Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Os fatos políticos em análise

01.12.15
FERNANDO CAMARA

 A prisão de um senador nas condições em que aconteceu a de Delcídio do Amaral (PT-MS) é um marco jurídico constitucional. As reações que sucederam os fatos se assemelham a um teatro de horrores. E, pelo andar da carruagem, muito ainda deve vir à tona. É inacreditável, entretanto, a resistência da presidente a essa avalanche de enxofre que vem se espalhando de Curitiba a Brasília.

Tanto Bumlai (e seu inseparável aposto “amigo de Lula”), quanto o banqueiro André Esteves e Delcídio não têm o perfil para aguentar muito tempo na prisão sem comprometer o establishment . Eles não têm o viés ideológico de José Dirceu ou Delúbio. O argumento de razões humanitárias ofertado por Delcídio diante dos agentes da PF soou risível. Principalmente porque, a essa altura do campeonato, eles já sabem que foram literalmente abandonados pela companheirada.

Sobre a prisão do Líder do Governo no Senado, Dilma não deu uma só palavra, nenhuma satisfação à população, como se nenhum compromisso tivesse com a escolha e com a atuação de seu liderado.

 Mensagem à Garcia

O senador falou, em depoimento à PF, que tinha informações de que o vice-presidente Michel Temer tinha relações próximas com o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada, também preso pela Lava Jato. Ele sabe muito bem que Temer não falava com o Zelada, sabe com quem ele manteve intimidades... Assim enviou recado direto ao vice de Dilma e a dois influentes, influentes e poderosos senadores.

O "Boa Praça"

Delcídio é tido como o senador "boa praça", aquele que está sempre de bem, e com sorrisos, voz empostada, acessível a todos, disposto a explicar exaustivamente o seu ponto de vista. Tem trânsito, é considerado boa fonte para a imprensa, sempre cuidadoso com o uso das palavras. Sua prisão no exercício do mandato deixou todos perplexos.

Enfermidade

Quando todos ouviram a gravação, identificaram a inconfundível voz do pantaneiro. Quando eu prestei atenção ao conteúdo do áudio constatei que o senador estava acometido de microcefalia (tem certeza que você quer brincar com algo tão grave quanto microcefalia?).

Delcídio Amaral nem sempre foi bem visto e bem quisto pelos seus pares do PT, e assim ficou com a alcunha de Pelicano, que é o resultado de Petista + Tucano.


Com a prisão de Delcídio são revelados com surpresas alguns fatos como as cópias das delações premiadas do Nestor e a do Fernando Baiano, o documento apreendido na casa de Diogo Ferreira, chefe de gabinete do senador. Um outro papel descreve uma manobra legislativa em que afirma que o deputado Eduardo Cunha recebeu R$ 45 milhões do BTG.

Onde está o dinheiro?

Estando Delcídio do Amaral preso e aparentemente sem saída, e sem respostas que convençam o seu não-envolvimento, restam várias perguntas a serem respondidas, dentre elas, onde está o dinheiro que o senador recebeu? Quanto?

Resposta rápida do STF

Tendo seus membros constrangedoramente citados, o STF respondeu rápido e prendeu o senador no exercício do mandato. Nem parece ser o mesmo Tribunal onde tramitam investigações e inquéritos sobre outros 180 parlamentares.

" Criminosos não passarão sobre a Constituição da República. O crime não vencerá a Justiça", disse a Ministra Carmen Lúcia. Creio que a ministra trabalha para não aumentar o número de processos parados...

Matuch - Crime Continuado e Inafiançável

Um senador exerce seu mandato 24 horas do dia e não lhe é permitido bravatear em nenhum segundo sequer. Assim, o que um senador fala, vale o tempo todo. Quando Delcídio ofereceu fuga a Nestor Cerveró, fez uma oferta em nome do Senador da República, e a oferta é um ato que não cessa. Com motivações a serem esclarecidas, cometeu um crime que é considerado continuado, em flagrante e inafiançável.

Resposta Rápida do Senado

O Senado paralisado pelos fatos respondeu rápido, concordou com a prisão, optou em não a arriscar a ouvir as possíveis manifestações no final de semana, votou! Votou olhando em direção às ruas pela janela. Pressão funcionou.

