Editoria: Helio Fernandes. Subeditoria: Roberto Monteiro Pinho

quarta-feira, 11 de março de 2015

MINISTRO DIAS TOFFOLLI, QUE VAI JULGAR LAVA-JATO FOI CONVERSAR COM DILMA. TODOS QUE OCUPAM CARGOS IMPORTANTES, DEVIAM SE AFASTAR.

HELIO FERNANDES
12.03.15

Mais uma derrota de Dina Dilma, agora imposta pelo Supremo. Fartei de informar: Dilma não quer nomear o 11º Ministro, com medo do senado vetar, e ao mesmo tempo manter a Segunda Turma com apenas 4 ministros. E assim esperar que haja um empate, com os então acusados ou réus, que seriam absolvidos opor essa circunstancia.

Celso de Mello e Marco Aurélio Mello já criticaram duramente Dilma, Não atendidos, articularam mudança, que já está em vigor. Transferiram regimentalmente um ministro da Primeira Turma para a Segunda, esta ficou completa, não haverá a possibilidade de empate.

Quem for escolhido para a vaga do primeiro Joaquim, não estreará com essa responsabilidade de presidir a Turma que julgará o mais rumoroso processo da História da República.

E Dona Dilma perderá a ilusão primaria e sem grandeza; os ministros escolhidos, terão que servir irresponsavelmente ao Executivo.

Derrotada, aparvalhada e desorientada, Dona Dilma poderia completar o quorum do Supremo, mandar o nome para o Senado, o mais alto tribunal ficaria com sua composição constitucional. Se vetarem o nome, ou prolongarem e indevidamente a decisão, terão que responder perante as ruas, um poder que cada vez maior se agiganta ou se “alevanta”.

Uma única ressalva: na Primeira república, (a nunca desmentida “republica velha”) o presidente preenchia a vaga no Supremo, ele assumia, só depois o senado se manifestava.

Em 1891, Floriano derrubou Deodoro, assumiu inconstitucionalmente, revoltando o senado e principalmente Rui Barbosa. Em 1892 nomeou o médico Barata Ribeiro para o Supremo. 4 meses do exercício do cargo, foi vetado pelo senado. Saiu.

Em 1893, Floriano nomeou a mesmo Barata Ribeiro, Prefeito do Distrito Federal, assumiu. 5 meses depois, vetado pelo senado, é nome de avenida em Copacabana, mas teve que deixar o cargo, Agora o Supremo dá cheque- mate em Dilma, ela não sabe jogar xadrez e tem horror á palavra.

Fato estranho, inédito e surpreendente: 23 horas depois de assumir relevância na investigação da Lava-jato, esse Ministro, Dias Toffolli, foi ao Planalto conversar com a presidente. Conversar o quê?

Toffolli fez toda carreira defendendo o PT e  Ministros do governo do PT. Por causa disso, chegou ao Supremo. No cargo, foi dura e demoradamente acusado pelo jornal Estado de S.Paulo, por irregularidades.

Jamais contestou as acusações. Agora, está na obrigação de vir a público explicar o que foi fazer no Planalto e o que conversou. Ministro do Supremo e Presidente da República, têm que dar importância opinião pública.

Os que ocupam cargos importantes no Congresso, deveriam sair.

Já que não têm a dignidade de deixar os cargos, voluntariamente, deviam ser afastados, compulsoriamente. Dois deputados do PP, investigados na lista de Janot, pertenciam a CPI. Foram convidados a sair, resistiram. Veio ordem do senador Cid Nogueira, acusadissimo, para renunciarem. Tiveram que obedecer. Devia valer para todos os investigados. Renan Calheiros e Eduardo Cunha, por isso e pelo conjunto da obra.

Ontem, durante horas, o Congresso Nacional se reuniu para examinar o absurdo veto presidencial, ao corretíssimo projeto de 30 horas para psicólogos.

A sessão foi presidida alternadamente por Renan Calheiros e Romero Jucá. Não podiam nem participar quanto mais presidir. Vergonha e constrangimento.

Resposta.

José Angelo, RJ, é mais um petroleiro, com texto excelente e enorme preocupação e insatisfação com o que está acontecendo. Receia que a situação se complique, perca o emprego o maior ou o único bem do trabalhador. Aqui mesmo, em Itaboraí, mais de 8 mil perderam o emprego, não tiveram indenização, não receberam nem os salários atrasados. 

Resista, José Angelo, no blog sempre um apoio incondicional contra os poderosos e irresponsáveis.

Jonatham, Niterói obrigado, são dezenas de anos de luta pelo interesse nacional.

Marcelo diz que não entende Dilma fora da Lava-jato. Nem você nem ninguém. Na terça feira, (anteontem) sem o menor constrangimento, com espantosa naturalidade, o corrupto servidor das empreiteiras corruptoras, falava em "transferência de" 22 BILHÕES de dólares para personagens do governo ou ligados ao governo.

Nenhum sinal de vergonha desse desconhecido Barusco ao afirmar: "Recebi 97 milhões de dólares, vou devolver tudo". E a família, não tem ou não notou nada? Quem recebe 97 milhões de dólares, muda de vida, de casa, de carro, não é mais o mesmo que vivia de salários.

PS- 2015, decididamente não é nada favorável para Dilma. Além de todos os inconvenientes, um raio caiu sobre o batalhão de segurança da presidência, 17 feridos. Comentário dela: "Ainda bem que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar" Além de tudo, desinformada.

PS2- Um dos "pais servidores", que fizeram a Independência e a República, não quis ser presidente, afirmou: "Quero continuar minhas invenções".

PS3- Inventou o "pararaio", e quando ouviu isso que Dona Dilma repetiu, informou: "O raio pode cair duas vezes no mesmo lugar e tem caído". Isso é história, não quero tirar a tranquilidade de Dona Dilma, que alias está sem nenhuma.
........................................................................................................................................
Nossos leitores podem fazer comentários e se comunicar com os colunistas, através do e-mail: blogheliofernandes@gmail.com
As respostas serão publicadas aqui no rodapé das matérias. (NR). E as  mensagens selecionadas só serão postadas com o primeiro nome e a cidade do internauta.

Jornalista Helio.

Precisamos que fale mais a respeito das demissões no polo petroquímico de Itaboraí-RJ. Aqui as coisas andam na mais completa miséria. Temos trabalhadores e suas famílias passando fome. Uma indignação. Quatro meses sem receber nada. Estamos nos cotizando para comprara alimentos, remédios e até mesmo água potável. Obrigado pelo apoio. Luiz de Lucas – Itaboraí-RJ.

Helio.


Aguardo notícias sobre o Charlie. Maira ... Rio de Janeiro – RJ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário