Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 6 de agosto de 2017

RODRIGO disMAIA

HELIO FERNANDES

Ignorado em 4 mandatos, no quinto subiu com a velocidade de um míssil da Coréia do Norte. Jamais imaginou, chegou a presidente da Câmara, com um adendo glorioso: presidente da Republica de um dignatario (?) circunstancial. E citado para uma próxima eleição presidencial, de governador ou senador, pelo Estado do Rio. Difícil não desmoronar ou desequilibrar. Hoje, duas  afirmações que mostram a confusão.
1- "O entorno do presidente jogou baixo comigo". Conclusivo e sem necessidade de interpretação, Temer já marcou encontro sigiloso com ele. Que seja de dia e não nos subterrâneos palacianos.

2-"Vou fazer apelo aos 21 deputados do PSDB, que votaram contra o presidente". Mudou de ideia,ou já houve o encontro, tão rápido e sigiloso? 

O PREFEITO E SEU SECRETARIO DE OBRAS

Muitos ficavam surpreendidos: o PMDB do Rio e do Estado do Rio, unidissimos em tudo, não se relacionaram na corrupção. Sergio Cabral bateu recordes de enriquecimento ilícito e assombroso. Condenado em 1 processo, e respondendo a mais 11. E vários secretários presos. Como o da Saúde, que morando e vivendo numa birosca, foi preso num palacete da Vieira Souto, com vista panorâmica.

Numa época, os 8 anos de Eduardo Paes, em que o Rio teve as mais fantásticas obras, por causa da Copa do Mundo e Olimpíada, nenhum arranhão sobre o prefeito ou seu secretario de Obras,agora preso por uma propina inicial de 30 milhões. Desenterraram uma solenidade, com o prefeito apontando e elogiando o secretario, "pilar e responsável por tudo".

Ouviram o prefeito, em Nova Iorque, onde mora com a família ha 6 meses. Foi de lá que falou em decepção, "se for verdade".  A Lava - Jato vai continuar investigando as obras do Rio. O prefeito certamente terá explicações para o que está gastando nessa residência. Miseravelmente, de 25 a 30 mil dólares mensais. Que seria de estudos, que nem foram iniciados.

LUIZ ROBERTO BARROSO, UM MINISTRO QUE HONRA A TOGA

Desde que chegou ao Supremo, mostrou coragem, convicção, competência, definiu uma linha de competência e credibilidade. Assim que terminou a farsa do "fico" de Temer, afirmou: "Está visível a operação abafa". Precisa coerência, para ficar tão claramente contra a corrupção.

Concluiu: "As ações ostensivas de defesa da corrupção, são ofensivas para o país". Mas otimista, "o Brasil já mudou, e nada será como antes". A  comunidade agradece, ministro.

DEMOCRACIA, IDEOLOGIA E REPRESENTATIVIDADE 
A questão da ideologia, acaba sendo não uma questão de convicção, e sim de interpretação baseada na força. Em 1964, alguns generais estabeleceram um regime de força, que não tinha nem o apoio da caserna. Milhares foram expulsos ou aposentados, por não concordarem.

Enganaram a opinião pública dizendo "Estamos salvando o Brasil do comunismo." Ora, o comunismo jamais ameaçou o Brasil, nem mesmo na revolução vermelha de Luiz Carlos Prestes em 1935.

Democraticamente, pelo voto, vou fazer uma comparação com 72 anos de diferença. Em 1945, houve a primeira eleição direta no Brasil depois de 56 anos da República. Disputando sua primeira eleição, já que estivera sempre na ilegalidade, o velho PC elegeu 13 deputados federais. Nesses 72 anos, aconteceu de tudo. Expulsaram Prestes do velho PC, criaram o PCdoB, e hoje, tem exatamente 13 deputados federais. Só que em 1945 a população brasileira era de 40 milhões de pessoas. Hoje, a população brasileira, ultrapassou os 200 milhões. 

Pra não ir muito longe, podia passar o dia inteiro escrevendo e a pergunta sem resposta continuaria a mesma: onde está a democracia? E onde democracia e ideologia se encontram, com ou sem definição. Poderia terminar com a famosa definição de Churchill a respeito da importância dos partidos para a democracia. 

OUTRA MUDANÇA NO PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS

Desde a inominável inconstitucionalidade do AINDA  presidente Temer, é a quarta mudança na justiça. Só existe uma interpretação, e será dada pelo Supremo.

Aliás, já existe o recurso no mais alto tribunal do país. Foi sorteada a ministra Rosa Weber. Pode (e deve) ser julgada na quarta feita. Se Alexandre de Moraes não pedir vista, a questão será julgada definitivamente.

