Titular: Helio Fernandes Editoria: Roberto Monteiro Pinho

domingo, 23 de junho de 2019

MORO FOI DEPOR NO SENADO (1)

HELIO FERNANDES

Já estava marcado antecipadamente. Mas pura coincidência, 24 horas
depois do estrondo 3 do Intercept. Lógico, não tocou no assunto. Que
liga ele com o vulnerabilíssimo FHC.

A CCJ estava lotada.

Tentou desmentir as acusações, conseguiu confirmá-las. Textual: "Mesmo
que as revelações sejam autenticas, o que foi divulgado, é licito". Os
deputados não acreditaram e continuaram fazendo perguntas embaraçosas,
que ele tentava explicar, não percebia que se complicava.

Já está falando exatamente ha 3 horas, completadas ao meio dia, quando
interrompo. Vou dar um tempo para ver quanto ainda vai falar, ou se vai
dizer alguma coisa que se aproveite.

NO TOTAL 9 HORAS DE MORO NO SENADO, IMPORTANTÍSSIMAS, 
ELE FALOU PARTE DA VERDADE (2)
 
3 depoimentos, (Renan Calheiros,  juíza Selma,  Flavio Bolsonaro)
permitiram o esclarecimento de um dos fatos mais importantes ocorridos
durante a campanha presidencial. O relacionamento Moro-Bolsonaro e
consequentemente do juiz com o candidato.
 
Essa ligação espúria foi, reconhecidamente, o fator principal da
vitoria, por causa da candidatura Lula, que aparecia em primeiro lugar
em todas as pesquisas, tido e havido como invencível. O afastamento
desse candidato-adversário, precisava de uma recompensa.
 
Aí começam as explicações falsas, e o depoimento, RIGOROSAMENTE
VERDADEIRO, do próprio Moro. È evidente que houve recompensa. JAMAIS
falou em ir para o STF.Quem garante,o próprio referendado pelo filho
Flavio Bolsonaro. (Que segundo Moro participou do encontro os dois, na
casa do então capitão. Que imediatamente confirmou tudo). STF era muito
pouco.
 
O acertado, combinado e efetivado: a transferência de Moro para
Brasília, altamente prestigiado. Concordaram que a nomeação para 2
ministérios. E a condição de "segundo presidenciável para 2022".
 
Baseado na afirmação. Voluntaria do próprio Bolsonaro: "Não disputarei
a reeleição". Aparentemente Moro ascendia á condição, (simplória e
precisando de ratificação que ficou impossível diante dos erros,
equívocos e fracassos do próprio Moro).
 
A indicação para o STF surgiu quando ele já estava em pleno
OSTRACISMO. E ninguém acreditou que acontecesse. A começar pelo
próprio Bolsonaro que patrocina a impossível candidatura do "bispo"
Malafaia.
 
Renan Calheiros, por desinformação ou por querer dar aviso para o
futuro acerto de contas com o passado e o veto para nova presidência do
senado,desconstruída pelo Planalto, trouxe o assunto para debate.E
falou:  "O que o senhor não responder aqui, terá que responder no
senado, quando for indicado para o STF". Renan perdeu tempo, terá que
arranjar nova forma de vingança.
 
O senador Bolsonaro foi rápido e certeiro, confirmou num depoimento
agendado antecipado. Jantou na casa do pai, com mais o juiz Moro, e
"ninguém falou em STF". Às vezes reconfortante falar a verdade, raras
as oportunidades.
 
A juíza Selma queria aparecer, apareceu. Falou da "injustiça que nós
juízes sofremos". Queria se comparar com Moro, se comparou, saiu de
cena,nem vaiada nem aplaudida. Era coadjuvante dela mesmo.
 
PS- Para Moro, desastrado depoimento. Quem disser que Moro se saiu
bem" (principalmente jornalista)estará destruindo a própria
credibilidade.
 
PS2- Para Moro, o inferno. Terá que depor na Câmara.
 
PS3- E para se defender terá que repetir duas inverdades.
 
A Intercept está fazendo apenas sensacionalismo.
 
PS4- Tudo começou com os hakers que violaram meu celular.
 
PS5- Moro teve algum mérito no inicio da Lava-Jato e no combate á corrupção.
 
PS6- Trocou tudo pela ambição pessoal. Quando afirmou
espetacularmente, "não farei carreira política", já estava com ela
agendada.
 
EMPRÉSTIMO DO BNDES AO CORINTHIANS,
PRIVILÉGIO PURO, RIGOROSAMENTE VERDADEIRO
 
O clube precisava de 400 milhões para construir o estádio. Sem credito
com bancos particulares, recorreu ao Banco do Brasil. Pediram proposta
com garantias formalizadas. Receberam. Recusaram.
 
O Corinthians recorreu ao BNDES com a mesma proposta, só que com forte
apoio político. O empréstimo saiu imediatamente.
 
(O Corinthians não consegue pagar as parcelas, as "garantias" não
"garantem" nada).
 
