Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 29 de novembro de 2015

Fatos raros ou ignorados sobre Prestes

30.11.15
HELIO FERNANDES

Atendendo a pedido de Cícero Marino de Padua, que prepara trabalho para universidade dos EUA, faço esforço de memória para lembrar episódios que não estão nas biografias sobre a “Coluna Invicta escrita ha dezenas de anos”. Mas que deveriam constar obrigatoriamente do livro de Aarão Reis, historiador e ainda por cima comunista militante nos anos de chumbo, publicado este ano. 

E ainda mais grave a ausência na Historia escrita pela filha Anita Leocádia, está nas livrarias apenas ha três meses. Ela declarou que só iria escrever sobre o Prestes, líder comunista, não publicaria uma linha sobre a sua vida particular, é um direito como filha mas não como biografa e historiadora com outros quatro mestrados.

Alem do mais os fatos importantíssimos da vida sensacional do "Cavaleiro da Esperança", não podem ser esquecidos, foram vividos por ele, fazem parte, dos 60 anos que pertencem á historia. Como Anita Leocádia só foi conhecer o pai aos 46 anos, pode ser que a falha tenha sido da pesquisa. Tudo começou em 5 de julho de l922, um movimento heroico no Rio, contra o governo de Artur Bernardes, que ainda nem havia tomado posse. Alguns ficaram nas areias de Copacabana, praticamente deserta e isolada. O Tenente Eduardo Prado, com a barriga toda enfaixada, foi para o Hospital Central do Exercito.

O Presidente Epitácio Pessoa foi ao hospital, parou na cama do tenente, afirmou consternado: "Tanta bravura por uma causa inglória". O tenente puxou violentamente as faixas, morreu na hora. Desesperado, Epitácio Pessoa teve que ser socorrido. Anos mais tarde, nas "Memórias", confessou que o episodio foi inesquecível na vida dele.

Prestes só aparece na Historia em 5 de julho de l924, a comemoração dos 2 anos de l922. Está com 24 anos. O capitão mais jovem da historia do Exercito de todos os tempos. Começa então a imortalizada "Coluna Prestes", sem nenhum objetivo de Poder, vão para o norte, depois Paraná e Rio Grande do Sul, o governo e o poder ficam exatamente do lado oposto. Assumem um compromisso: assim que terminar o governo Bernardes, faltam 2 anos, deixam o território brasileiro, se internam no país mais próximo. Prestes inicialmente vai para a Bolívia.

Aqui, deixo a historia encadeada, que tem no mínimo 60 anos, passo a relatar fatos isolados, até mais importantes. E para melhor compreensão e facilidade, vou numera-los.

1- O próprio Prestes escreve diversas vezes, que custou a "ser" comunista. Em 1930 está em Montevidéu, é engenheiro, contratado para uma obra. Getulio fora derrotado para presidente, não pensa mais na Revolução. Mas Osvaldo Aranha e alguns tenentes retomam as negociações. Com o assassinato do governador da Paraíba, João Pessoa, (sobrinho do Presidente Epitácio) a Revolução vive ou revive.

2-Siqueira Campos, um dos maiores amigos de Prestes e João Alberto, que participou da "Coluna" inteira, vão a Montevidéu convidar Prestes para chefiar o movimento. “Pergunta imediata”. A revolução é comunista?”“. Assombro dos dois amigos, Prestes nem havia  se declarado comunista, ele mesmo conta que levou mais de 10 anos até se definir.

3-Resolvem ir embora, os dois pegam um avião Latacoera, de uma empresa chamada Condor. Levanta e cai logo. Siqueira Campos, campeão de natação do Exercito, se joga no mar, dois dias depois o que sobrou dele, é recolhido todo comido de peixes. João Alberto, que não sabia nadar, se agarra na asa do avião é salvo, fez carreira fantástica. Prestes sofreu muito com o acidente e a morte de Siqueira Campos. Não tinha nada a ver, não esqueceu o desastre. Ninguém publicou nada sobre o desastre e o sofrimento de Prestes. È impossível que não tenham sabido.

4-Em l932, sozinho, isolado, sem saber se já é comunista, embora escreva, "leio Marx dia e noite", viaja para a União Soviética, fica 3 anos em Moscou, Não acontece nada, em março de l935 consegue autorização para voltar ao Brasil e fazer a revolução comunista. A revolução fracassada, completou 80 anos na ultima sexta feira.