OS ÚLTIMOS 10 SEGUNDOS, DO GUERREIRO DA VELOCIDADE

Eles treinam 10 anos, para se consagrarem em 10 segundos. Bolt  apareceu em Berlim, 2009, assombrando e encantando o mundo. Alem dos 9,58 que nem ele repetiria, um carisma que resistiria a tudo, durante 8 anos exatos.

Tinha 22 anos, hoje aos 30, fez deliberada e planejadamente a ultima aparição. E tirou o terceiro lugar mais consagrador da historia das competições. 9,95, o americano Gatlin 9,94, o outro americano, Coleman 9,91. Mas quem tivesse chegado minutos depois da prova, teria visão totalmente diversa.

Centenas de fotógrafos, todas as televisões, acompanhavam intensamente Bolt, os 2 primeiros colocados, inteiramente desaparecidos. Lógico, era a despedida do atleta, a liderança e a lembrança vão permanecer e perdurar. Gatlion e Coleman, não se incomodaram. A partir de agora e por algum tempo, vão duelar entre si. Bolt será apenas uma lembrança. Vitoriosa, saudosa, mas não invencível, não estará mais competindo. 
NA VENEZUELA DE MADURO, "CONSTITUINTE" GOVERNA

Entre aspas, falsa e representando a mais completa farsa, começa inovando. Constituinte, mesmo com mais aspas do que representatividade, tem o objetivo de fazer leis (Constituição), para os que governam em nome do povo, executem.

Sem autenticidade, indicada e referendada, pelo autoritário Maduro, na posse exibiam a satisfação e a falta de constrangimento dos serviçais. E 3 horas depois da posse, a primeira arbitrariedade: mandaram prender 2 lideres da oposição: Ledezma e Leopoldo Perez. Estavam em prisão domiciliar, isso foi transformado imediatamente com duas violências.

A jurídica, não tinham poder para isso. A física, usaram da força excessiva e exorbitante contra 2 homens desarmados. Lopez estava sozinho, a mulher, grávida, está na Espanha, tudo na Venezuela é receio, perigo e incerteza. Ficaram 3 dias numa cela isolada de penitencia militar, 3 dias depois o ex-prefeito eleito de Caracas foi devolvido á prisão domiciliar. Sobre Perez não se sabe nada. Pode também estar em casa, ou com a punição agravada.

MADURO: NENHUMA SOLIDARIEDADE

Do mundo todo, protestos e apelos, a situação cada vez desesperadora. Nenhum apoio, apenas a revolta. Afastado do Mercosul por unanimidade, respondeu no seu estilo insensato: "Não cumprirei nada que venha desse grupo contra nós". Ele não tem como resistir, não cumpriu a clausula, do "respeito á pratica e respeito democrático".

A situação tende a piorar, assim que a "constituinte" se implante e se imponha ditatorialmente. Com todas as restrições á sua existência ditatorial, passa a ser a segunda força do país, a militar. A primeira, incontestável. Agora essa, nomeada para "fazer" leis arbitrarias, que começa a exorbitar. E mandar prender a oposição, antes mesmo de soterrá-la com autoritarismo.

VOLEI FEMININO: 12º OURO MUNDIAL

Acabou na China, final o clássico Brasil-Itália. Duríssimo como sempre, 2 a 2, foram para o quinto. Prevaleceu a classe, a categoria, um elástico 15 a 7. A renovação começa vitoriosa e merecida. E parabéns para José Roberto Guimarães.

Também ainda agora, outro ouro na praia, no Mundial da Áustria. Evandro, ( que começou como apanhador de bolas) e André, ganharam de forma brilhante.

1- Ontem resolvi fazer um teste de paciência e não de preferência. Peguei o primeiro caderno do Globo, Folha e Estadão para verificar, ver quantos jornalistas que escrevem assinado eu conseguiria ler. Não precisava ser do principio ao fim.

2- Para quem como eu, dirigiu tantas revistas (as Ilustradas, todas 3, Cruzeiro, Manchete, Revista da Semana) e jornais, uma surpresa: consegui ir quase ao fim de muitos. Repulsa, resistência, recusa, apenas de um.
3- Que deveria ser o mais credenciado: FHC. Mais de meia pagina de O Globo, não consegui ler nem o titulo da matéria. Ele é sempre contraditório, pedante, vazio. E alem do mais, é tão egocêntrico, que acho que escreve sempre em frente ao espelho. Para ele, e não para os possíveis leitores.


4- Uma satisfação que não posso deixar de transmitir. Nos 3 jornais, consegui ir até o fim da matéria de 5 jornalistas. Fui até o fim e com enorme prazer. E eram mais de 50 profissionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário