Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Depois de 100 anos, a comunidade cientifica reconhece: Einstein foi um dos maiores gênios da Historia. 

HELIO FERNANDES

Sempre tiveram inveja e ciúme da sua competência, contestando seus trabalhos, sem nenhuma explicação para a contestação. È preciso lembrar que antes do trabalho agora reconhecido, 5 anos antes, assombrou o mundo, com o que chamou de Teoria Geral da Relatividade. Completando 30 anos de idade, descobriu e revelou ao mundo, o que sintetizou numa frase que poucos tinham capacidade para entender e aceitar. E não aceitando mesmo, até que se transformou em realidade irrespondível  e incontestável.

Ele mesmo sumarizou numa frase que sofreu enormes criticas: "A Energia é Igual á Massa, mais o Quadrado da Velocidade da Luz". Em números, rigorosamente simples:
"EMC2".

 Como não entenderam, não aceitaram e até desprezaram , não se lembraram. Passados anos, perto de 1930, já na véspera do que seria a terrível Segunda Guerra Mundial, o governo dos EUA autorizou testes com a bomba atômica, hoje rotineiramente chamados de Energia Nuclear. Designado para organizar o projeto, o engenheiro Philipe Hoppnheimer consultou o próprio Einstein. Este ficou assombrado, alertou para o que estavam fazendo irresponsavelmente.

Tendo combatido sempre as guerras, não foi ouvido, "viu" o que aconteceria, se recusou a colaborar , Oppnheimer começou os testes no Deserto de Los Alamos. Com 3 anos de trabalho, abandonou tudo,  ele mesmo aterrorizado. Continuaram, não chegou a ver os resultados, pouco tempo depois morreria de um câncer fulminante.

Em suma e sem alongamento: esse projeto teria o primeiro resultado aterrorizante, com as duas bombas atômicas que destruíram Hiroshima e Nagasaki. E criaram a corrida nuclear que hoje domina o mundo, todos os países querem possuir os artefatos nucleares de destruição, embora aproveitados de outra maneira, poderiam contribuir para o progresso e a prosperidade da humanidade.


5 anos depois da Teoria da Relatividade, Einstein lançava o que identificou como "ondas gravitacionais", já previstas na Teoria da Relatividade. Só que totalmente desenvolvidas. De tal maneira, que era impossível detecta – las, decodifica - las, fazer com que fossem compreensíveis. Conseguiram. Por isso precisaram de 100 anos. Publicadas em 1916 , só agora, em 2016, conseguiram decifrá-las. Afirmaram que é o maior "triunfo do futuro". Vendo as imagens vastamente mostradas pela televisão, a incompreensão se justifica plenamente.

E a pergunta obrigatória: os gênios nascem sabendo? Que professor poderia ensinar isso a Einstein ? Ou pelo menos "plantar" os fundamentos que ele desenvolveria ? 

Maduro "governa" a Venezuela, com a cumplicidade da Corte Suprema.

Chavez era arbitrário, mas pelo menos popular. Não praticava violências, a oposição era  sufocada, mas pelo menos se expressava. Precariamente, mas se  expressava. Precariamente nas ruas, mas não era assassinada ou presa arbitrariamente. Morreu, sua ausência foi chorada, sua substituição lamentada. Arrogante, prepotente, arbitrário, Maduro levou a Venezuela ao seu período mais calamitoso.

E perde eleição, o que não acontecia com Chavez. Na primeira eleição sem Chavez,  a oposição obteve dois terços do Parlamento. Maduro não reconhece. Sabendo que ia perder, demitiu todos os juízes da Corte  Suprema, foram substituídos por acólitos, subservientes, coadjuvantes, sem compromisso com a democracia ou a moralidade.

A situação do país é calamitosa. Não produz nada, tudo vem de fora, principalmente produto de alimentação,  indispensável .Daí o desabastecimento, com prateleiras vazias em shoppings e supermercados. Para produzir divisas, o país só tem petróleo (em quantidade) com receitas cinco vezes menores. Desespero inqualificável, inaceitável, improrrogável.

A economia do país é a pior possível. A inflação está em 700 por cento. Mas economistas de fora, dizem que esse número é apenas para começo de conversa. Comparem. O Brasil sofre com inflação de 11 por cento, imaginem a Venezuela, com 70 vezes maior. O mandato de Maduro vai até 2017, se chegar lá. Se chegar, será derrotado. Nos dois  casos, o que acontecerá ?

Hoje ,segunda, começa período tumultuado, com decisões altamente surpreendentes.

Aparentemente deve ser acelerado o processo de punição das empreiteiras corruptas e corruptoras. Deve começar pelos políticos poderosos que acreditavam na impunidade-imunidade, agora entraram na faixa do desespero. Entre deputados e senadores chegam a 50, todos convictos de que dificilmente escaparão. E acreditam na velocidade do processo. A partir de agora.

Tentam de todas as maneiras  conquistar ou  reconquistar aliados, que perderam por excesso de arrogância. A grande esperança: serem beneficiados pela "leniência" que está sendo mobilizada precisamente pela presidente Dilma. Muitos garantem que para favorecer a própria Dilma. Mesmo que esteja apenas assustada e não investigada, a atuação dela tem como objetivo favorecer de todas as maneiras as empreiteiras -
quadrilheiras.

Antes, esses acordos eram noticiados publicamente, tratados pela AGU e TCU, enquadrando duramente as quadrilheiras responsáveis pela maior roubalheira da nossa Historia.(E a segunda do mundo em volume de corrupção revelada por pesquisa internacional). Agora,  a presidente assumiu tudo, quer livrar as quadrilheiras empreiteiras.

Alguns dos itens que livram as 11 maiores empreiteiras-roubalheiras. Para começo de conversa, tudo será tratado e aprovado por Medida Provisória, rigorosamente inconstitucional.1- Empresas não podem ser punidas, não são automátas. 2- Não podendo sofrer punição, continuarão recebendo obras da Petrobras.(E de outras grandes contratantes publicas). 3- Se as empresas ficam impunes, diretores anteriores, de agora ou do futuro, também deixarão de responder por qualquer crime.

4- Não precisarão devolver nenhuma importância recebida por superfaturamento, propina ou corrupção. 5- Excluídos de todos  os delitos, que passariam apenas a "supostos", não haveria punição criminal. 6- Isso é formalmente garantido na MT vergonhosa.

7-Lógico, e compreensível, impossível de ser contestado. Se as empresas criminosas foram absolvidas sem julgamento, como condenar alguém? 8- Se não houve crime empresarial como condenar alguém por crime individual. 9 -Vinha sendo preparado, é um tiro mortal na lava-jato .10- A comunidade só pode ser defendida pelo Congresso, que receberá a Medida Provisória. Ou pelo Supremo, que fulminará  a decisão  se for aprovada no Congresso. (O que acredito, não acontecerá).

A presidente Dilma terá que refletir bastante. Se enviar a Medida Provisória, já estará passível de punição por violação da Constituição. Essa Medida Provisória, não se enquadra nem de longe no que foi criado e decidido pelo constituinte de 88. Se a Medida Provisória for votada pelo Congresso, Dilma será derrotada. E corre o risco de ser processada pelo Supremo, por Crime de Responsabilidade.

No artigo 85:" O presidente será julgado pelo Supremo nas ações penais". Artigo 86, parágrafo primeiro:"Nos crimes por ações penais, a ser julgado pelo Supremo, o presidente ficará afastado das funções.

O impeachment, por crime de responsabilidade, está todo regulamentado no artigo 86. A Camara por dois terços (342 votos), autoriza o julgamento, perante o Senado.

Morre um juiz da Suprema Corte dos EUA. Tumultua o relacionamento Democrata - Republicano.

Como lá são apenas 9 juízes e vitalícios,  as mortes ocorrem depois de grandes intervalos. No  Brasil  também  eram vitalícios até 1926, quando uma constituinte não convocada, reduziu os mandatos até 70 anos.O sistema de nomeação é o mesmo . O presidente indica, o senado aprova ou rejeita. Só que lá é para valer.

A primeira mulher levou 8 meses sendo investigada. O único negro só foi aprovado depois de quase 2 anos, fizeram até um filme. Ha mais ou menos 30 anos, a Suprema Corte ganhou importância relevante. 4 juízes identificados como progressistas, 4 como conservadores. As questões passaram a ser decididas pelo presidente, um 5 a 4 ocasional mas não fundamental.
O juiz que morreu ontem, de forma natural , era tido como conservador. Obama indicará  um progressista. Mas como os republicanos são maioria no Senado, vetarão. Ele mandará um segundo ou terceiro nome, também recusados. A não ser que mude a  ideologia do candidato. No primeiro mandato de Nixon, ele teve 3 nomes recusados.
Não insistiu.

Convidou para um almoço na Casa Branca, os presidentes dos Democratas e dos Republicanos e os lideres dos 2 partidos. No cafezinho, Nixon fez a proposta :os senhores indicam 3 nomes, escolho 1, que será aprovado .

O presidente do Partido Republicano não concordou,explicou:"Pela Constituição o senhor tem a prioridade.  Então o senhor manda uma lista com 7 nomes, devolvemos com 3 , qualquer um deles será aprovado". Assim foi feito.

Mas o clima hoje, inteiramente diferente. A expectativa è que a vaga demore a ser preenchida. Mas com 8 juízes, 4 progressistas e 3 conservadores, o máximo que o presidente da Corte consiga, será um empate.
..............................................................................................................
Nossos leitores podem fazer comentários e se comunicar com os colunistas, 
através do: e-mail: blogheliofernandes@gmail.com

ESTA MATÉRIA PODE SER REPUBLICADA DESDE QUE CITADO O NOME DO AUTOR

Nenhum comentário:

Postar um comentário