O PT de  Rui Falcão

 Diferente do que fez por José Dirceu e por João Vaccari, abandonou o senador e terminou provocando um mal estar no partido, uma vez que a bancada na Casa não foi consultada, tampouco o governo. E, abandonado, Delcídio provavalmente entregará alguns. Em seu primeiro depoimento, por exemplo, mencionou proximidade entre Dilma e Cerveró , se colocando à margem da indicação de Cerveró para a Petrobras.

PT no Senado

Articulados pelo senador Jorge Viana, senadores do PT votaram contra a prisão, as exceções foram Walter Pinheiro e Paulo Paim. Fatima Bezerra estava viajando.

Investigados

Lobão absteve-se, Collor votou contra. Jader foi contra o voto aberto e, após perder a questão, votou sim, a favor da prisão. Ivo Cassol, condenado a regime fechado, votou sim.

Conselho de Ética

O presidente do Conselho, senador João Alberto votou contra a prisão, o único do PMDB. Presidente do Conselho de Ética.

PMDB

Sim 17, não 1, abstenção 1. O resultado do PMDB, comparado ao do PT, indica que os dois partidos seguem caminhos opostos. Enquanto um foi fiel ao líder, o outro quis tirá-lo logo do colo, de forma a tentar deixar o “problema” Delcídio longe do Congresso.
 Quem Dilma escolherá para exercer a Liderança do Governo no Senado?

Ela está com dificuldades em escolher o líder, porque os petistas não querem. Alguns têm receio de virar alvo de denúncias. Além disso, o fato de o governo estar enfraquecido põe os líderes na obrigação de defender medidas impopulares e ver o nome associado ao desgaste governamental. O governo precisa urgente de um grupo de líderes que consiga dar corpo às votações, em especial do PLN 05, que altera a meta fiscal. Enquanto não houver votação, Dilma corre o risco de responder por crime de responsabilidade. E nada indica que será semana o governo conseguirá votar alguma coisa. 

André Esteves, vem mais por aí

BTG comprou a prazo 50% da Petrobras África, na gestão de Graça Foster, por U$ 1,5 bi. A avaliação da Cia era de U$ 6 bi. A negociação foi direta e não houve concorrentes. A Petrobras África tem campos de petróleo em Angola, Moçambique, Benin, Tunísia, Turquia e Nigéria. Só neste último, a produção é equivalente a R$ 1,2 bilhões por ano. Isto é, em três anos tem o investimento de volta. Na degravação do Delcídio, ele comprova a transação na página 38. E com a transformação da prisão dele de temporária em preventiva, é possível que ele acabe cobrando algo sobre isso. 

Bumlai

A prisão de José Carlos Bumlai, também conhecido como sendo o churrasqueiro do Lula, isto é, aquele que fazia os churrascos para o ex-presidente, ficou reduzida aos cerca de R$ 500 milhões de empréstimos não pagos ao BNDES, e aos empréstimos não pagos ao péssimo empresário Schahin, responsável pela construção da barragem que ruiu em Apertadinho/RO.


Corumbá, cidade de Bumlai e de Delcídio, entrou para o mapa. A tia do Cláudio que estudou na escola primária com o churrasqueiro, lembrou que ele frequentava as aulas, mas não levava os materiais nem os deveres. Usava os dos outros.

Camargo Correa

No acordo de leniência, a Construtora concordou em dedurar as outras construtoras e a pagar R$ 1 bilhão. Assim, perdeu os anéis, as sandálias (Havaianas), a Arroz Sem Sal, com 60 mil hectares, e negocia outras duas fazendas com 70 mil hectares cada. 

Eduardo Cunha

Prometeu à bancada da Agropecuária que resolveria os procedimentos de definição de tramitação do Impeachment.  Sem sossego, ele só pensava em como desarmar a bomba que está prestes a explodir no Conselho de Ética na terça-feira.


Até que o Sr. Diogo Ferreira o arrastou para um novo olho de furacão. O da MP 608 e de R$ 45 milhões. Agora, ele diz que é tudo armação. Já disse outras vezes e as afirmações ruíram. Se tem razão ou não, as investigações mostrarão. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário