com a delação aceita dos Executivos importantes da Andrade Gutierrez, o perigo chega perto. Desde outubro de 2015, querem contar o que sabem, não conseguiram. Agora feito o acordo estão em liberdade, vão depor. Isso contraria o que foi propalado (que palavra), que ficavam presos para delatarem. Já haviam confessado uma parte da roubalheira, devolveram 1 bilhão, sem o menor sofrimento.

Presidente e executivos da Andrade Gutierrez (a segunda maior empreiteira do país), sempre foram tidos como "ligados" ao Planalto. E os executivos citarão principalmente ministros da intimidade e confiança da presidentA. Preferência para o setor elétrico, Belo Monte e Angra. Aliás, sempre que se falava em Belo Monte, o nome de Dilma circulava junto. Existe muita expectativa a respeito desses depoimentos, surpreendentemente adiados ou recusados.

Recessão, inflação em alta, PIB em baixa, desemprego elevado, divida tresloucada.

Acabadas as festas, Natal, Ano Novo, recesso, carnaval, falta apenas a Semana Santa, com dezenas e dezenas de candidatos a Judas. Alguns podem se salvar, o que não acontecerá de jeito algum com o país. Em dezembro de 2015, escrevi que 2016 seria bastante pior. Está acontecendo, não precisaria muita sabedoria para essa constatação. O surpreendente é que os números manobrados pela cúpula do governo 
estejam tão desavisadamente contraditórios e disparatados.

O BC garantiu inflação em 4,5 por cento, o centro da meta, não atingida ha 12 anos. O Ministro da Fazenda, mais comedido, falou em 6,5 por cento, o teto da meta. Janeiro já fechou em 1,7 não aparece ninguém para retificação. Ratificação nem imaginar.

O desemprego cresce avidamente. Está acima de dois dígitos, para uma população de 200 milhões. Nos EUA, para 300 milhões de habitantes, 5 milhões de desempregados. Obama assumiu ha 7 anos, com 15 milhões de sem trabalho. O PIB, em 2015 estava em menos 3 por cento. O governo avisou que ficaria em menos 1, podendo fechar em "zero a zero". Pois está em menos 3,7, embora grandes bancos façam suas previsões circularem em menos 4 por cento. Nem otimismo ou pessimismo, a  dura e lamentável realidade.

Para fechar os índices, voltemos das festas com os números da divida publica. Com a redução sumaria do disponível para amortizar (apenas amortizar), os juros colossais, chegaremos facilmente a três trilhões. Como no momento a divida é de 2 bilhões e 800 milhões, e a media dos juros é de 10 por cento, façam os cálculos e chorem pelo futuro. E nova comparação com os EUA: eles também devem 3 trilhões. Mas a juros: incrivelmente baixos: entre 0 e 0,25.

Lula e o carnaval de Atibaia.

15 dias antes da abertura oficial dos festejos, o ex-presidente e a mulher, se preparavam, iriam para o sitio famoso. Como a cúpula do Instituto sabe tudo o que o ex-presidente faz, se reuniram. Como alertar que seria quase confissão? “Falaram timidamente com ele, a resposta pretendendo ser irônica: ”Já catalogaram 111 viagens, serão 112". Acabou não indo, Lula não é tão imune ou impune como parece.

Para confortá-lo combinaram campanha de defesa do ex-presidente. Ruy Falcão começou, quatro palavras: "Lula sofre perseguição política". Deve ser verdade, "não existe alma viva mais honesta do que Lula". Podia ser o titulo da autobiografia dele. Procuram o próximo personagem que tenha "chute forte". Difícil. Novamente Ruy Falcão: "Somos TODOS Lula". Devia ser, somos TOLOS, Lula.

O carnaval acabou a crise continua.

Vendo pela televisão o desfile maravilhoso das Escolas, lembrei da inauguração do Sambódromo. Atrasou, ficamos naquele vazio enorme, eu, Brizola e Francisco Julião, extraordinário personagem. O governador confessou: "Nunca fui muito ligado em carnaval, fui prefeito de Porto Alegre e depois governador do Rio Grande do Sul. Não havia televisão, carnaval só no Rio".
Deu uma parada, continuou: "Jamais passou pela minha cabeça, que depois de 15 anos de exílio, viria construir e inaugurar este Sambódromo". Julião comentou: "Não se aborreça, Brizola, você terá poucas oportunidades de favorecer e dar prazer a milhões de pessoas, diretamente do povo".

Pouco depois chegava Oscar Niemeyer. (Na época 77 anos, iria embora com 105). Excelente forma física, artística, estética. E mantendo o pleno domínio de uma das suas características mais geniais: a criatividade. Agora, 33 anos passados, o carnaval cada vez mais empolgante. Mas teria que surgir Dona Dilma, com sua forma degradante de desgovernar e desequilibrar o país.

HC praticou o retrocesso de 80 anos em 8. Dilma está com 50 anos em 5. Mas se deixarem, ela imita o sociólogo da incompetência e da imprudência. È impressionante a semelhança da genética e do DNA dos dois.
..............................................................................................................
Nossos leitores podem fazer comentários e se comunicar com os colunistas, 
através do: e-mail: blogheliofernandes@gmail.com
ESTA MATÉRIA PODE SER REPUBLICADA DESDE QUE CITADO O NOME DO AUTOR

Nenhum comentário:

Postar um comentário