Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

segunda-feira, 21 de março de 2016

Dona Dilma: de Pasadena ao petrolão, incompetência, infortúnio, incerteza, impopularidade

HELIO FERNANDES

O governo confessou: está em pânico com o futuro de Luiz Inácio Lula da Silva, se ele ficar até o 30 dia de março, dependente de decisão de Curitiba. Entraram então com Habeas-Corpus diretamente ao MinistroTeori Zavascki. Erraram no diagnostico e logicamente no medicamento. Eu disse ontem: “Sergio Moro não deve tomar posição, antes da decisão definitiva do Supremo". Hoje a informação exclusiva e privilegiada: "Policia Federal, Ministério Publico e Juiz Sergio Moro decidiram que o processo não andará no momento". Tantas sumidades no Planalto e não conseguiam uma simples informação?

Desatentos e desinformados, entraram no Supremo com medida desnecessária, inócua e inútil: o Habeas Corpus para que Teori Zavascki revogasse ou anulasse o estabelecido pelo voto de Gilmar Mendes. Primarismo jurídico dos doutores do Planalto. Zavascki poderia até dar voto contrario ou diferente, mas não seria mais do que isso. Só quem tem poderes para firmar uma decisão vencedora, para um lado ou para o outro, é o plenário. Mas os Ministros são tão católicos que não trabalham na semana santa. Se desgastaram um pouco, deixaram o país todo ansioso e angustiado. Habeas Corpus, distribuído eletronicamente, ficou com Luiz Fachin. 

Enquanto isso, o impeachment caminha, comandado pelo ínclito, inatingido e inatingível Eduardo Cunha. Qualquer decisão provocará tremenda complicação. Como já disse e repeti, a melhor decisão, quase uma solução, seria a eleição dentro de 90 dias. Mas para isso, o TSE teria que cassar a chapa Dilma-Temer. Sabem disso, a relatora está ha 3 meses com o processo, não tem prazo para entregá-lo. A Comissão do impeachment, decidirá primeiro.

A trajetória medíocre de Dona Dilma, explodiu na crise tormentosa de agora

Chefe da Casa Civil de Lula, presidia o Conselho da Petrobras, quando operaram a compra de Pasadena, que deveria ter levado muita gente para a cadeia. (Mas ainda não havia a Lava-Jato, que agora querem destruir). Surgia ali o Petrolão, escândalo inominável, que se multiplicaria por bilhões. A última palavra que autorizou a negociata, foi de Dona Dilma, a penúltima do diretor internacional Cerveró. Decisão escrita, referendada e consumada de Dona Dilma: "Autorizo a compra, pelo fato do relato do diretor Cerveró, ser falho e sem informação". Com essa "justificação" deveria ter negado a compra de forma veemente.

Com a decisão, sua carreira se elevou voluptuosamente, enquanto Cerveró está na cadeia em Curitiba. Lula caminhava para o fim do segundo mandato, não conseguiu o terceiro, teve que encontrar o substituto, já contei com exclusividade como chegou a Dona Dilma. Fizeram acordo "dela ficar apenas 4 anos". Lula foi traído, Dilma resolveu ficar 8. Brigaram nos bastidores, a briga passou a publica, quando começou o "volta, Lula", ele e o PT, cobravam o funcionamento do acordo.

Dilma resistiu, não abriu mão de outros 4 anos. Logo depois da reeleição, 76 por cento dos brasileiros, retumbaram: "Dilma conseguiu novo mandato, mentindo para o país inteiro". Era o começo do massacre, do caos, do terremoto. E a conscientização e a confirmação, de que em todas as oportunidades, Dilma tentava escapar pela mentira. (Mentiu até a respeito da sua formação universitária, se confundiu toda).

Logo nos primeiros meses teve que demitir 7 Ministros, o que mostrava e demonstrava sua total incapacidade. (Isso ficou conhecido como "faxina", nomeou outros ministros, dos mesmos partidos dos demitidos). Incapacidade e leviandade. Apesar de Lula estar por trás tentando monitorar a catástrofe.

Era muito tarde, não havia salvação, Lula se afastou, desistiu, foi para o triplex e o sitio de Atibaia. Em agosto no ano passado, vendo ou sentindo que sua reeleição em 2018 estava ameaçada, retomaram as conversas. E surgiu pela primeira vez a ideia dele ser Ministro. Não se acertaram, mas não se afastaram, nem deram o desacerto como definitivo. Ideia que surgiria mais tarde, já rotulada como inútil e desafiadora.

Atualizando. A situação é completamente diferente. O Lula salvação, que iria cooptar (as aspas são indispensáveis) pelo menos metade do partido desapareceu.  È impossível analise segura de um partido presidido por Michel Temer. Mas Lula foi tão disperso, incoerente e arrogante, que se o PMDB abandonar a base do governo, pelo menos 90 por cento devem ser colocado na conta do ex-presidente e quase ex-ministro. Lula hoje é fator de desencontro e não de encontro.

Apesar de tudo, Lula e Temer conversarão hoje. Lula queria ontem, o vice não podia. Temer quer dar a maior divulgação á conversa, para poder dizer: "Não somos intransigentes". Lula está totalmente fora da agenda diária do governo. Dilma se reuniu ontem com ministros, para examinar a questão do impeachment. Lula nem convidado. Às 8 da noite, o ex-presidente chegou ao Alvorada, conversou longamente com a presidentA.

O Habeas Corpus no Supremo, e a incompetência do Planalto

Divulgaram: "Entramos com Habeas Corpos, pedindo ao Ministro Zavascki que revogue a decisão de Gilmar Mendes”. Dois erros. 1- O ministro sorteado, pode votar como quiser, mas só o plenário dará decisão definitiva. Sorteado, Luis Fachin, recusou alegando :é padrinho de uma das filhas de um dos 6 juristas que assinam o habeas Corpus. Isso não é impedimento, mas a cautela é louvável. Novo sorteio, escolhida Rosa Weber. A mesma coisa que Fachin: pode votar como quiser, mas não revogar a decisão de outro Ministro, no caso, Gilmar Mendes.  

Obama deixa Cuba popularíssimo

Teve encontra demorado com Raul Castro, no Palácio da Revolução. (Sede do governo, muita bonita). Assinaram acordos, confraternizaram, empresários participaram. Andaram juntos na rua. Nada de Fidel Castro, estava prevista sua ausência, comunicada pelo próprio irmão. Depois do almoço, deram entrevista coletiva para 1.800 jornalistas. Fizeram frases de efeito, sinceridade e satisfação geral, Obama muito aplaudido. 

O presidente dos EUA disse que "nossa amizade é demonstração de solidariedade, estaremos á disposição sempre e a qualquer momento". Raul agradeceu, afirmou: "Nem todos os países cumprem os direitos humanos. Para nós, o fundamental é a Saúde e a Educação". Foi um encontro e uma visita realmente histórica.  

Ontem, ultima noite em Cuba, Obama, a mulher e as filhas, jantaram no Palácio da Revolução com Raul Castro e convidados. Simplicidade, cordialidade e amizade. Não tem sentido, republicanos repetirem seguidamente: "Os EUA estão dando muito a Cuba e não recebendo nada”. Típico de um partido que caminha para ter o bilionário Trump como candidato, felizmente, não como presidente. 

Comissão do impeachment, e a quadratura do circulo

 Eduardo Cunha, cujo prazo para defesa do mandato na Comissão de Ética, terminou ontem, continua dominando a Câmara. E seus fatos mais relevantes, como o impeachment de um presidente da Republica. Dona Dilma está sendo processada pelas chamadas "pedaladas" fiscais Ontem, segunda sessão da Comissão, ele mandou juntar as entrevistas que fazem parte da “delação” do senador Delcídio.

Inacreditável a audácia desse corrupto, não investigado ou acusado, mas réu do Supremo Tribunal Federal.

Se fosse o caso de aceitar, deveria ser formada nova Comissão. Henrique Fontana, Jandira Feghali, Silvio Costa, Chico Alencar e Ivan Valente, se pronunciaram brilhantemente sobre o assunto. Meus parabéns ao presidente da Comissão, Rogério Roseto, pela elegância, serenidade, correção com que dirigiu os dificílimos trabalhos.


PS – Abriram a “caixa preta” na Associação Brasileira de Imprensa – ABI. Na última quarta-feira. O diretor de administração da entidade o editor Orpheu Pinto Salles, por sua iniciativa confiscou o computador da secretaria, prerrogativa dele na qualidade de presidente da Comissão Eleitoral, quando exigia a listagem dos associados para conferência da situação fática de cada um dos inscritos.

PS1 - Ao acessar os dados, segundo fontes, ele se deparou com vários lançamentos que agora pretende investigar para denunciar com provas robustas as falcatruas da atual diretoria, inclusive pagamentos sob rubricas que ele mesmo, na qualidade de diretor nunca autorizou ou teve conhecimento. As eleições para escolha da nova administração da ABI acontecem no dia 29 de abril, e a oposição reunida na chapa Barbosa Lima Sobrinho se articula para levar ao quadro associativo essas e outras denúncias de improbidade e praticas desprezíveis. O diretor ficou surpreso, quando viu o que encontrou no PC da secretaria.


PS2 – Segunda-feira dia 28 uma reunião do Conselho, onde terá muitos assuntos a discutir, certamente uma prestação de contas, que nunca existiu pra valer. Conselheiros já estão alinhavando uma série de questionamentos, que pode até culminar no impeachment do televisivo e atual presidente Domingos Meirelles. O site da entidade não fala nem na reunião de segunda, e sequer sobre a eleição do dia 29 de abril, tudo num claro indício de que “a caixa preta”, tem mais fatos a revelar.
.................................................................................................................

Nossos leitores podem fazer comentários e se comunicar com os colunistas, 
através do: e-mail: blogheliofernandes@gmail.com
ESTA MATÉRIA PODE SER REPUBLICADA DESDE QUE CITADO O NOME DO AUTOR


Nenhum comentário:

Postar um comentário