Contei tudo na época.  Um presidente do BNDES, competente e
independente, começou a denunciar o empréstimo, foi logo demitido.
 
AMANHÃ, NO STF, IMPORTANTÍSSIMO JULGAMENTO DO RECURSO 
DE ANULAÇÃO DAS CONDENAÇÕES DO EX-PRESIDENTE LULA
 
Ha mais de 1 ano, os advogados denunciam a parcialidade do juiz Moro
em relação a Lula. (Tudo vastamente publicado, referendado e apoiado
por este repórter. Sem que tenha havido explicação ou contestação). O
recurso perambulava por tribunais, antes de aparecerem as matérias
espetaculares do site Intercept.
 
Ha 15 dias o recurso está na pauta do STF. Estranhamente foi para uma
Turma, quando deveria ir direto para o plenário. Qualquer que seja o
resultado da Segunda Turma, quem decide é o plenário. Como sempre, o
STF está dividido, é possível que não haja julgamento, fala-se muito
em adiamento.
 
Com pauta ou sem pauta, na Turma ou no plenário, existem 3
possibilidades que podem ser examinadas e decididas. Pelo menos uma,
por 6 a 5.
 
PS- Gostaria de errar. Mas conheço demais o STF para que isso aconteça.
 
PS2- O ministro Carlos Veloso, presidente do STF veio ao Rio inaugurar
um Centro Cultural na antiga sede do STF.
  
PS3- Estava discursando, parou, falou: "Tenho que tomar cuidado, estou
vendo ali o jornalista Helio Fernandes, que é quem melhor conhece a
Historia do Supremo".
 
A PGR DIFICULTA E COMPLICA LIBERTAÇÂO DO EX-PRESIDENTE
 
Ha semanas Rachel Dodge oficiou ao STJ: "Lula tem direito a regime
semi-aberto, cumpriu um quinto da pena". Traduzindo: iria para uma
penitenciaria, dormiria, sairia para trabalhar, voltaria ás 6 para
dormir. Recusaram sem exame ou debate.
 
Muita coisa aconteceu, os advogados querem anular as condenações.
 
Pedido reforçado pelas revelações do Intercept, que deixam mais do que
comprovada a parcialidade do juiz e dos Procuradores.
 
A PGR não mudou de posição, enviou parecer ao STF. Reafirma o que já
disse ao STJ: "Lula tem direito ao semi-aberto e mais nada".
 
O julgamento está pautado para amanhã. O que o país espera: que pelo
menos a pauta seja cumprida.
 
O DECRETO DAS ARMAS
 
Ele fez um apelo patético: "Não deixem o decreto das armas MORRER". Não
devia ter usado esta ultima palavra, sintomática e previsível,com as
300 milhões de armas para 200 milhões de cidadãos.
 
Apenas um terço votou com ele. Um terço do senado, 27 membros. 28
atenderam seu apelo .
 
Nos bastidores, está propalando, "ganharei na Câmara".
Isso só piora o ambiente para ele.
 
ÚLTIMA NOTA: SELEÇÕES
 
Na masculina, os 5 a 0 contra o Peru não foram suficientes para fazer
esquecer o 0 a 0 com a Venezuela. (A seleção do Peru, que entrou na
Historia, dirigida pelo craquissimo Didi, foi á Copa. Não passou da
chave, mas foi).
 
5 jogadores fazendo 1 gol cada.(com a colaboração do goleiro).
 
Gabriel Jesus, que não marcara, bateu um penalti, continuou sem marcar.
 
A França, dona da casa, favoritíssima, no primeiro tempo não saiu do
zero.(A não ser um gol, justamente INVALIDADO e não ANULADO pelo
Var).
 
O Brasil, estranhamente insistiu em jogar pela direita, uma espécie de
reverencia a Bolsonaro.(Não deu certo como não está dando também no
Brasil). De qualquer maneira mais 45 minutos imprevisíveis. O que a
França não esperava.
 
Outro empate, depois da juíza ter ANULADO 1 gol do Brasil 
(sem consultar o Var), prorrogação, e se necessário, penalti. 
Torço pelos penaltis, naturalmente com a vitoria do Brasil).
 
Vi 9 Copas do Mundo, nos países onde eram jogadas. Começando no
Maracanã em 1950. Assisti títulos, participei de decepções. Nada
parecido com o que senti no segundo gol da França. E a eliminação do
Brasil.
 
Depois do gol do Brasil (que a juíza ANULOU sem consultar o Var)
prorrogação e se necessário penalti. Gostava quando era penalti
direto, emocionante e menos cansativo.(Apesar o Brasil ter sido
campeão do mundo em 1994, prorrogação e a Itália perdendo o último

penalti).

2 comentários:

  1. Gosto muito de seus comentários, espero que durem muito tempo. Saúde e paz.

    ResponderExcluir
  2. Senhor Helio Fernandes, bom dia. Parabéns pelos seus excelentes comentários. Muita saúde e vida longa.

    ResponderExcluir