5- Com Prestes veio o alemão Harry Berger, segundo seu advogado Sobral Pinto , o homem mais torturado da historia do Brasil.  Preso num Regimento de Cavalaria não podia ficar sentado, em pé, deitado, enlouqueceu.  Com a anistia, de 1945, foi colocado num navio para Hamburgo, morreu 6 ou 7 anos depois, sem saber de nada.

6-Prestes foi preso em l936 levado para a Policia Central, o Chefe de Policia era o antigo tenente Felino Muller.  Expulso da coluna por covardia e até irregularidades com dinheiro da tropa, torturou Prestes psicologicamente, não tinha coragem de tortura-lo fisicamente. Levado para a Casa de Correção, julgado e condenado duas vezes, uma a l7 anos, outra a 40.

7-Ai aconteceu um fato assombroso, rigorosamente verdadeiro, mantido inédito por ordem do ditador Vargas. O Brasil não tinha relações diplomáticas ou comerciais com a União Soviética. Stalin mandou um alto elemento do Politburo, conversar com Vargas. Apenas um recado ou pedido. "Agora que somos aliados, não tem sentido manter preso o camarada Prestes”. Vargas respondeu que ia fazer consultas, chamou o Ministro da Justiça, deu ordens para transferir Prestes para a Penitenciaria da Frei Caneca.

Em pleno centro da cidade, num bairro residencial. Longe dos outros presos, construíram uma casa de madeira, 2 quartos e uma sala, cozinha e banheiro. E o mais importante: recebia visitas fartas, (e o que adorou mais) do que tudo: recebia os irmãos comunistas Pedro e Paulo Motta Lima, escritores e intelectuais como Caio Prado jr., Carlos Drummond de Andrade, e o que adorou mais ainda, recebia livros e jornais diários, nunca esteve de l94l a l945, na Casa de Correção como está no livro da filha. Enviava e recebia cartas, só faltava à liberdade.

8- Ficou nesse regime até março de l945, quando foi libertado. Duas decisões surpreendentes. -1- Lançou a constituinte com Vargas. 2-Fez um comício de mais de 100 mil pessoas no gramado e nas arquibancadas do Estádio do Vasco. Tratou assim: "vocês só pensam numa geladeira maior, num radio enorme". Ainda não havia televisão, tinham radio para ouvir as novelas da Radio Nacional. O povão saiu chorando.

Em 2 de dezembro desse mesmo 1945, derrubada a ditadura, houve a eleição com a mais estranha e  extravagante legislação. Todo cidadão podia se candidatar por 7 estados, simultaneamente. Prestes se elegeu deputado e senador pelo Distrito Federal. Tinha que optar lógico, preferiu o senado.  

10- Não se destacou, em l948 o Partido Comunista foi colocado na clandestinidade, soube pelo antigo advogado e depois grande amigo, Sobral Pinto estavam juntos quando Prestes voltou em l979. 

A ultima vez que estive com Prestes foi em Cuba, em l987, num seminário sobre divida externa. 61 brasileiros convidados, Lula e outras notabilidades. Só dois falaram: Prestes e este repórter. Escrever sobre Prestes, não ha tempo para terminar, mas fatos inéditos, difícil. Fiz o maior esforço para ajudar o trabalho de Cícero Marino Podia.

Aécio e Delcídio dominarão a semana

Depois de um longo e retumbante silencio, preservando o corrupto Eduardo Cunha, o presidente do PSDB, reaparece com estardalhaço. Contra quem? Tenta atingir o PT, pedindo a cassação do senador que está preso á disposição do Supremo. A corrupção do presidente da Câmara não tem nenhuma duvida, entrelaça dois países, do Brasil para a Suíça e vice versa. Isso não motiva nem Aécio nem o seu partido. 

Mas hoje ou amanhã o pedido da cassação estará no Conselho de Ética, demora um pouco por causa da burocracia, mas Delcídio não se salva, será enviado a Curitiba, objetivo fundamental e até único de Aécio.

Pesquisa Datafolha

Ha muito não aparecia pesquisa sobre a sucessão presidencial. Todas as justificativas, faltam 3 anos para a eleição, a não ser que a analise sirva (?) para uma data mais perto. Como não foi ressalvado, aceitemos que seja para 2018. Fizeram quatro levantamentos, em dois o vencedor é Aécio, em outros dois é Dona Marina.
Dona Marina vai para a terceira candidatura, continua sem chance, mas conserva a posição de "candidatura de renovação".

Aécio é presidente do partido, mas depende de São Paulo, ou mais especificamente de Serra e Alckmin. Serra é uma incógnita, mas Alckmin uma realidade. Todo o seu empenho ou trabalho de bastidores, é para que não haja eleição antecipada. Se houvesse, para se candidatar perderia um longo período de governador. 

Para 20l8 já tem acordo com o PSB, o Socialista de Eduardo Campos. Pode não ganhar, mas complica a vida de Aécio. Difícil mas não impossível, um acordo entre eles.

Com 3 anos de antecedência já consideram Lula liquidado, abandonado, derrotado. Não ha duvida: depois de Dona Dilma e até por causa dela, ninguém sofreu desgaste tão espantoso. Vem sendo cercado por todos os lados, a cada dia surge um novo personagem com supostas ligações espúrias com ele. Podem atingi-lo e retira-lo da disputa. Se depois de tudo que vem acontecendo, sobreviver, é no mínimo apressado ou até leviano, "derrota-lo" com tanta antecedência.

O futuro do banqueiro audacioso 

Ganhador de dinheiro por ambição e por saber aproveitar oportunidades, não apareceu como personagem da Lava jato por acaso. Farto de ganhar dinheiro, queria transformar tudo em Poder, com letra maiúscula e valendo muito mais do que a caixa volumosa mas de importância restrita. Por isso fez doações volumosas para os partidos, 9 milhões para um, 7 milhões para outro, 5 milhões para um terceiro. (O PSDB, do ínclito e combativo Aécio Neves, é o segundo (7 milhões) na hierarquia financeira das “doações de campanha”).
  
Confessou na prisão, "estou arrependido, voltarei aos negócios bancários, exclusivamente". Essa pode ser a sua vontade, mas não depende mais dele, nem adiantou contratar o advogado mais caro do Brasil que não conseguiu liberta-lo no Supremo . 

A revolta contra a corrupção 

Não se fala noutra coisa. Direta ou indiretamente. Expectativa sobre o que fará o Supremo. Mandou prende-lo, transferiu-o para uma penitenciaria comum, não tem foro privilegiado, pode ir para Curitiba. 

Enquanto só pensava em transformar dinheiro em Poder, gastou fortuna para comprar uma biografia, toda ditada por ele.  No momento é o grande assunto. Nas ruas, nos escritórios, nos bares e restaurantes, até nos estádios de futebol a reação é violenta. A corrupção não começou agora. Sempre existiu, mas depois da chamada redemocratização, atingiu o auge em toda a Historia.

FHC afirma todo dia, "só converso com o Lula quando ele se explicar". Ora, o próprio FH deve ao país, montanhas de explicações, desde que comprou a reeleição, pagando á vista, até os escândalos vastos e volumosos das "privatizações". Entregou empresas importantes, recebendo com o que chamei com ele presidente, de "moedas podres".

Na época, a Comissão de Desestatização, proporcionalmente deveria ter alcançado a importância, pelo menos dez vezes maior do que o mensal ao. Alem do mais, a reeleição comprada por FHC é a responsável pelo segundo mandato de Dona Dilma. Se continuasse a democrática alternância do poder, Dona Dilma teria ido embora, o substituto teria que encontrar uma solução.  Quem destruiu o país, obrigado a reconstruí-lo nos escombros, impossível.

Nos últimos anos, a corrupção atingiu níveis estarrecedores, inacreditáveis, inimagináveis. Não quero diminuir a culpa ou o estarrecimento diante de tanta roubalheira. Mas a síntese de tudo, pessoalmente, é a eleição e a permanência no cargo, de Eduardo Cunha. Mantido vergonhosamente, ao mesmo tempo, pelo governo e pela oposição, como o terceiro homem, na hierarquia do Poder. 

Não ha pessimismo ou otimismo, apenas a esperança na Lava jato e no judiciário, com letra maiúscula.
.........................................................................................................................................
Nossos leitores podem fazer comentários e se comunicar com os colunistas, através do e-mail: blogheliofernandes@gmail.com

As respostas serão publicadas aqui no rodapé das matérias. (NR).

Nenhum comentário:

Postar um comentário