Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

DESMARCADO DEPOIMENTOS DE CERVERÓ. ELE NÃO QUER DELAÇÃO, “SOU INOCENTE”. O BRASIL ESTA NO LIMITE DE OUTRO  APAGÃO. IMPORTOU 1% DA ARGENTINA, QUER OUTRO 1% DO PARAGUAI.

HELIO FERNANDES
23.01.15

As prisões da operação lava-jato começaram em março de 2014. Alvo principal: os executivos de 13 empreiteiras. Alguns usavam os títulos de “presidente”, “vice”, e por aí vai. Nenhum era verdadeiramente dono ou acionista majoritário. Recebiam salários majestosos e só.

Estava em plena mistificação de funcionamento, uma CPI mista sobre a Petrobras. Ex-presidentes, diretores e ex-diretores foram ouvidos “carinhosamente”. Voltavam para casa, não acontecia coisa alguma.

Dona Graça, presidente da Petrobras foi ouvida varias vezes, ia e voltava apenas para dar cobertura a amigos ou gente com quem tinha relacionamento. Apesar de todo o fantástico escândalo que aconteceu até mesmo com ela na presidência, a CPI não pediu sua demissão. E Dona Dilma sempre considerou publicamente: “A demissão de Graça Foster é desnecessária, ela não tem recurso nem para fazer uma cirurgia rápida no rosto”.

A CPI mista era farsa e fraude, pura proteção e protelação. Levou oito meses não chegaram a resultado algum. Perdão: o presidente dessa CPI, derrotado no seu estado, ganhou o cargo vitalício de Ministro do Tribunal de Contas da União.

O Ministério Público e a Policia Federal do Paraná, entraram com ação, junto com o Juiz Federal Moro, uma revelação. Começaram então as “delações premiadas”, os próprios representantes do Ministério Público, confessam: “Sem essa providencia, não teríamos avançado como avançamos”.

Mas consideram que ainda existe muita coisa que pode ser descoberta, provada e comprovada, com outros depoimentos. O ex-diretor de Abastecimento que foi ouvido várias vezes no Congresso, nunca disse nada importante.

Não teve nem o passaporte apreendido, viajou duas vezes, EUA e Inglaterra. Na volta desta segunda, foi preso e levado para o Paraná. Interrogado a primeira vez, nada interessante, Marcaram outro depoimento, eles mesmos á desmarcaram, “precisavam conversar com ele, mas longe de gravação”.

Acham que Cerveró, pressionado, pode apelar para a “delação”, que deu certo com outros. Só que Cerveró resiste, responde: “Sou completamente inocente, como é que vou me confessar culpado”. O Ministério Público não pretende liberta-lo, procura uma forma de ouvir e receber dados dilacerantes, sem incrimina-lo. Mas têm que se convencer da inocência.

Para terminar por hoje. A política de Brasília ficou alvoroçada com a prisão de Cerveró. Motivo principalmente muitas ligações com o Congresso, é intimo de senadores e deputados.

Era visto sempre na Câmara e no Senado. Se não falar a satisfação parlamentar será grande.

Cerveró já deixou bem claro: “Meu grande depoimento, seria sobre Pasadena, sei tudo sobre esse escândalo. Que iniciou os outros, com a Petrobras no centro. Nesse depoimento, eu seria contundente”.

O Ministério Público entendeu, mas não sabe o que fazer. E se perguntam, em sigilo mas embaraçados: “E se ele deixar em posição insustentável, exatamente quem ou alguém em quem estamos pensando” Acreditando que Cerveró se renderia, o  Ministério Público marcou depoimento de Cerveró para ontem, quinta-feira. Uma hora antes foram conversar com ele.

O ex-diretor da Petrobras se manteve intransigente, não tiveram outro jeito: desmarcaram o depoimento, frustrando dezenas e dezenas de jornalistas (repórteres e fotógrafos), que esperavam uma “bomba”. Por que o Ministério Público despreza ou não se interessa pelo escândalo de Pasadena, origem de tudo?

Os especialistas acertaram.

Enquanto Eduardo Braga, e os órgãos que controlam a energia, tentavam identificar o racionamento, como eventual, os técnicos foram pelo caminho certo. E disseram: “Não há nada de eventual, o Brasil está no limite em matéria de energia. O que aconteceu na segunda-feira, pode se repetir a qualquer momento”.

E não demorou para a confirmação. O Brasil, que já exportou energia para a Argentina, teve que importar. Foi 1 por cento, muita gente pode dizer: 1 por cento de que o Brasil todo consome, não é nada. Pelo contrário: essa importação mínima, mostra que o Brasil está mesmo no limite.

E os “controladores” correm a trás de mais energia, querem outro 1 por cento do Paraguai. É a prova de que um aumento pequeno que seja, na demanda, provocará outro apagão. E que atingirá não apenas 11 estados, mas o Brasil todo.

Não demora, o Ministro das Minas e Energia explicará publicamente: “Deus é mesmo brasileiro, foi ele que indicou o caminho da importação”. Demissão? Nem imaginar.
Para se ter uma ideia do risco, da incerteza e do susto para a população. Ontem, em Brasília, luxuosa riquíssima capital do país, aconteceram três apagões. Às 9 da manhã, ás 13, e ás 17,30.
E em mais cinco estados, bem longe uns dos outros também falta de energia. Em períodos alternados, e por tempo também desligados.
Portanto não é um apagão geral ou um racionamento, mas não é nada tranquilizador. Está a exigir uma explicação da presidente Dilma. Assim que chegar da Bolívia, hoje, sexta feira. Ainda que a complicação se agrave, como em 2001 no retrocesso de FHC, com o maior apagão.
PS- Parabéns a Dona Dilma que resolveu enfrentar a "bancada da bola". Os atletas que fundaram o "Bom Senso Futebol Clube", apresentaram propostas certíssimas, que justificavam o nome que deram á fundação. Foram recebidos pela presidente, conversaram, excelente repercussão.
PS2- A ideia: ajudar os clubes com suas dividas mirabolantes, mas teriam que fazer concessões, chamadas de contrapartida. Os lobistas do futebol souberam do encontro, entraram em campo.
PS3- Apresentaram projeto que só favorecia os clubes, votaram, aprovaram. Os quase 4 BI de dividas seriam parcelados em 20 anos, sem juros e sem contrapartida alguma.
PS4- Dona Dilma não hesitou, VETOU totalmente o projeto, VETO aplaudido por todos que consideram que os dirigentes matam os clubes e degradam a seleção, levando o povo ao desespero, essa é a paixão nacional.
PS5- Agora a presidente está formando uma comissão de especialistas e conhecedores dos meandros do futebol e do esporte em geral, para uma solução definitiva. Na Comissão, nenhum dirigente, nenhum membro da bancada da bola. Os que arruinaram o futebol, direta e indiretamente responsáveis pelo 7 a 1 inesquecíveis, entraram em desespero.
PS6- A FIESP já foi ou pelo menos se julgava, muito importante. Agora manda "parem as máquinas", temos notícias urgentes. Paulo Skaf receberá Helder Barbalho e Armando Monteiro, derrotados nas ultimas eleições.
Resposta.
Nilo Pontes, muito obrigado. Mas depois de 35 anos esperando a indenização de uma perseguição que durou 21 anos, só posso contar com a solidariedade de pessoas como você e tantos outros. Meu objetivo sempre foi pagar as dívidas com os funcionários e colocar a Tribuna de papel nas bancas e nas ruas, para continuar combatendo o bom combate, como dizia o Apostolo Paulo.
Que não foi o Primeiro Papa da Igreja Católica, exatamente por combater de mais. Foi preterido por Pedro, que era mais “compreensível”. Obrigado.
Edmar Vidal Silveira, obrigado pela participação na luta pela salvação e fortalecimento da Petrobras, Você e seus companheiros petroleiros, que se empenham a se empenharam em fazer da Petrobras a maior empresa do país, estão sofrendo mais do que todos, pois estão no circulo do terror, que esses biliardários criaram para a Petro.
E você faz muito bem de chama-los de “engomadinhos”. Só falta acrescentar duas palavras: corruptos e corruptores. Esperamos que terminem todos na cadeia, e a Petrobras recupere seu valor. Para ela, para voces trabalhadores e para o Brasil. Obrigado.
.......................................................................................................................................
Nossos leitores podem fazer comentários e se comunicar com o colunista, através do e-mail:
blogheliofernandes@gmail.com
As respostas serão publicadas aqui no rodapé das matérias. (NR)

Ao Helio.
O senhor acredita mesmo que com papo de CPI, num Congresso “vendilhão” e “sem vergonha” e “jogo de cena”, até o povo esquecer, e a imprensa direitista, os “bandidos” da nação vão pagar pelo esbulho que fazem contra a sociedade?
José Vellozo – Rio de Janeiro – RJ
Helio Fernandes.
Estimo que ainda esteja na ativa. Parabéns pelos belos e contundentes textos denunciando tudo sobre a nossa Petrobras e Pasadena. Tem meu apoio, siga em frente amigo.
Sou colega do outro petroleiro que já postou aqui seu recado.
Nelson Vidal Campestre – Macaé RJ
Helio,
Sou de pouco papo e bem objetiva. Os banqueiros não podem continuar assaltando o povo brasileiro, com juros extorsivos, alimentando o capital internacional, que vem aqui especular com seus Fundos. O que fazer?

Silmara Araujo – Brasília - DF

Nenhum comentário:

Postar um comentário